Hermann Park

Houston – Hermann Park

Um dos mais antigos parques públicos de Houston, o Hermann Park foi idealizado em um planejamento urbano no começo da década de 1910. Seguindo a recomendação de um relatório que identificou a então área rural como ideal para a construção, o investidor imobiliário e industrial George H. Hermann, que fazia parte da comissão e era proprietário de uma grande parte dhtas terras da região, anunciou publicamente a doação para a cidade de Houston de uma área de cerca de 1.150 km2. Em dois anos, o famoso arquiteto paisagista George Kessler completou o plano diretor do parque, projeto que foi implementado ao longo das décadas seguintes.

Área dos leões
Houston Zoo

A abertura do Houston Zoo em 1922 e a requisição de uma boa parte do sul do parque para o estabelecimento do Texas Medial Center nos anos 1940 alterou o alcance e a configuração do espaço, mas os elementos mais significativos do plano diretor se mantiveram inalterados e foram até expandidos. Atualmente, o Hermann Park possui cerca de 1.800 km2 de área verde e é visitado por cerca de 6 milhões de pessoas todos os anos. Mais do que uma área natural, o local oferece alternativas de entretenimento que incluem um campo de golfe, um teatro ao ar livre, pistas para caminhada e corrida, um belo jardim de rosas, área para piquenique, um borboletário e até um museu. A falta de fundos e manutenção a partir da segunda metade do século XX levaram à formação do Hermann Park Conservancy, em 1992. Desde então, a instituição arrecadou mais de 120 milhões de dólares para renovar e refazer vária áreas do parque.

Mecom Fountain
Mecom Fountain

Localizado a poucos minutos do centro da cidade, o parque é um centro cultural e recreativo cercado pelo Texas Medical Center, a Rice University e o Museum District, além de vários bairros residenciais. O acesso se dá por vários lugares, mas a entrada principal fica na interseção da Main Street com a Montrose Boulevard, onde eu cheguei utilizando o transporte público da cidade, tanto de ônibus quando pelo light rail. Ali encontra-se a Mecom Fountain, localizada no centro de uma rotatória. Em 1917, um jardim rebaixado foi construído no local que assinalava a chegada ao parque. A fonte, colocada sobre o jardim em 1964, foi um presente do magnata do petróleo, John W., e sua esposa, Mary Mecom, para Houston, tendo sido a maior da cidade na época de sua criação. O projeto é de Eugene Werlin.

Monument Sam Houston
Monument Sam Houston

Logo após a fonte é possível ver o Monument Sam Houston, em homenagem a um dos fundadores da cidade. A estátua de bronze, que se encontra em cima de um arco desde a construção do monumento, em 1925, mostra o general montado em um cavalo e apontando em direção ao rio San Jacinto, onde suas tropas derrotaram o exército mexicano e ganharam a independência do Texas. A escultura foi criada por Enrico Filiberto Cerrachio, em 1924, com patrocínio do Women’s Club of Houston. O clube angariou fundos para a obra após um artigo de jornal pedir um monumento para o fundador, primeiro presidente e primeiro governador do estado.

Escultura retrata o tratamento do câncer
Cancer Survivors Park

Ao lado dessa entrada também fica o Cancer Survivors Park, uma praça construída para conscientizar a população de que a doença pode e deve ser tratada. Muitas pessoas são levadas a acreditar que um diagnóstico de câncer é uma sentença de morte. A ideia do local, idealizado por Richard Bloch, um sobrevivente da doença, e sua esposa, é sensibilizar as pessoas através da bela estrutura, de obras de arte e de mensagens a lutar por suas vidas e dar apoio a seus familiares e amigos que enfrentam esse momento difícil.

Mecom Rockwell Collonade
Mecom Rockwell Collonade

Outra estrutura que me chamou a atenção nessa parte foi o Mecom Rockwell Collonade, uma fonte de água adicionada ao parque em 1968. O monumento foi construído em 1968, mas possui em seu DNA as origens do parque. Digo isso porque as colunas dispostas em volta da fonte eram parte da estrutura original do Miller Outdoor Theater, datado de 1923.

