Mapa das linhas de metrô de Nova York

Nova York – Subway

As únicas vezes que peguei ônibus urbano e taxi em Nova York foi para ir ou voltar do aeroporto – depois faço uma postagem específica sobre esses trajetos. Mas, para passeios turísticos, o metrô é a melhor opção. Principalmente em Manhattan, onde o trânsito é mais intenso, pegar taxi, ônibus ou circular com um carro alugado é mais complicado. Até desnecessário, eu diria. Apesar de ser eficiente, é interessante se informar um pouco para não ficar perdido com tantas linhas de metrô com números, letras e cores diferentes.

O sistema de metrô de Nova York é um dos mais antigos do mundo, tendo sido inaugurado em 1904. É o maior em número de estações: 469 no total (422 se estações conectadas forem contadas como uma) espalhadas em Manhattan, Brooklyn, Queens e Bronx. Também é um dos mais longos do mundo e o sétimo em maior número de passageiros por ano. Praticamente todas as linhas passam por Manhattan, onde são subterrâneas. Já nos outros distritos, podem ser elevadas, com aberturas ou correr no nível da rua. No total, apenas 40% dos trilhos estão abaixo do solo, mas mesmo assim todo o serviço é denominado subway.


Aplicativo NYC Subway
Aplicativo NYC Subway

Antes da viagem, você deve baixar o aplicativo NYC Subway para App Store ou Google Play. Se você já sabe onde vai se hospedar, pode identificar qual é a estação mais próxima e as que ficam os locais que pretende visitar. É possível traçar rotas, podendo escolher por rapidez ou menos conexões. Você escolhe a opção Route Planner e insere o local de partida (A) e de chegada (B). O legal é que você não precisa saber qual é a estação mais próxima do lugar que você quer ir. Você pode usar o nome da atração colocando, por exemplo, que quer ir da Times Square até o Empire State Building. Seguindo pela foto acima:

Tela 1: Route Planner

  • Digite no campo A o local de onde vai sair. Por exemplo: Times Square.
  • Digite no campo B para onde quer ir. Por exemplo: Empire State Building.
  • Clique na palavra Route no canto superior direito.

Tela 2: Route Results

  • Escolha a opção mais adequada de rota, que pode ser mais rápida ou mais prática.
  • Dependendo do caso, podem ser várias opções diferentes. Ele lista a partir da melhor.

Tela 3: Route Summary

  • O aplicativo mostra o tempo de viagem (Minutes), a quantidade de estações a serem percorridas (Stations) e se você vai precisar trocar de trem (Changes).
  • Abaixo é exibida a rota: a linha Broadway Express – Amarela N, embarcar na estação 49St / 7V e descer na 34 St-Herald Sq.
  • Recomendo olhar o Map para conferir se o trajeto sugerido é realmente o mais fácil para você.

 

Estação do metrô em reforma
Estação do metrô em reforma

Além disso, é importante prestar atenção às condições atuais do serviço. Para ter acesso às informações mais atuais pelo aplicativo, é preciso estar conectado à internet e entrar na opção Service Status. Dependendo do dia e do horário, uma ou outra linha podem ter o seu serviço alterado. As paralisações por causa de reformas acontecem principalmente nos fins de semana, quando uma determinada linha deixa de fazer essa ou aquela parada. O aplicativo também alerta sobre atrasos. Essas informações geralmente ficam disponíveis também em cartazes dentro das estações do metrô – na foto, estão pregadas na pilastra.

Uma opção menos interativa é baixar o mapa fornecido na página do MTA. Você pode manter o arquivo em .pdf no seu aparelho celular/tablet ou imprimir para ter acesso caso fique sem bateria. Não custa nada levar uma cópia dentro da carteira ou pegar um dos mapas disponíveis nas estações.


Metrocard para acesso ao metrô e ônibus
Metrocard para acesso ao metrô e ônibus

O Metrocard de Nova York é o cartão magnético utilizado para pagamento dos meios de transporte na cidade, incluindo o metrô, ônibus e trem, a preço reduzido. Eles podem ser adquiridos e/ou recarregados em qualquer estação nos guichês (dinheiro) ou máquinas de auto-atendimento (dinheiro, com troco limitado, ou cartão de crédito/débito). Também é possível adquirir e carregar o cartão no ônibus ou em lojas. Cada passagem individual custa $2.75, seja de ônibus ou metrô.

