Retrospectiva de séries assistidas em 2018.

Retrospectiva 2018 – Séries

Há alguns anos atrás eu costumava dizer que preferia não acompanhar muitas séries porque acaba sendo necessário dedicar muito tempo a isso. Com a expansão do Netflix, entretanto, eu acabei me empolgando. Não é que eu seja o mais viciado… Mas, eventualmente, eu faço uma maratona e assisto uma temporada inteira em apenas um fim de semana. Por isso, resolvi inserir essa categoria nas retrospectivas de 2018 junto com os filmes, livros, músicas e viagens. Vamos aos destaques do ano.


A maldição da residência Hill
A maldição da residência Hill

A maldição da residência Hill

Toda época de halloween somos bombardeados por lançamentos com temas macabros. Na sua maioria das vezes, de baixíssima qualidade artística – embora eu adore um filme de terror bobo para passar o tempo. Quando eu vi que essa série era baseada no livro A maldição da residência Hill, de Shirley Jackson, fiquei curioso para assistir. A obra já havia sido adaptada para o cinema duas vezes com o nome The haunting, a primeira em 1963 (dizem que é bom, mas ainda não assisti) e a segunda de 1999 (uma bomba, passa longe). Nunca tomei uma decisão tão acertada na vida, pois foi a melhor série que eu vi esse ano. Na verdade, o terror acaba sendo apenas um pano de fundo para o drama vivido pelos componentes da família composta por um casal e cinco filhos após se mudarem para uma antiga mansão no verão de 1992. Experiências assustadoras os levam a deixar o local, mas eles continuam conviver com as consequências desse tempo mais de vinte anos depois.


Westworld
Westworld

Westworld

Comecei a assistir a essa série porque li em algum lugar que era a alternativa da HBO para quando acabasse Game of Thrones. Embora ambas sejam grandes produções, achei que o tema, o ritmo e a proposta em geral são totalmente diferentes, então não consigo vê-la como uma substituta. Westworld, originalmente um filme lançado em 1973, nos leva a um parque temático em que robôs seguem narrativas programadas, podendo fazer o papel de ladrões, assassinos, prostitutas, heróis, mocinhas, guerreiros, animais, etc. Esses seres mecânicos são tão perfeitos que é difícil apontar diferenças entre eles e os seres humanos. O problema é que falhas em suas programações ou um avanço da inteligência artificial começa a gerar problemas, já que eles parecem adquirir livre-arbítrio e decidem se defender dos humanos que visitam o local. É uma discussão profunda sobre até onde a tecnologia pode chegar, as motivações individuais, a busca por um objetivo de vida, como lidar com a perda e tantas outras questões ligadas à personalidade. A segunda temporada não é tão boa quanto a primeira… Mas, ainda assim, vale muito a pena assistir.


The handmaid's tale
The handmaid’s tale

The handmaid’s tale

Vi as duas temporadas dessa série esse ano porque queria, primeiro, ler o livro e o filme lançado em 1990. Margaret Atwood lançou o livro O conto da aia em 1985, então é natural que a adaptação, trazida para os tempos atuais e em uma outra mídia tenha várias diferenças. Eu gostei muito da primeira temporada, principalmente pelo fato que várias das questões discutidas se aplicam a sociedades ditas democráticas. Aliás, não é difícil imaginar as coisas se encaminhando para uma ditadura como a mostrada na história, o que é muito assustador. Já na segunda temporada, achei que o nível caiu bastante por se alongarem em questões muito particulares, principalmente de romances e dramas pessoais que não fazem a narrativa seguir. A impressão que eu tenho é que virou uma novela, ainda que de melhor qualidade e com alguns fatos importantes. Espero que a terceira temporada recupere o ritmo e as discussões mais sérias, sem tanta enrolação.


O alienista
O alienista

O alienista

A história se baseia no livro O alienista, escrito por Caleb Carr. A obra mistura ficção com personagens reais famosos da sociedade americana da época, incluindo Theodore Roosevelt e J.P. Morgan. O enredo se passa na Nova York de 1896 e acompanha o trabalho do Dr. Laszlo Kreizler, o alienista, John Moore, um ilustrador de jornais, Sara Howard, a primeira mulher a trabalhar em uma delegacia como secretária, os gêmeos Marcus e Lucius Isaacson, detetives com métodos inovadores de investigação forense e Roosevelt, ainda um comissário da polícia. Juntos, eles buscam desvendar a identidade de um serial killer. Uma das coisas que mais me chamou a atenção na história foi ver como várias construções importantes eram antigamente, tanto que fiz uma postagem sobre a série. Também gosto bastante dos figurinos, dos objetos, dos costumes e tudo o mais ligado à reprodução da época.


The terror
The terror

The Terror

Outra série baseada em um livro que reconta um fato histórico, nesse caso O Terror, escrito por Dan Simmons. A parte documental vem de uma meticulosa pesquisa realizada para a recriação de uma das mais fascinantes histórias da exploração marítima do século XIX, a Expedição Franklin. Assim ficou conhecida a investida da Marinha Britânica que, em 1845, partiu para encontrar o caminho que liga os oceanos Atlântico e Pacífico através do Círculo Polar Ártico. Com elementos de fantasia sombria, acompanhamos uma tripulação de mais de cem homens presos nas geleiras ao norte do Canadá, tendo que lutar pela sobrevivência em um ambiente com clima extremamente frio e sob a ameaça de um misterioso predador. Também escrevi uma postagem sobre a primeira temporada aqui no blog.


Outras séries que eu vi esse ano foram:

How to get away with murder – 4ª temporada
Ordeal by innocence
O mundo sombrio de Sabrina – Parte 1
A louva-a-deus
The Sinner – 2ª temporada
House of cards – 6ª temporada
Os inocentes
The rain
Tabula rasa
Erased
13 reasons why – 2ª temporada
Bates Motel – 5ª temporada
Sense8 – Episódio final
La casa de papel
Elite

Anúncios

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s