A ponte da capela

Lucerna – Travessia da ponte medieval Kapellbrücke

A Kappellbrücke, literalmente traduzida para o português como “ponte da capela”, é uma das estruturas de madeira da cidade que passa sobre o rio Reuss. O nome é uma referência à St. Peters-Kapelle, que fica em uma das margens. Originalmente construída em 1365 (a primeira referência escrita é de dois anos depois) como parte das fortificações de Lucerna, essa é a mais antiga ponte coberta da Europa e também a mais velha ponte de treliça ainda existente de todo o mundo. Sua função era ligar a cidade velha e a nova, além de proteger a cidade de ataques vindos do lago. À época, ela possuía 270 metros de comprimento. Devido ao preenchimento das margens do rio, a extensão agora é de 204,7 metros.

Wasserturm, a torre d'água
Wasserturm, a torre d’água

A passagem por ali é praticamente obrigatória para qualquer visitante da cidade. Além de possibilitar a vista do rio, de um lago, e do lago, do outro, também é possível ver de perto a Wasserturm, cujo nome pode ser traduzido como “torre da água”. Isso não quer dizer que se tratava de uma fonte ou caixa d’água, mas sim que foi construída sobre o rio, inclusive cerca de trinta anos antes da própria ponte. Ao longo dos séculos, a estrutura octogonal teve usos variados, servindo como prisão, câmara de tortura, cofre de tesouros e arquivo municipal. Atualmente, a visitação está fechada para o público, mas a torre abriga uma associação local de artilharia e uma loja.

Lojinha de souvenirs
Lojinha de souvenirs

A Kapellbrücke é, sem dúvida, um dos pontos mais famosos de Lucerna, sendo considerada um símbolo da cidade medieval. Aberta somente para o tráfego de pedestres, é uma movimentada passagem entre as duas margens, visitada tanto por moradores quanto por turistas. É natural, portanto, que fosse colocada ali uma loja de souvenirs. Eu confesso que só passo e dou uma olhada rápida nesse tipo de estabelecimento, dificilmente compro algo para evitar aumentar o peso da mala e, depois, acumular objetos em casa. Uma diferença dessas lojas na Suíça é que elas incluem itens bastante caros, como relógios e os famosos canivetes da marca Victorinox.

Pinturas datadas do século XVII
Pinturas datadas do século XVII

Outra coisa que chama a atenção nesse passeio pela ponte são as pinturas em formato triangular dispostas em sua parte superior e datadas do século XVII. As obras foram feitas por um artista católico local chamado Hans Heinrich Wägmann e mostram a história da cidade sob uma perspectiva religiosa tradicional. As criações foram feitas durante a Contra-Reforma, que pretendia combater o avanço do protestantismo, e promoviam a Igreja Católica. Patrocinadas por membros do conselho da cidade, algumas delas apresentam brasões pessoais. Embaixo de cada figura, há um texto descritivo pouco revelador – pelo menos para mim que não entendo nada de alemão.

Travessia entre a cidade velha e a nova
Travessia entre a cidade velha e a nova

Parte dessas obras, datadas de 1611, é dedicada a Mauritius, um oficial egípcio que servia o exército romano e protegia a região onde hoje é a Suíça. Recusando-se a adorar os deuses romanos, ele e sua legião foram assassinados. Posteriormente, Mauritius foi honrado como santo padroeiro dos católicos da Suíça e de Lucerna. Com a redução da extensão da ponte em 1834, essas pinturas haviam sido retiradas do local. Entretanto, um incêndio em 1993 atingiu dois terços da ponte, destruindo e danificando a maior parte das obras. Com isso, algumas das obras que retratam Mauritius retornaram para a ponte a partir de 2003. Também foram deixadas pinturas carbonizadas no local como testemunho desse trágico evento.

Kapellbrücke de Lucerna
Kapellbrücke de Lucerna

Das 110 pinturas do teto expostas na ocasião, menos da metade puderam ser salvas e restauradas. Com isso, algumas das obras que retratam Mauritius retornaram para a ponte a partir de 2003. Também foram deixadas pinturas carbonizadas no local como testemunho desse trágico evento.

Durante o período do carnaval, as pinturas antigas são retiradas e substituídas por obras modernas com representações festivas. É uma oportunidade para novos artistas extrapolarem a criatividade, além de proteger as relíquias.  A parte danificada da ponte foi totalmente reconstruída.

Anúncios

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s