A opção 7-Day Unlimited permite uso ilimitado do metrô e ônibus locais até a meia noite do sétimo dia. O cartão custa $1 e o pacote de sete dias $30. Ou seja: por 31 dólares, você pode usar os meios de transporte públicos quantas vezes quiser por sete dias seguidos, contados a partir do primeiro dia de uso. Como tem atrações turísticas pra todo lado de Manhattan, não dá para ficar andando pra cima e pra baixo. Eu acho que vale muito a pena pegar o cartão ilimitado, mesmo que seja para usar por menos que sete dias. Mas você pode fazer as contas para ter certeza. Se a temporada for ainda maior, você pode considerar a opção mensal. Informações atualizadas dos preços podem ser acessadas na página do MTA (http://web.mta.info/nyct/fare/FaresatAGlance.htm).

Mas atenção: após passar pela catraca, o cartão só poderá ser utilizado novamente depois de 18 minutos. Isso quer dizer que não é possível comprar um só para duas pessoas (você penso nisso, espertinho?). Além disso, se você entrar em uma estação por engano e quiser sair dela e entrar em outra, vai precisar esperar esse tempo para pode usar o cartão novamente (nunca aconteceu comigo, basta prestar atenção às informações abaixo).

Outro detalhe: o cartão tem validade. Então não adianta deixar crédito nele de bilhetes unitários para usar daqui há alguns anos quando você voltar para Nova York. O cartão vai vencer e você vai perder o dinheiro que estiver lá. Faça os cálculos direitinho para não desperdiçar ou vá comprando à medida que precisar usar.


Mapa das linhas de metrô de Nova York
Mapa das linhas de metrô de Nova York

Agora vamos dar uma analisada geral no mapa das linhas do metrô de Nova York. A maior parte das atrações turísticas da cidade estão em Manhattan. O Central Park, o American Museum of Natural History, o Metropolian Museum e o Guggenheim estão localizados mais em cima. Um pouco abaixo do Central Park, várias coisas importantes como o Museum of Modern Art (MoMA), o Rockfeller Center, a Times Square e a Broadway. Descendo mais, está a Grand Central Station, a New York Public Library com o Bryant Park, o Empire State Building e o High Line Park. Bem mais pra baixo estão o Soho e Chinatown, o World Trade Center e a Brooklyn Bridge. Ao sul da ilha, o complexo financeiro de Wall Street, o Battery Park e a Estátua da Liberdade. Entre muitas outras coisas que você pode visitar em Manhattan mesmo ou nos outros distritos, como o Bronx (ao norte, não está no mapa) e o Brooklyn e o Queens (ambos à direita), onde estão destacados os aeroportos LaGuardia e JFK. Para chegar ao LaGuardia é preciso pegar um ônibus, pois o metrô não chega lá. Já no JFK é preciso pegar o trem, que necessita de um ticket diferenciado não incluso no 7-day unlimited.


Essa entrada só leva para o norte
Essa entrada só leva para o norte

Na maioria das estações, é possível entrar e depois escolher para qual direção você quer pegar o trem. Mas tem alguns casos que você já tem que entrar na estação certa, então é preciso prestar muita atenção ao que está escrito nas placas. No caso acima, por exemplo, a estação só vai para Uptown e The Bronx. Ou seja, o trem só vai para o norte. Para se dirigir ao sul da ilha, é preciso entrar na estação do outro lado da rua, escrito Downtown. Aliás, essa é uma ótima forma de saber para onde seguir: se você está indo para um lugar mais ao norte da ilha, siga as placas para uptown; se estiver indo mais para o sul, a opção é downtown. Lembrando que, se você entrar com o metrocard na estação errada, vai ter que sair e esperar 18 minutos até poder entrar na estação certa. Se tiver passado na catraca com um bilhete único – perdeu, playboy. Vai ter que pagar novamente.


Entenda os símbolos no mapa do metrô
Entenda os símbolos no mapa do metrô

Já dentro da estação, esteja ciente de que podem parar dois, três trens diferentes na mesma plataforma. Você precisa observar qual letra ou número vem escrito no vagão para pegar o certo. Outro detalhe muito importante: algumas linhas são expressas e não param em todas as estações. Se você observar o mapa, irá perceber que as estações com bolinhas pretas são para serviço local, ou seja, não param ali os trens expressos. Já nas estações com bolinhas brancas, param tanto os serviços locais quanto os expressos. Se as estações estão ligadas no mapa com um círculo maior ou outra forma, isso significa que você pode transferir de uma para outra sem ter que sair para rua. Se estão conectadas por uma linha preta, tem um túnel que você pode passar de uma estação para a outra. Se a conexão for por uma linha branca, você tem que sair na rua.

No mais, utilize o aplicativo, o mapa e o Google Maps. Se o trem que você está esperando estiver demorando muito a passar, desconfie que ele pode não estar circulando nesse dia ou horário e busque informações. No começo esse tanto de linhas pode parecer muito confuso, mas com o tempo você se acostuma e fica expert em Manhattan.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s