The undoing

The undoing ★★★☆☆

Episódios: 6
Ano: 2020
Elenco: Nicole Kidman, Hugh Grant, Édgar Ramírez, Noah Jupe, Lily Rabe, Matilda de Angelis, Ismael Cruz Córdova, Edan Alexander, Michael Devine e Donald Sutherland.

Recentemente, li o livro You should have known, escrito pela autora americana Jean Hanff Korelitz, que conta a história de uma terapeuta de alta classe que acredita saber tudo sobre mulheres, homens e casamentos, mas começa a desvendar segredos inesperados em sua própria vida. Depois descobri que a obra foi relançada com o título de The undoing, ainda sem uma versão em português, para acompanhar o nome da adaptação em formato de minissérie.

You should have known
You should have known

Eu gosto de ler alguns livros em inglês, quando essa é a língua original em que eles foram escritos, porque dá para treinar bastante o idioma. Para isso, costumo usar o Kindle, aparelho que me dá acesso fácil e imediato aos dicionários de tradução e significados para as palavras e expressões que eu não conheço. Tanto durante a leitura quanto assistindo aos episódios, me veio aquela vontade imensa de voltar a passear pelas ruas de Nova York – algo reforçado pelos muitos meses passados em casa durante o isolamento social.

Passeio pelas ruas de Nova York
Passeio pelas ruas de Nova York

De fato, várias das cenas foram gravadas nas ruas da cidade, muitas apenas para ambientação, mostrando a passagem do dia. Mas também tem diálogos com os personagens caminhando para lá e para cá, do jeitinho que eu gosto de fazer. Seja como for, quem já visitou o local facilmente reconhece as ruas, o estilo dos prédios, os taxis, ônibus e entradas das estações de metrô, entre outros diversos elementos. Também é possível ver muitos pontos turísticos icônicos de Manhattan como o Empire State, o Crysler Building, a Brooklyn Bridge e outros.

Central Park
Central Park

Mas dentre os locais famosos, o mais explorado é o Central Park, já que os personagens moram nas proximidades e passam pelo local no caminho para a escola, o trabalho ou simplesmente para dar uma espairecida. Eu também andei muito por lá, inclusive indo em vários dias para explorar melhor, já que é bem grande e conta com ambientes bem diversificados. Além das partes mais visitadas, com parques e áreas voltadas para a prática de esportes, grandes lagos artificiais, restaurantes e outros atrativos, também conheci a floresta mais densa e os jardins que ficam na parte norte. Na foto acima, é possível ver o Jacqueline Kennedy Onassis Reservoir, com um calçadão para caminhada em volta, de onde se tem uma linda panorâmica da cidade.

Carl Schurz Park
Carl Schurz Park

Ali perto, mas bem menos conhecido (pelo menos eu mesmo nunca tinha ouvido falar), fica o Carl Schurz Park. Localizado no bairro de Yorkville, residência de muitos descendentes germânicos no começo do século XX, o parque abriga a Gracie Mansion, moradia oficial do prefeito da cidade desde 1942. A casa foi construída em 1799 e ampliada nos anos seguintes. É possível conhecer o interior do local em visitas guiadas, enquanto a área externa, com pistas de caminhada, extensos gramados, quadras de basquete, playground para crianças e áreas destinadas a cachorros (uma para os grandes e outra para os menorzinhos), pode ser explorada livremente.

The Frick Collection
The Frick Collection

Outro atrativo que ainda não conheci e serve de cenário para algumas cenas é a galeria de arte e centro de pesquisa que funciona em outra casa histórica. The Frick Collection faz exposições de esculturas e pinturas dos grandes mestres europeus como Bellini, Rembrandt, Vermeer, Gainsborough, Goya e Whistler. A coleção foi formada entre 1849 e 1919 pelo industrialista Henry Clay Frick. O museu, aberto em 1935, funciona em sua antiga residência. Eles continuam adquirindo novas obras e realizam concertos, palestras, simpósios e outros eventos.

Sistina Restaurant
Sistina Restaurant

Os amantes da gastronomia vão se interessar pelo estabelecimento onde os personagens principais vão almoçar. Trata-se do italiano Sistina Restaurant, com foco em pratos inspirados em receitas tradicionais de família e uso de produtos frescos. O chef Giuseppe Bruno vai todos os dias ao mercado para escolher os melhores peixes, carnes e vegetais vendidos por produtores locais. Com gastronomia refinada, o restaurante não é dos mais baratos, ainda mais quando consideramos que a nossa moeda está tão desvalorizada perante o dólar, mas deve ser uma experiência interessante.

Donahues Steak House
Donahues Steak House

Uma alternativa menos grandiosa, porém, também longe de ser barata, é o Donahue’s Steak House, decorado em estilo retrô com seus icônicos sofás revestidos de vinil preto. O pequeno restaurante serve hambúrgueres, cortes de carne e outros pratos apetitosos que podemos chamar de comfort food. Inaugurado nos anos 1950, o local é um dos poucos sobreviventes entre os pequenos estabelecimentos familiares de Nova York, que foram fechando ao longo dos anos devido ao aumento dos preços dos alugueis, a demanda pela alta gastronomia e o surgimento de novas tendências.