Arquitetura moderna
Houston Museum of Natural Science

Ao lado dessa fonte já é possível ver a estrutura do Houston Museum of Natural Science, que eu visitei gratuitamente em uma quinta-feira à tarde. A coleção permanente desse museu de ciências naturais conta com fósseis de animais pré-históricos, a origem do homem, uma área dedicada à fauna e flora do Texas, animais africanos, seres marinhos, pedras preciosas e minerais, joias, cultura dos povos originais da América, além de diversas exposições temporárias e uma sala de cinema IMAX, entre outras atrações.

Friendship Pavilion
Friendship Pavilion

Ao lado do museu é possível visitar sempre gratuitamente o McGovern Centennial Gardens. Um dos destaques desses jardins é o ornamental Friendship Pavilion, dado de presente para a população em comemoração ao aniversário de 150 anos de Taipei, em Taiwan. Trata-se de uma cidade irmã de Houston, o que significa a troca de pessoas, ideias e culturas entre a cidade americana e a estrangeira. Taipei é irmã de Houston desde 1961. Originalmente colocado no Houston Garden Center, em 1978, o pavilhão serviu como uma representação arquitetônica da amizade internacional entre as duas cidades por mais de 40 anos. Em 2014, o pavilhão foi transferido para o topo do Tudor Family Pine Hill Walk.

Vista do The Mount
McGovern Centennial Gardens

Renovado em 2015, o Centennial Gardens foi totalmente transformado para se tornar uma atração impressionante para os visitantes do parque. São vários jardins temáticos nos quais foram plantadas cerca de 500 novas árvores de mais de 50 espécies, 760 arbustos, 350 novas rosas, 115 novas camélias, 650 novas azaleias, milhares de outras plantas perenes de diversas variedades e por aí vai. É um passeio bem calmo e agradável – deu vontade de ficar ali de bobeira por algumas horas lendo um livro.

A plateia pode ficar no gramado
Miller Outdoor Theater

Voltando ao Hermann Park em si, um dos pontos que eu mais gostei foi Miller Outdoor Theatre, um teatro aberto que recebe uma variedade de eventos multiculturais, incluindo o Cinco de Mayo, festividades do Forth of July, Shakespeare in the Park, o Houston Ballet e o Houston Grand Opera. A programação é distribuída ao longo do ano, excluindo os meses de inverno. A primeira apresentação que eu fui no local foi o musical Always… Patsy Cline, uma biografia musical da famosa cantora country americana sob o ponto de vista de uma fã que a conheceu e com quem desenvolveu uma amizade. Para isso, peguei o ingresso de manhã para ficar na parte coberta e com cadeiras. Outra opção é assistir aos espetáculos no gramado do morro, o que também garante uma ótima vista do palco.

Miller Hill
Miller Hill

O Miller Outdoor Theater foi inaugurado em 1923, mas apenas 25 anos depois foi criado o icônico Miller Hill, um grande monte gramado que foi construído com a terra retirada nas escavações para a abertura da Fannin Street, importante via de acesso para o Texas Medica Center. Embora o teatro tenha sido totalmente reconstruído em 1968 e renovado novamente nas décadas de 1990 e 2000, o monte se manteve aberto o tempo todo e se tornou um dos destinos favoritos dos visitantes para fazer piqueniques, empinar pipas e realizar atividades recreativas diversas.

Atropos Key
Atropos Key

Ali também fica a escultura Atropos Key, feita pela artista Hannah Stewart e exposta no parque desde 1972. Na mitologia grega, Atropos é uma das três irmãs responsáveis pelo destino dos homens. Geralmente, é mostrada segurando tesouras, já que é dito que ela cortou o fio da vida. A versão de Steward sequer possui mãos e se encontra com os pés firmes no chão e cabelos radiantes como um sol. A obra remete a uma figura de outro mundo, como um mensageiro espiritual, mas nada hostil.

