McGovern Centennial Gardens

Houston – McGovern Centennial Gardens

Para comemorar 100° aniversário do Hermann Park, a instituição que cuida do parque transformou esse espaço em um jardim com cerca de 32.000 m2. São vários pequenos jardins, cada um com um tema e propósito diferente, que, juntos, contam com centenas de árvores de várias espécies, arbustos, flores, campos gramados e áreas usadas em eventos. A visita ao local pode ser combinada com o Houston Museum of Natural Science, que fica exatamente ao lado, ou algum a dos outros atrativos do Museum District. As informações sobre horário de funcionamento podem ser encontradas na página oficial, sendo que ele fica aberto até mais tarde nos meses de verão e fecha algumas horas mais cedo no inverno. O endereço é 1500 Hermann Drive e pode-se chegar ao local utilizando o transporte público – eu fui de ônibus e de light rail.

Cherie Flores Garden Pavilion
Cherie Flores Garden Pavilion

A entrada principal se dá pelo Cherie Flores Garden Pavilion, projetado por Peter Bohlin, o arquiteto responsável por grandes lojas da Apple ao redor do mundo. A estrutura coberta pode ser alugada para eventos privados e é bastante usada para casamentos e outras ocasiões especiais. Para se ter uma ideia, é possível acomodar até 200 convidados sentados, oferecer um jantar para 150 pessoas, promover festas e encontros. Há um estacionamento atrás do edifício, que também conta com um espaço para preparo das comidas, banheiros e uma área reservada para a noiva ou vendedores – o que o evento exigir. É pouco provável que algum turista esteja planejando fazer uma festa ali, mas é bom saber dessa possibilidade já que isso pode atrapalhar o passeio. Quando eu fui, não estava rolando nada e pude explorar tudo com tranquilidade.

Centennial Green e Pergola Walk
Centennial Green e Pergola Walk

O local oferece um pelo ponto de vista do Centennial Green, que possui uma fonte de água seguida de um belo e extenso gramado verde. Nas laterais, passagens floridas chamadas de Pergola Walk complementam o cenário com seis metros de largura e 240 de comprimento, repletas de flores sazonais. É um lugar bonito e agradável do tamanho de um campo de futebol, ótimo para fazer uma caminhada relaxante e até praticar exercícios físicos.

Celebration Garden
Celebration Garden

Ao lado fica o Celebration Garden, outro espaço que pode ser alugado para eventos privados. O espaço aberto é contornado por uma alta cerca viva que garante a privacidade para a cerimônia ou qualquer outra coisa que se quiser fazer lá – não pensem bobagens. Ali podem ser acomodados 270 convidados sentados ou ser feita a recepção para até 220 pessoas. As informações sobre disponibilidade de data, preços, número de vagas no estacionamento e outros detalhes podem ser consultados na página oficial. Mais uma vez, quando eu fui estava liberado, então deu tudo certo.

Family Garden
Family Garden

O passeio pode ser feito livremente, sem uma ordem pré-estabelecida. Dali eu passei pelo Family Garden que, na prática, pode ser descrito como uma horta comunitária projetada para a plantação de vegetais, ervas, frutas, arbustos e árvores. As crianças são convidadas a participar da cultivação e experimentar o toque, cheiro, cores e gostos de produtos frescos, o que também serve como um aprendizado, pois ali estão destacados os diversos usos das ervas medicinais, ornamentais, para fragrância ou culinária. Obviamente, é pedido que os visitantes que passam por ali não mexam nas plantas a não ser que sejam voluntários que trabalhem no local.

Woodland Garden
Woodland Garden

Seguindo encontra-se o Woodland Garden, cujo objetivo principal era prover uma área considerável com bastante sombra e flores como azaleias e camélias, espécies nativas do sudeste da Ásia que foram introduzidas nos jardins de Houston no início da década de 1920 e tornaram-se extremamente populares. Essas espécies preferem solos ácidos e florestais, com pouca infiltração de luz e clima semi-tropical. Nesse espaço também podem ser encontradas árvores de bosque e samambaias. É uma das áreas mais gostosas do parque porque tem menos gente e você fica meio isolado, contemplando a natureza.

