Monte Brè

Lugano – Monte Brè

Dizem que o Monte Brè é o ponto mais ensolarado da Suíça. O seu topo proporciona uma linda vista panorâmica da região, incluindo os Alpes Suíços, o lago e a cidade de Lugano. Talvez por isso mesmo, a charmosa vila de Brè tenha atraído numerosos artistas.

Nesse dia eu já tinha passado a manhã no Monte San Salvatore, depois fiz o passeio de barco com almoço pelo Lago di Lugano e terminei com a subida ao Monte Brè. Depois disso tudo eu ainda passaria no ibis budget Paradiso Lugano, onde eu estava hospedado, para pegar a minha mala e correr para a estação de trem e seguir viagem. Embora não tenha feito tudo que gostaria, deu para aproveitar.

 

Para subir a montanha, peguei um ônibus em Lugano até a Società Funicolare Cassarate Monte Brè, onde fica a bilheteria do funicular. Com isso, fui direto para a segunda etapa da subida. Outra opção teria sido ir de barco de Lugano até o porto de Cassarate, pegar o pequeno trecho de funicular que liga Cassarate → Ruvigliana (ou Suvigliana) e, daí sim, começar a subida para o topo do Brè.

Para se ter uma ideia, a primeira parte possui apenas 196 metros de extensão, enquanto a segunda percorre 1403 metros de trilhos. O percurso completo pode ser visto no mapa interativo acima. Dando um zoom no percurso marcado por um azul/verde/cinza/claro você conseguirá entender melhor.

Bilheteria da segunda parte do funicular
Bilheteria da segunda parte do funicular

O importante é chegar até a Società Funicolare Cassarate Monte Brè, também chamada de Funicolare Ruvigliana. Ali fica a bilheteria onde comprei o ingresso de ida e volta. Cheguei lá no meio da tarde e o movimento estava bem tranquilo, sem nenhuma fila. Como eu estava viajando com o Swiss Travel Pass, paguei metade do preço. Os preços podem ser consultados na página oficial, bem como condições especiais para crianças, adolescentes e estudantes.

Bilhete de ida e volta do funicular
Bilhete de ida e volta do funicular

Uma dica importante é que você guarde o bilhete, pois será necessário ler o código de barra para passar na catraca, tanto na subida, quanto na descida. É interessante porque todo o serviço de transporte da Suíça é liberado desse tipo de controle – você entra no metrô, no tram, no ônibus urbano e até mesmo nos trens de viagem entre uma cidade e outra sem ter que mostrar nada para ninguém. Quando é viagem, normalmente passa depois algum funcionário conferindo os bilhetes, mas no transporte urbano não vi ninguém. Obviamente que isso não quer dizer que você possa andar sem pagar, mesmo porque a multa é alta se você for pego. Mas existe essa confiança. No caso das subidas para as montanhas, o controle é bem mais rígido.

Vista da estação do topo do monte
Vista da estação do topo do monte

Essa subida não é tão interessante quando a Monte San Salvatore. A vista é mais voltada para a cidade, a inclinação parece ser menor e o teto não é panorâmico, então a vista fica comprometida em quase todo o tempo pela vegetação. O primeiro trecho (Cassarate → Ruvigliana) demora apenas 4 minutos e o carro tem capacidade para 30 pessoas, enquanto o segundo (Ruvigliana → Monte Bré) leva 12 minutos até o topo e até 68 passageiros.

Trilha em volta do monte
Trilha em volta do monte

Ao chegar no topo do monte, você encontrará placas que indicam trilhas com diferentes pontos de vista, dificuldades e extensões. Uma das sugestões é ir em direção a Aldesago para alcançar a vista panorâmica sobre a vila, tomar o caminho em direção a vila de Brè e depois voltar para o topo do morro, onde você poderá pegar o funicular de volta para a cidade. O trajeto completo possui apenas 2,6 km e pode ser feito a pé em menos de duas horas. Também há a opção de alugar uma bicicleta para um período ou o dia inteiro. Como se pode imaginar, tudo é bem sinalizado. Esse é o caminho básico, mas há sugestões de trajetos com mais de 10 km.

Vila de Brè
Vila de Brè

A vila de Brè fica do lado oposto à subida do funicular, na parte leste do monte. Seus principais atrativos são a arquitetura das casas, no típico estilo de Ticino; a Chiesa dei Santi Simone e Fedele; a tradicional fonte de água Piazzetta Lavatoio de Brè; e o Museo Wilhelm Shmid, que funciona na antiga moradia do artista e abriga uma exposição de suas obras. Brè possui poucos habitantes e manteve suas características de vila rural intactas. É possível comprar somente o bilhete de subida de funicular para o monte, ir caminhando até a vila e depois voltar de ônibus para Lugano.

Ristorante Osteria Funicolare
Ristorante Osteria Funicolare

Para quem quiser comer, há duas opções de restaurante no topo do monte. A Osteria Funicolare é um pub que trabalha com a gastronomia tradicional regional e tem um terraço com vista para a parte leste do lago. Você certamente vai vê-lo assim que desembarcar do funicular, pois elefica exatamente no local de chegada. Atrás desse restaurante há uma pequena igreja, o Oratorio di Santa Maria Assunta.

Ristorante Vetta
Ristorante Vetta

Já o Ristorante Vetta fica a cerca de 150 metros e está voltado para a parte do lago que margeia a cidade de Lugano. No caminho, você passa por um playground, que tem um espaço interessante para fazer um piquenique, caso queira economizar na refeição. Outra opção econômica é comprar o bilhete do funicular + prato do dia, que serve tanto para a osteria quanto para o restaurante.

Lugano vista do Monte Brè
Lugano vista do Monte Brè

Um pouco além do restaurante fica a Terraza panoromica, de onde se tem uma vista deslumbrante da região, incluindo o lago, a cidade e o Monte San Salvatore. Na minha opinião, vale a pena subir nos dois montes, pois são experiências diferentes e é possível combinar ambos em apenas um dia – a não ser que você queria fazer as caminhadas pelas trilhas mais longas, o que eu também acho que deve ser uma experiência fantástica.

Terminado o passeio, desci novamente pelo funicular e voltei para Lugano. Ainda nesse dia, eu peguei o trem para a viagem mais longa que fiz pela Suíça, com direção a Lausanne. Quer dizer, isso considerando que o Bernina Express não foi uma viagem, mas sim um passeio.

Anúncios

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s