Avenida Beira Rio

Barreirinhas – Onde comer

Alguns dos principais passeios dos Lençóis Maranhenses, como o Circuito da Lagoa Azul e o Circuito da Lagoa Bonita, são feitos em meio período, o que significa que você terá que almoçar na cidade. Mesmo no caso do Passeio náutico pelo rio Preguiças e a ida até Atins e Canto dos Lençóis, que duram o dia inteiro e incluem parada para almoço, você vai ter que sair mais tarde para fazer um lanche ou jantar na cidade. Como eu fiquei em Barreirinhas por alguns dias, experimentei diferentes restaurantes. Vou listar aqui como foram as minhas experiências.


Como eu estava na Pousada Sossego do Cantinho, que fica mais afastada do centro da cidade, acabei aproveitando para comer por lá algumas vezes. Trata-se de uma hospedagem familiar com apenas quatro chalés e atendimento bem personalizado. O restaurante funciona basicamente para os hóspedes – eu, pelo menos, não vi ninguém de fora indo lá para comer. O cardápio é composto por opções simples, mas com aquele sabor de comida caseira. Eu comi lá um filé mignon delicioso, outro dia peixe e camarão e por último um macarrão a bolonhesa. Todos bem gostosos.

Peixe grelhado e camarão
Peixe grelhado e camarão

A Canoa Restaurante Pizzaria talvez seja a opção mais famosa da cidade. A ida até lá me foi recomendada por algumas pessoas que estavam nos mesmos passeios que eu fiz, então resolvi conferir. Comi lá dois dias: no primeiro pedi um salmão com molho de maracujá que não estava especialmente gostoso, mas o atendimento foi ótimo; na segunda vez, pedi o prato mais famoso da casa, que é um camarão servido no abacaxi, que é bem gostoso e doce, mas o atendimento foi péssimo. Enfim, acho que depende da sorte de pegar um bom garçom.

Camarão no abacaxi
Camarão no abacaxi

No dia que eu fiz o passeio de Flutuação no rio Formiga pela manhã e tinha um tour pelos Lençóis Maranhenses a tarde, eu tinha menos tempo para almoçar, então fui em um restaurante que era mais próximo da agência São Paulo Ecoturismo.

Escolhi a Churrascaria, Restaurante e Pizzaria do Gaúcho, que tem opções de self-service e à la carte. Preferi pedir uma comida feita na hora e escolhi o Filé à Parmegiana para duas pessoas que, na prática, serve bem quatro. O engraçado é que essa opção acaba saindo mais barata que o self-service quando dividida por três/quatro pessoas.

Filé à parmegiana
Filé à parmegiana

Também comi um dia no Restaurante Terral, que fica de frente para o porto onde o pessoal da pousada nos deixa de barco quando temos algum passeio que sai da cidade. Pelo que pude perceber, é um restaurante mais frequentado pelos moradores locais do que por turistas. Ali comi um peixe assado na brasa. Não estava ruim, mas também estava longe de ser gostoso. Além disso, o atendimento não agradou nem um pouco e tinha uma música ao vivo no estilo fulaninho e seus teclados que estava muito engraçada, para não dizer trágica.

Peixe assado na brasa
Peixe assado na brasa

Bom, esses foram os lugares que eu comi na cidade. O único que eu realmente não recomendo, pela minha experiência, é o último. No mais, há outras opções na região central, inclusive com lanches, sorveteria e outras coisas mais leves que uma refeição completa, principalmente ao longo da Avenida Beira Rio, onde são colocadas várias mesas e cadeiras nas ruas.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s