Localização da cidade de Lucerna no Mapa Mundi

Lucerna – Geografia e clima

Lucerna é um dos principais destinos turísticos da Suíça, tanto pelos passeios que podem ser feitos dentro da própria cidade, com destaque para a caminhada pelas torres medievais da Museggmauer, a travessia do rio nas pontes de madeira Kapellbrücke e Spreuerbrücke, o museu Gletschergarten, o passeio de barco pelo lago e outros atrativos, quanto pela proximidade com o Monte Pilatus e a os Alpes Suíços, principalmente o Monte Titlis e o Rigi. Com tantas opções de atrativos, é importante conhecer um pouco da região, principalmente a melhor época para fazer a viagem.

Vista do terraço da Männliturm
Vista da Museggmauer

Em termos geográficos, uma das presenças marcantes é o Lago dos Quatro Cantões – somente a parte mais próxima da cidade é chamada de Lago Lucerna. É justamente do lago que sai o Reuss, que corre do sudeste para o noroeste. A cidade ocupa ambas as margens do rio, com os subúrbios subindo as montanhas. Do total de 29.1 km2, 47.6% é ocupado por construções e vias, 28% são usados pela agricultura, 22.3% é de área verde e 2.1% são áreas não produtivas (rios, glaciares e montanhas) – dados de 2009.

Chegada do barco em Lucerna
Chegada do barco em Lucerna

Apesar de ser a mais populosa cidade da Suíça Central, sendo elo de transporte, economia, cultura e mídia da região com as outras áreas do país, Lucerna tem uma população de apenas 81.401 habitantes segundo o levantamento de 2017. O número aumenta para cerca de 250.000 quando levado em conta a região metropolitana que consiste de 17 municípios. O interessante é que, assim como as outras grandes cidades, Lucerna conta com um grande número de estrangeiros – cerca de 25% da população.

Altar da Hofkirche St. Leodegar
Altar da Hofkirche St. Leodegar

A cidade cresceu em volta da abadia de Sankt Leodegar, fundada no ano de 840 d.C, e se mantém primordialmente católica até os dias atuais. No censo de 2000, quando questionada sobre a religião, 60% da população se declarou católica romana, 15,5% protestante e o restante se dividiu entre outras religiões cristãs, mulçumanos, judeus, ateus ou não responderam. Como se pode imaginar, uma boa parte dos passeios está ligada a construções e obras de arte feitas ou influenciadas de alguma forma pela igreja.

Gráfico com médias do clima de Lucerna

Como se pode observar na tabela acima, Lucerna tem uma variação razoável de temperatura durante o ano, mas nada muito extremo. Na classificação climática de Köppen, Lucerna recebe a sigla Cfb – Temperado oceânico. O clima mais quente, que é a preferência de muitos brasileiros, acontece no meio do ano, principalmente nos meses de verão. Já para quem gosta de passar frio, o inverno tem temperaturas médias próximas a zero graus célsius. É importante lembrar, entretanto, que esse é o clima na cidade – no alto das montanhas é preciso ir preparado para virar um picolé. Eu mesmo fiz a viagem em maio, na primavera, e peguei bastante neve e frio no alto das montanhas.

Subida ao Monte Pilatus de teleférico
Subida ao Monte Pilatus de teleférico

Com relação a chuva, os dias de precipitações são bem distribuídos ao longo do ano, mas a intensidade é maior nos meses de verão, principalmente de maio a setembro. Eu peguei dias nublados na cidade, o que prejudicou um pouco os passeios externos, incluindo a subida ao Monte Pilatus. Já de novembro a março, pode cair neve na cidade. No alto das montanhas é garantido que estará tudo congelado.

Vista de dentro do vagão
Vista de dentro do trem do Monte Pilatus

Outro fator importante é a duração do dia. No inverno, principalmente de novembro a fevereiro, os dias são bem curtos. Isso quer dizer que amanhece tarde e anoitece cedo. Além da sensação de que o dia não rendeu o tanto que poderia, algumas atrações ficam fechadas durantes os meses mais frios – agora estou lembrando do Museggmauer e do trem de cremalheira que faz a subida ao Monte Pilatus, mas com certeza há outros. É importante pesquisar e se programar bem para não chegar lá achando que vai encontrar tudo funcionando e acabar se decepcionando.

No geral, eu prefiro fazer viagens durante a primavera ou o outono, tanto porque o clima é mais ameno quanto por que são estações consideradas de baixa temporada, então tem menos turistas.

Anúncios

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s