Filmagens externas para ambientação
Filmagens externas para ambientação

A título de curiosidade, você também pode ver os prédios que foram filmados para indicar onde moravam ou trabalhavam os personagens. A fachada da casa da família Fraser, por exemplo, pode ser vista no número 8 E. da 63rd Street, localizada a poucos passos do Central Park. Na época das gravações, a construção com vários andares, nove quartos e seis lareiras, estava à venda por uma bagatela de trinta milhões de dólares. Mas as cenas internas mostradas na série foram gravadas em outro local e com um estilo mais simples, condizente com a profissão do casal – um médico e uma terapeuta. Falando nisso, o trabalho da personagem principal fica no número 1107 da Fifth Avenue. O interior do mesmo endereço foi usado para representar a casa de seu pai, com exterior filmado no número 1215. Um mix and match comum em produções audiovisuais.

Synod of Bishops da Russian Orthodox Church
Synod of Bishops da Russian Orthodox Church

Já a prestigiada Reardon School, onde estuda o filho do casal, não existe de verdade. Entretanto, podem acreditar que muitas outras instituições de ensino de Manhattan cobram dezenas de milhares de dólares anualmente de seus alunos – nada exorbitante para quem pode desembolsar milhões para morar na área. Assim como na série, muitas escolas privadas da cidade oferecem bolsas de estudos para alunos de baixa renda para promover maior diversidade. As filmagens foram feitas no Synod of Bishops da Russian Orthodox Church, já usada anteriormente como cenário da escola de Gossip Girls.

El Mosso Barbearia
El Mosso Barbearia

Um desses alunos pertence à família Alvarez, bem mais humilde, que vive em um pequeno apartamento no East Harlem, no número 102 E. da 103rd Street. O estúdio onde a mãe trabalha fica no 181 da Lenox Avenue, também conhecida como Malcolm X Avenue, na 119 Street. Na fachada, dá para ver que o local funciona como uma barbearia. É raro que turistas passeiem nessa área, que fica no norte de Manhattan e não tem os atrativos famosos da parte sul da ilha. Eu mesmo só passei por lá de metrô quando me dirigia ao Bronx Zoo.

One State Street Plaza
One State Street Plaza

O cinema e a televisão usam muitos artifícios para “enganar” os espectadores, misturando, através da edição, cenários criados em estúdios com locações reais, que podem ser adaptadas para servirem a propósitos diferentes dos originais. É o que acontece com as imagens do One State Street Plaza, um prédio de escritórios que, na série, aparece como um luxuoso condomínio de apartamentos. A delegacia é, na verdade, uma ONG chamada The Boys and Girls Republic. O local onde um dos personagens trabalha e aparece com outro nome é, de fato, o Mount Sinai West Hospital. Já o local de trabalho de uma advogada foi todo filmado em estúdio.

New York County Criminal Court
New York County Criminal Court

Não é segredo para ninguém que a trama de The undoing envolve um crime e, nesse caso, as filmagens externas foram realmente feitas no New York County Criminal Court. Na vida real, o local é usado para julgamentos de delitos e contravenções menores, mas também funciona como palco para as acusações iniciais de casos mais graves. Já as cenas internas foram gravadas no The Kaufman Astoria Studios, localizado no Queens, que abrigou as reuniões da produção e leituras do roteiro e onde também foram feitas algumas passagens da prisão.

Queens House of Detention
Queens House of Detention

Outro truque de edição é usado ao mostrar o local onde um dos personagens fica preso. Para passar a ideia de que a cadeia é a Rikers Island, são mostrados carros se dirigindo ao local por uma ponte. Recentemente, houve uma votação pelo fechamento da Rikers Island até 2026. A instituição é usada para acomodar os prisioneiros que aguardam por julgamento ou cumprindo sentenças de até um ano de duração. As imagens internas, entretanto, não foram feitas nesse que é o maior complexo prisional que atende à cidade, mas sim na antiga Queens House of Detention.

Beach House
Beach House

A nata da sociedade nova yorkina precisa de um escape da agitação da cidade e, no caso dos personagens principais, o local escolhido é uma casa de praia em Long Island. É possível se hospedar na moradia rústica mostrada na série, que fica em North Fork e está disponível para aluguel de temporada. A estrutura foi construída como uma estação de salvamento para náufragos e ficou sob a custódia da guarda costeira do país durante a Segunda Guerra Mundial.

Wurst Street Bridge
Wurst Street Bridge

Também fora da cidade, dessa vez em Kingston, é possível ver a Wurst Street Bridge, uma ponte suspensa por cabos de aço que atravessa do Rondout Creek, perto do encontro com o Hudson River. Embora tenha sido uma importante obra da engenharia no começo do século XX, ela é considerada obsoleta e seu mal estado de conservação fez com que fosse fechada para o tráfego de qualquer veículo no segundo semestre de 2020.

Compre o livro You should have known

Geralmente, eu gosto mais dos livros que das adaptações. Nesse caso, especificamente, confesso que eu curti muito as mudanças feitas pelo roteiro da série, que deixaram a história mais ambígua e sustentaram o suspense até o final, além de deixa as reações de alguns personagens mais condizentes com o que eu esperaria que acontecesse na vida real. Já a obra original ganha pontos com reflexões profundas sobre relacionamentos, dando mais ênfase ao trabalho da terapeuta, que trabalha com casais em crise conjugal. Caso queira ler, The undoing (https://amzn.to/2K602Ys) está disponível para compra em mídia física e digital.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s