Hawkins Sculpture Walk
Hawkins Sculpture Walk

Os tortuosos caminhos levam até o Hawkins Sculpture Walk, que fica em outra entrada do parque, na esquina das ruas Caroline e Hermann Drive. Ali estão dispostos dez bustos de personalidades de diferentes partes do mundo que foram doados para a cidade de Houston e, anteriormente, estavam expostos no International Sculpture Garden. Durante a construção desses jardins, as esculturas foram retrabalhadas pelo Houston Arts Alliance e depois retornaram ao Hermann Park. Além dessas obras, estátuas de corpo inteiro de Confucius, Mahatma Ghandi e Martin Luther King, Jr. estão espalhadas em outros jardins do parque.

The Mount
The Mount

O ponto mais alto do parque fica no The Mount, cujo pico com 10 metros de altura pode ser facilmente alcançado através da trilha que circula o monte e passa algumas vezes pela cachoeira artificial que alimenta a fonte mais abaixo. Dali é possível ter uma bela vista em 360° tanto do parque quando dos arredores, já que a cidade é bastante plana. Eu visitei o McGovern Centennial Gardens mais de uma vez e pude perceber que a pista que leva até o topo nem sempre está aberta. Por isso, recomendo fazer a subida na primeira oportunidade que tiver, pois pode ser que ela esteja fechada em outras ocasiões.

Arid Garden
Arid Garden

A descida leva até o Arid Garden, que dá acesso à entrada do parque que fica ao lado do Houston Museum of Natural Science. Esse jardim apresenta uma grande variedade de espécies de plantas que possuem baixa necessidade de água para sua manutenção, incluindo tipos nativos do norte e do centro do México, um lembrete de que as fronteiras políticas não podem dividir essa herança hortícola compartilhada. Ao mesmo tempo, busca-se a conscientização de que água é essencial para a vida na Terra e recentes secas devastadoras no Texas demonstram que a conservação desse bem natural é essencial para a sobrevivência.

Rose Garden
Rose Garden

Logo depois encontra-se o Rose Garden. Roseirais tem sido uma presença frequente do Hermann Park desde os primeiros projetos, tendo aparecido pela primeira vez nos anos 1930. Nesses canteiros está uma ampla gama de rosas, de vários tipos e cores. Como eu fui no final do verão, as flores já não estavam mais tão vigorosas como há meses atrás – eu nunca dou sorte com roseirais, sempre chego antes ou depois da época ideal. Ainda assim, foi possível apreciar o jardim.

Tudors Family Pine Hill Walk
Tudors Family Pine Hill Walk

Na última ponta do parque que eu visitei fica o Tudor Family Pine Hill Walk, uma parte elevada que representa um pouco do passado com as matas de pinheiros do leste do Texas. Foi a presença das árvores maduras dessa região que fizeram com que a área fosse uma escolha lógica para a abertura do parque após George Hermann presentear a cidade com grande parte da propriedade em 1914. Sementes do pinheiro loblolly, os mais comuns nas áreas verdes do sul, são as favoritas dos animais selvagens, servindo para atrair rouxinóis, pica-paus de crista vermelha, águias, veados e esquilos. Também é uma área mais calma, que permite dar uma relaxada.

Friendship Pavilion
Friendship Pavilion

Nessa parte é que fica o Friendship Pavilion, dado de presente para a população em comemoração ao aniversário de 150 anos de Taipei, em Taiwan, e o bicentenário da independência dos Estados Unidos. Trata-se de uma cidade irmã de Houston desde 1961, o que implica a troca de pessoas, ideias e culturas entre a comunidade americana e a estrangeira. Originalmente colocado no Houston Garden Center, em 1978, o pavilhão serve como uma representação arquitetônica da amizade internacional entre as duas cidades há mais de 40 anos. Em 2014, o pavilhão foi transferido para o topo do Tudor Family Pine Hill Walk.

Vista do The Mount
Vista do The Mount

Embora tenha várias áreas temáticas, o McGovern Centennial Gardens não é muito extenso e pode ser percorrido em pouco tempo. Dito isso, vale a pena reservar para lá um pouco mais de tempo, já que é um refúgio da agitação da cidade. Como eu ando muito durante os meus passeios e o clima de Houston castiga bastante com o calor, aproveitei para sentar um pouco na sombra, fazer um lanche e descansar as pernas. Se estivesse com um livro em mãos, teria aproveitado para dedicar um tempinho à leitura, já que achei o espaço bastante agradável.

2 comentários

Deixe uma resposta para Viajento Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s