Spreuerbrücke e Wasserkraftwerk Mühlenplatz

Lucerna – Spreuerbrücke e a usina hidrelétrica no rio

Embora seja ofuscada pela Kapellbrücke, essa ponte definitivamente também vale muito a pena ser visitada no passeio pelo centro histórico de Lucerna. O nome vem do alemão spreu, que significa joio. Estamos acostumados a ouvir a expressão “separar o joio do trigo”, mas que exatamente isso significa? Basicamente, é a casca que fica em torno dos grãos e esta foi a única ponte da cidade da qual se permitiu lançar o joio no rio. A Spreuerbrücke também é feita de madeira e é coberta em toda a sua extensão.

Spreuerbrücke é uma ponte sobre o rio Reuss
Spreuerbrücke é uma ponte sobre o rio Reuss

A primeira ponte construída nesse local, datada do século XIII, conectava um moinho na margem direita do Reuss com os moinhos no meio do rio. A continuação até a margem esquerda, só seria concluída no ano de 1408. Essa estrutura seria, em grande parte, destruída durante uma inundação no século seguinte. Por isso a ponte atual é datada do século XIV, tendo sido construída junto com um celeiro.

Oratório com a imagem de Maria
Oratório com a imagem de Maria

Uma das particularidades dessa ponte é o oratório em homenagem a Maria, mãe de Jesus. Do lado de fora ele aparece destacado em vermelho, mas é por dentro que é possível ver todo o trabalho feito na madeira e a imagem da santa.

Aliás, se você pensa que basta ver a ponte de longe, está redondamente enganado. A parte mais interessante é justamente fazer a travessia de uma margem à outra do rio, observando a estrutura de madeira maciça e os painéis triangulares colados no teto. Vale a pena parar um pouco para observar as pinturas, que lembram os visitantes de que somos todos iguais perante a morte, independente das riquezas materiais e classe social. Também é mostrado que não há nenhum lugar na cidade, no campo ou no mar em que a morte não esteja presente.

Não deixe de fazer a travessia pela ponte
Não deixe de fazer a travessia pela ponte

Feitas entre 1626 e 1635 sob a direção do pintor Kaspar Meglinger, a obra contava com 67 peças. Atualmente, 45 ainda estão em exposição na ponte e são originais da época. A sequência de imagens, vista tanto por turistas quando pelos moradores da cidade que fazem a travessia cotidianamente, é considerada a mais extensa Dança da Morte de toda a Europa. E o melhor: está exposta ali de graça.

Os painéis são decorados com os brasões dos doadores na parte inferior esquerda e de suas esposas à direita. Na moldura da madeira pintada de preto aparecem versos explicativos, em alemão, nomes e datas. Retratos dos fundadores e outros representantes da sociedade de Lucerna também podem ser vistos nas fotos.

Painéis representam a Dança da Morte
Painéis representam a Dança da Morte

A Danse Macabre, como é denominada em francês, é um gênero artístico alegórico do fim da Idade Média que trata a universalidade da morte, que une a todos. Ali aparece a figura da morte ou uma personificação da mesma convocando representantes das diversas classes sociais para dançar junto ao túmulo, geralmente contanto com o Papa, o imperador, o rei, um filho e o trabalhador. As origens desse estilo estão em textos de sermões ilustrados, sendo que o primeiro de que se tem registro era um mural agora perdido de um cemitério em Paris, datado de 1424 a 1425.

Na margem direita da Spreuerbrücke, fica uma estação de geração de energia que também merece ser visitada.

Usina hidrelétrica no rio Reuss
Usina hidrelétrica no rio Reuss

Desde a Idade Média, moinhos foram instalados em ilhas artificiais ao longo do rio para gerar força através das correntes de água. Depois do incêndio que destruiu os moinhos da cidade em 1875, a cooperativa dos comerciantes optou pela construção de uma usina hidrelétrica de três turbinas. Após quase 90 anos de operação, os constantes problemas causados pela idade da estrutura ocasionaram o seu fechamento por motivos de segurança, em 1977. Entre 1996 e 1998, uma nova usina foi construída no mesmo local, dessa vez contando com duas turbinas. Uma unidade de máquina completa da antiga estrutura com impulsor, difusor, engrenagem de reversão, eixo principal e engrenagem principal junto com o gerador e a parede de comutação permaneceram no local antigo como um museu.

É possível visitar o museu da hidrelétrica
É possível visitar o museu da hidrelétrica

Eu não cheguei a fazer a visita ao Wasserkraftwerk Mühlenplatz, mas as informações podem ser acessadas na página oficial. Uma usina hidrelétrica a fio d’água é aquela em que não há um reservatório de água ou que este é limitado. Com isso, não é mantido um estoque como acontece em uma barragem. O sistema de captação leva a água até a casa de força, estrutura onde ficam as turbinas cujo movimento provocado pelo fluxo do líquido faz girar um rotor gerador que produz a energia elétrica. No centro histórico de Lucerna, essa captação de água é feita através de uma barragem de madeira tradicional.

A barragem é feita com tiras de madeira
A barragem é feita com tiras de madeira

Uma barragem de agulha é projetada para manter o nível ou fluxo de um rio através do uso de tiras finas de madeira. Em Lucerna, essa barreira artificial serve para alimentar a usina hidrelétrica que fica próxima à ponte. O Nadelwehr é um dos raros exemplos desse tipo de estrutura conservada em sua condição histórica, uma vez que a maioria foi substituída por açudes mecânicos parcial ou totalmente automáticos. Ali o trabalho é feito manualmente. Quando há um aumento da quantidade de água devido a tempestades, por exemplo, é necessário que sejam retiradas algumas dessas agulhas de 3,5 metros de comprimento para permitir a vazão do excesso.

Enfim, a visita à Spreuerbrücke é um passeio rápido e totalmente gratuito que envolve arquitetura, arte, religiosidade e engenharia para a produção de energia, além de proporcionar belas vistas do rio e do centro histórico.

Anúncios

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s