Mary Gibbs and Jesse H. Jones Reflection Pool
Mary Gibbs and Jesse H. Jones Reflection Pool

Esse começo do parque é marcado pela Mary Gibbs and Jesse H. Jones Reflection Pool, um enorme espelho d’água preenchido, pela primeira vez, em 1925. Mas foi somente no início dos anos 2000 que ele tomou a forma atual, com 225 metros de comprimento e 24 metros de largura. À sua volta, carvalhos gigantes garantem uma sombra bem refrescante. As águas vão até o Pioneer Memorial Obelisk, que fica na Molly Ann Smith Plaza, entre o espelho d’água e o lago. O monumento, feito por Frank A. Teich, foi inaugurado em 1936 para celebrar o centenário de independência do Texas e da fundação da cidade de Houston, servindo como uma homenagem aos pioneiros da época.

Casa de chás
Japanese Garden

Ao lado da reflection pool, encontra-se uma das entradas para o Japanese Garden, um recanto de serenidade dentro do parque. Esse jardim foi projetado pelo mundialmente conhecido arquiteto paisagista japonês Ken Nakajima e construído para simbolizar a amizade entre os Estados Unidos e o Japão. Em reconhecimento à ativa comunidade japonesa em Houston, o ambiente combina a tradição japonesa com um toque texano. Foi, realmente, uma das áreas que eu mais gostei do parque – a vontade que dá é de morar lá dentro.

Pérgola com vista para lago
Japanese Garden

Para a construção, foram usados apenas materiais naturais como rochas, madeiras e plantas. Ao percorrer os jardins, você passará por pequenas corredeiras, pontes, caminhos de pedras, um lago com peixes e tartarugas, árvores e muitas flores. Em 2012, foram plantadas várias cerejeiras no local em comemoração às árvores dadas pelo Japão aos Estados Unidos cem anos antes. As árvores florescem na primavera e ficam coloridas de rosa por poucas semanas. A visita ao local é gratuita.

Mcgovern Lake
Mcgovern Lake

O McGovern Lake foi recentemente renovado e expandido com a criação de duas novas ilhas para uso dos pássaros migratórios e uma terceira por onde passa o trem que dá a volta no parque. Pode-se dizer que o lago é o ponto central do parque e também o mais agitado. Ali é possível alugar pedalinhos e, como fazia um dia de bastante calor, o que é muito comum no clima de Houston, as pessoas estavam aproveitando para passar perto do jato de água que fica no meio das águas para se refrescar um pouco. Outro atrativo é a pescaria destinada a crianças até 12 anos e idosos acima dos 65 no Bob’s Fishing Pier.

Pinewood Café
Pinewood Café

Do ladinho do boathouse funciona o Pinewood Café, onde é possível fazer um lanche. Há mesas na parte interna (com ar-condicionado, pela honra e glória do senhor) e na parte externa, à sombra das árvores. Eu até passei lá para fazer um lanche rápido, fugir do calor e descansar as pernas, mas achei os preços pouco convidativos e recomendaria levar sua própria comida. Além disso, você pode sentar em uma das muitas mesas de piquenique ou estender uma toalha na grama mesmo.

Passeio de trenzinho
Passeio de trenzinho

Também é ali a estação principal do Hermann Park Railroad, que percorre um trajeto de 3.2 km pelo parque com saídas a cada 25-30 minutos. O percurso total demora cerca de 20 minutos e há três paradas, o que permite que os passageiros desembarquem para visitar diferentes pontos de interesse: uma próxima ao Houston Museum of Natural Science, uma praticamente em frente à estação do light rail e a terceira perto do playground. Depois, você pode embarcar novamente em qualquer uma das estações e voltar para a Kinder Station in Lake Plaza, que fica próxima ao lago e onde todos os passageiros precisam deixar o trem. Os preços e horários do trem e dos pedalinhos podem ser acessados na página oficial.

