Passeio de barco de Brienz a Interlaken

Brienz – Passeio de barco no lago

O Brinzersee, ou lago Brienz, em português, está localizado entre os municípios de Interlaken, a oeste, e Brienz, a leste, sendo alimentadas pelas águas que descem pelas montanhas, principalmente os rios Aare e o Lütschine. Com uma altitude média de 564 metros acima do nível do mar, o Brienzersee é o décimo primeiro maior lago da Suíça e o terceiro do Cantão de Berna, se estendendo de leste a oeste por 14 km por 5 km de largura. Em toda essa massa de água, há apenas uma pequena ilha, chamada Schnäggeninseli – a ilha do caracol.

Uma das praias do lago
Uma das praias do lago

Apesar de ser considerado o mais limpo da Suíça, o lago possui poucos pontos de banho devido às suas encostas íngremes. Ao todo, são quatro resorts distribuídos em suas margens, um deles em Brienz. O local é mais procurado no verão, já que as águas são bem frias. Além disso, é oferecida uma boa gama de atividades esportivas, como canoagem, pedalinho, esqui aquático, barco a remo e outras.

A pesca esportiva também é liberada, desde que seguindo as regras específicas da região. Entre as espécies de peixes encontradas no lago, podem ser citadas a truta, o peixe branco e o char, entre outros.

Porto no vilarejo de Brienz
Porto no vilarejo de Brienz

Brienz é uma pequena comunidade suíça com pouco mais de 3.000 habitantes. Eu passei por lá para ir até o Ballenberg, um museu aberto com cerca de 100 casas que representam a história rural das diversas regiões do país. Confesso, entretanto, que achei o vilarejo tão charmoso que fiquei com vontade de me hospedar por lá por pelo menos uma noite, o que me daria oportunidade de explorar mais a área, como a famosa Brunngasse, que já foi eleita a rua mais bonita da Europa e possui casas datadas do século XVIII decoradas com esculturas de madeira, a vista e as trilhas do Brienzer Rothorn e outros atrativos.

Mas vamos falar do passeio do lado em si que, para mim, fez parte da volta para Berna, onde eu estava hospedado no ibis Budget Bern Expo. O serviço regular de barcos no lago funciona desde 1839, atualmente com cinco navios. Além das opções comuns, há uma série de excursões especiais, principalmente no verão, como o Indian Dinner Cruise (que inclui jantar indiano), o Fish and Jazz Trip (viagem de pesca e jazz), o Swiss Dinner Cruise (com jantar suíço) e o Latin Dance Cruise (mais energético, com música latina).

Barco que faz o trajeto entre Brienz e Interlaken
Barco que faz o trajeto entre Brienz e Interlaken

Eu fui no tradicional mesmo, pois já tinha feito um passeio de barco com almoço no lago de Lugano. Os horários podem ser consultados na página oficial da BLS. Para fazer a pesquisa, coloque como ponto de saída Brienz (See) e chegada Interlaken Ost (See), ou vice-versa – o “see” significa que é no lago, evitando que seja feita confusão com as estações de trem e ônibus que têm o mesmo nome. Também é importante prestar atenção e não colocar Interlaken-West, que fica do outro lado da cidade, no lago Thun.

Seja como for, é preciso comprar os bilhetes na internet, no porto ou ter em mãos o Swiss Travel Pass. Esse passe dá direito a viajar ilimitadas vezes de trem, ônibus e barco pelo país, além de dar acesso ao transporte público urbano e à maioria dos museus, incluindo o Ballenberg. Usando o passe, não é preciso fazer nada, basta chegar, apresentá-lo e embarcar. Pela minha experiência, não é necessário fazer reserva ou compra previamente, a não ser nos serviços especiais como os barcos com eventos ou os passeios panorâmicos de trem, como o Bernina Express.

Parte lateral do barco
Parte lateral do barco

É bom destacar que não há lugares marcados, então o ideal é ser um dos primeiros a entrar caso você perceba que tenha muita gente na área e queira um assento específico. Basicamente são três opções de ambiente: a parte da frente do navio é a mais procurada, mas eu não quis ficar ali por causa do sol; a parte interna tem mesas e é possível pedir um drink ou café, mas a visão fica um pouco comprometida; nas laterais há alguns bancos e você tem uma vista privilegiada, então essa foi a minha escolha. Aliás, quando eu fui, estava bastante tranquilo e eu não teria nenhum problema em sentar em nenhum dos ambientes, mas eu preferi mesmo ficar a maior parte do tempo em pé para observar melhor a paisagem e fazer o registro da viagem.

Eu fiz esse passeio em maio, durante a primavera. Os horários de saída de Brienz eram 10:40, 12:40, 13:40, 15:40 e 17:40. Mais uma vez, é bom consultar a página oficial pois é possível que os horários mudem de acordo com as estações e, pelo que eu pude ver, o serviço nem funciona nos meses mais frios. A viagem tem duração de pouco mais de uma hora e faz algumas paradas rápidas, com tempo somente para embarque e desembarque de passageiros. Fiz uma compilação de alguns momentos no vídeo acima.

Grand Hotel Giessbach e Cataratas de Giessbach
Grand Hotel Giessbach e Cataratas de Giessbach

O que mais me chamou a atenção foram as Cataratas de Giessbach e o Grand Hotel Giessbach. No meu percurso de Brienz para Interlaken Ost, a vista ficava do lado esquerdo do barco. A cachoeira desce por cerca de 500 metros com uma série de quedas até alcançar o lago – é possível ver alguns pontos em aberturas na mata verde. Imediatamente ao seu lado fica o histórico Grand Hotel Giessbach, que lembra um castelo de contos de fadas. O transporte da plataforma de desembarque até o hotel pode ser feito pelo funicular mais antigo da Europa.

Lago Thun visto no trajeto de trem entre Berna e Interlaken
Lago Thun visto no trajeto de trem entre Berna e Interlaken

As águas do Brienzersee fluem novamente pelo rio Aare e saem no Thunersee, chamado de lago Thun, em português. Isso explica o nome da cidade Interlaken que os separa, que quer dizer, literalmente, “entre lagos”. O porto fica pertinho da estação de trem também chamada Interlaken Ost, que é o ponto de partida para outro passeio muito procurado que também fiz, que é a subida até o Jungfraujoch, considerado o topo da Europa. Mas isso fica para outra postagem. Como já estava no fim do dia, segui a minha viagem de volta para Berna, um trajeto que também proporcionou belas vistas do lago Thun, dessa vez de dentro do trem.

O mapa interativo acima possui a localização de todos os lugares citados nessa postagem. Para ver com mais detalhes, basta aproximar o seu ponto de interesse.

 

Anúncios

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s