Vista de um dos restaurantes do shopping

Lima – Passeio por Miraflores

Grande parte dos turistas que visitam a capital peruana se hospedam em Miraflores, na região metropolitana que foi integrado a Lima devido ao crescimento das cidades. Ao contrário do que muita gente pensa, Miraflores não é um bairro, mas sim um distrito independente, com seu próprio prefeito e cerca de 100.000 habitantes. Assim como Barranco, Miraflores era ocupada pelos povos antigos que viviam na região antes da chegada dos espanhóis. Após ser colonizada, essa área se tornou um balneário de verão para a elite da sociedade. Nas duas vezes que visitei o Peru, passei por Lima e me hospedei em Miraflores. Na primeira ocasião, busquei uma hospedagem mais em conta e escolhi o Hostel Kokopelli. Mais recentemente, fiquei no Suites Larco 656, um apart hotel bastante confortável e bem localizado.

Parque Central de Miraflores
Parque Central de Miraflores

Ambas as opções de hospedagem ficam bem próximas do Parque Central de Miraflores que, lá pelos anos 1900, consistia basicamente em uma igreja e uma área aberta. Na década de 1960, houve uma divisão do espaço em Parque 7 de Junio, em comemoração a uma das mais importantes batalhas travadas pelo país e o dia da bandeira, e Parque Kennedy, em honra ao presidente americano. O local é palco de manifestações artísticas diversas, como pessoas vendendo pinturas e danças e shows acontecendo no palco ao ar livre do Anfiteatro Chabuca Granda. O parque também é marcado pela presença maciça de gatos, que ficam espalhados pelos bem cuidados jardins, e da Iglesia Matriz Virgen Milagrosa.

Calle de las Pizzas
Calle de las Pizzas

Dentro do parque também é comum encontrar o que chamamos de comida de rua, aqueles trailers que vendem sanduíche podrão, sobremesas tradicionais e chica moradas. O entorno também é bem servido de restaurantes, cafés e outras opções de alimentação. A Calle de las Pizzas é uma rua fechada que cai no parque que, além das opções de comilança, também estão alguns karaokês, bares e pubs. O boulevard é bem charmoso, e você pode passar analisando os cardápios de todos os lugares antes de decidir em qual entrar (é claro que vai ter algum garçom na porta tentando te convencer, mas resista e conheça primeiro todas as opções). Pertinho dali também está o Choco Museo, um museu com cursos gastronômicos, loja e lanchonete.

Pirâmide principal
Pirâmide principal da Huaca Pucllana

Em termos históricos, o maior destaque de Miraflores é certamente a Huaca Pucllana, um sítio arqueológico que data dos primeiros séculos, bem antes do descobrimento da América. Apesar de não ser tão famosa quanto as ruínas incas, vale muito a pena conhecer o local e um pouco da história e costumes antigos narrados durante a visita guiada. Esse passeio é bem baratinho e dá para chegar até lá caminhando.

Descida para as praias
Descida para as praias

Miraflores fica toda em um nível mais alto que o mar. Para ter acesso às praias, é preciso descer o penhasco em uma das grandes avenidas ligadas ao Circuito de Playas. Embora atraia surfistas e banhistas no verão, essas praias são muito rochosas e não são tão populares para quem quer tomar um banho de mar ou tomar sol. Muitos turistas nem chegam a descer, mas eu fui lá porque queria tirar algumas fotos e experimentar a água – não é todo dia que temos acesso ao Oceano Pacífico.

Parque del Amor
Parque del Amor

Se a ideia é apenas apreciar a paisagem, isso pode ser feito da parte superior. O Malecón de la Reserva, um calçadão ótimo para fazer caminhada ao longo da costa, possui diversos parques (alguns parecem mais praças) com ótima vista para o mar. Um dos destaques é o Parque del Amor, com seus muros e bancos decorados com mosaicos e frases de poetas peruanos. Mas basicamente qualquer lugar que você parar por ali vai oferecer um belo espetáculo da natureza, principalmente na hora do pôr-do-sol – se o clima ajudar, já que é comum a cidade ser tomada por uma névoa deixa tudo branco.

Vista da parte externa do Larcomar
Vista da parte externa do Larcomar

Outro ponto de interesse nessa área é o Larcomar, um shopping aberto (já que nunca chove em Lima), com várias lojas, opções de entretenimento e restaurantes que vão dos mais caros até fast-foods. Todos esses passeios podem ser feitos a pé. Miraflores também possui museus, galerias de arte, cassinos e outros pontos de interesse que não cheguei a conferir.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s