Buddy Carruth Playground for All Children
Buddy Carruth Playground for All Children

Outra diversão destinada às crianças é o Buddy Carruth Playground for All Children, cuja preocupação é garantir o acesso aos brinquedos também para os pequenos que possuem alguma deficiência física – a maior parte deles pode ser acessado com o uso de cadeiras de rodas. A estrutura foi construída em 1995 e conta com umas fontes de água interativas que, devo confessar, eu mesmo quis usar para me refrescar do calor dessa cidade. Ali também fica o Fannin Pavilion, uma área coberta que pode ser alugada para festas e encontros, com capacidade para até 100 pessoas.

Dillidiidae
Dillidiidae

Ali perto também fica o Dillidiidae, uma obra de arte com formas orgânicas e cores chamativas criada pela canadense Sharon Engelstein. Aparentemente, a ideia era criar seres idênticos, mas que parecem ser diferentes devido às suas variadas posições. Confesso que eu só consigo enxergar um monte de bosta colorida, o que não deixa de ser divertido de qualquer maneira. Seja como for, você é convidado a interagir livremente com a obra – pode tocar, subir, fazer o que desejar.

Marvin Taylor Trail
Marvin Taylor Trail

Já para os adultos que gostam de fazer exercícios ao ar livre, o Hermann Park conta com diversas trilhas. A principal delas é a Marvin Taylor Trail, uma pista de caminhada e corrida com 3.2 km de extensão que pode ser percorrida, em grande parte, à sombra de grandes carvalhos. Renovada em 2011, a estrutura, que antes era usada para a passagem de carruagens, é coberta com areia e pedra, possui um bom sistema de drenagem e é iluminada por novos postes de luz. O nome é uma homenagem a Marvin Taylor, um líder comunitário que ajudou a organizar grupos de corredores e vizinhos para limpar o parque. Esses voluntários foram os responsáveis pela criação do Friends of Hermann Park, atualmente com o nome de Hermann Park Conservancy.

Mapa do parque
Mapa do parque

Como se pode observar no mapa, o parque é bem extenso. Eu confesso que não visitei tudo em um dia só, já que fiquei alguns meses em Houston. Se você tem menos tempo ou está interessado na prática de exercícios físicos ou até mesmo por entretenimento, uma boa opção é alugar uma bicicleta. Há várias estações da BCycle espalhadas pelo parque e região. Para conferir os preços atuais, a localização e disponibilidade da bikes, gerenciar a sua conta e fazer a retirada e devolução dos equipamentos, recomendo o uso do aplicativo. Você pode alugar a bicicleta uma única vez ou fazer um plano mensal/anual. A retirada é feita diretamente na estação ou através do aplicativo.

Uma das estações da B-Cycle
Uma das estações da B-Cycle

Para quem não conhece, vale a pena dar uma conferida porque esse tipo de sistema de aluguel de bicicletas tem se espalhado pelo mundo, com diversas empresas. O legal é que você pode pegar o equipamento em uma estação, utilizar pelo período determinado e devolver em outro lugar. Ou seja, é uma ótima alternativa para deslocamento urbano. Os preços são vantajosos principalmente para quem faz um plano – se você pretende usar o serviço mais de três vezes, já vale mais a pena pagar o mensal. Também está se popularizando os serviços do Uber, da Yellow e outras empresas em que você pode pegar e deixar o veículo em qualquer lugar, sem ter que ir até uma estação. Por enquanto ainda é mais caro, mas tem a vantagem de oferecer também veículos motorizados, seja de bicicletas ou patinetes.

Campo de golfe
Campo de golfe

A pista de corrida da uma volta completa pelo Hermann Park Golf Course. Esse foi o primeiro campo de golfe público dos Estados Unidos, país que possui uma grande tradição no esporte. Construído em 1922, o espaço foi totalmente renovado no ano de 1997 e expandido mais recentemente. Além de jogar e passear pelo local, os visitantes têm a oportunidade de fazer compras de equipamentos e acessórios profissionais e comer no restaurante Clubhouse, localizado no endereço 2155 North MacGregor. Enfim, são muitos atrativos concentrados no Hermann Park, sendo a maioria deles gratuito. Certamente um dos principais destinos turísticos da cidade.

Anúncios

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s