Trem na estação do aeroporto

Transporte entre o aeroporto e a cidade

O Flughafen Zürich, também chamado de Zürich Airport ou Kloten Airport, é o maior aeroporto da Suíça e o principal hub da Swiss International Air Lines. Foi lá que pisei pela primeira vez no solo do país, uma vez que peguei o voo direto saindo de São Paulo pela companhia.

O aeroporto possui três terminais: o terminal A é usado exclusivamente para viagens dentro da Schegen Area, um conjunto de países europeus que aboliram o uso de passaporte e outros tipos de controle em suas fronteiras, o que significa que você não precisa passar pela imigração quando viaja dentro dessa área (em sua maioria, os países coincidem com os membros da União Europeia); o terminal B, que possui os portões com prefixo B e D, além dos voos dentro dessa área, recebe também alguns internacionais de outros países; por último, temos o terminal E, localizado no extremo oposto, onde chegam e de onde saem exclusivamente voos internacionais.

Skytrain no desembarque internacional
Skytrain no desembarque internacional

Nosso voo parou no terminal E. Depois de desembarcar, seguimos as placas indicativas de Baggage Claim, descemos uma escada rolante e encontramos uma pequena sala de espera onde chega o transporte para a parte central do aeroporto. Como esse terminal é separado e mais distante, é preciso pegar o Skytrain, um tipo de metrô para transporte dos passageiros do aeroporto. Ele passa com uma frequência boa e chega pontualmente, como se é de costume no país. Repare que no painel de informações consta um cronômetro com o tempo de chegada do próximo trem – na hora da foto, marcava 1 minuto e 15 segundos.

Mais um carimbo no passaporte
Mais um carimbo no passaporte

O trajeto é bem rápido e logo descemos e continuamos seguindo as placas e o fluxo, passando pela imigração para entrar oficialmente no país. Eu nunca tive nenhum problema nesse processo e a minha dica é ter em mãos tudo o que pode ser pedidos pelos agentes. Algumas perguntas comuns envolve o propósito da viagem (turismo, trabalho), tempo de estadia e por quais cidades pretende passar. Tudo isso pode ser comprovado com as suas reservas de hotéis e passagens, por exemplo.

A imigração é dividida entre All Passports, que inclui nós brasileiros, e EU EEA CH Passportes, para pessoas com documentos da União Europeia, European Economic Area e Suíça. Fui para a fila correta, que andou bem rápido, e segui para a área de restituição de bagagem. Ali basta olhar um dos painéis indicativos dos voos e descobrir em qual esteira (belt) serão colocadas as suas malas. Uma dica: sempre tiro uma foto do carimbo de entrada no país, que serve tanto para guardar de recordação quanto para registro em caso de perda do passaporte (recomenda-se também ter fotos ou cópias das primeiras páginas do documento que indicam seus dados pessoais).

Placas indicativas
Placas indicativas

Como era de se esperar, o aeroporto é todo muito bem sinalizado. Eu já havia feito a pesquisa sobre o transporte na cidade e havia decidido que iria pegar um trem até a estação principal e depois um tram para a minha hospedagem. Outras opções seriam um táxi do próprio aeroporto, chamar um Uber, pegar o shuttle/transfer do hotel (no meu caso não tinha), alugar um carro (não era interessante para mim) ou pegar outro tipo de transporte público. Mais informações sobre transportes podem ser encontradas na página oficial do aeroporto, na parte de Access & Parking.

Shopping Center do aeroporto
Shopping Center do aeroporto

Segui em direção ao Shopping, que fica no Airport Center. O aeroporto de Zurique oferece internet grátis mas, para acessá-la, você precisa receber um SMS (comigo não funcionou, porque essa mensagem não chegou). Nas minhas últimas viagens, tenho optado por comprar um chip local para ter internet o tempo todo, que uso para acessar mapas, verificar horários, fazer reservas e outras tantas funcionalidades oferecidas pelos smartphones atuais. E assim também consigo me comunicar com os companheiros de viagem, que muitas vezes se separam. Eu já havia pesquisado que havia uma loja da Salt, operadora de telefonia móvel suíça, no aeroporto e me dirigi até lá. Como sou muito organizado, eu já tinha até definido o plano pré-pago que iria adquirir, então foi um processo bem tranquilo e, após alguns minutos, eu já estava conectado.

Máquinas de autoatendimento
Máquinas de autoatendimento

Usei a internet para acessar o Google Maps e conferir novamente o trajeto que eu deveria fazer para chegar até o HITrental Badenerstrasse Apartments, onde ficaria hospedado pelos próximos dias. Segui novamente as placas de Bahn/Train que indicavam onde pegar o transporte, que fica no andar de baixo desse shopping, muito fácil de achar. Os caixas de autoatendimento para a compra de bilhetes ficam próximos aos acessos às plataformas. Devo reforçar aqui a importância de comprar o bilhete. Na Suíça, não há catracas para entrar nos trens de viagens ou transportes públicos da cidade, o que pode deixar os espertinhos tentados a viajar sem pagar. Na maioria das vezes os bilhetes não são mesmo conferidos e você pode ficar com aquela sensação de “comprei isso à toa”. A questão aqui é agir com honestidade e precaução pois, em algumas ocasiões, passa um agente da empresa pedindo o ticket de todos e, se você não tiver um válido, pode levar uma multa alta e ter muita dor de cabeça.

Defina o destino
Defina o destino

Agora vamos fazer um passo a passo de como adquirir seu bilhete. A primeira coisa a se fazer é definir o idioma que você domina mais: alemão, francês, italiano ou inglês. Para mim é o último. Então precisamos definir o destino. Se você vai ficar em Zurique, provavelmente vai querer comprar o bilhete para Zürich HB, que é a estação principal de trens da cidade. O sistema ainda sugere os destinos mais comuns, como Bern, Luzern e Winterthur, ou você pode escolher digitar um nome específico.

Defina o trajeto
Defina o trajeto

Repare que o sistema indica a sua seleção: Zürich Flughafen (aeroporto, em alemão) é onde estamos e Zürich HB para onde vamos. Essa segunda tela dá opção de fazer o trajeto direto (via direkt) ou outra na rota. No meu caso, era o primeiro mesmo, que significa que eu iria passar por três zonas, que é o que determina o preço do bilhete.

Escolha a validade do bilhete
Escolha a validade do bilhete

Na sequência, vamos definir a duração do bilhete. O voo da Swiss de São Paulo para Zurique chega na cidade por volta das 11 horas da manhã, o que significa que eu ainda teria o restante do dia para passear pela cidade depois de deixar minha mala no apartamento. Por isso, optei por comprar o bilhete com validade de 24 horas, que poderia ser usado até meio dia do dia seguinte em qualquer transporte público da cidade, dentro dessas três zonas que defini na tela anterior.

Escolha a quantidade de bilhetes
Escolha a quantidade de bilhetes

Por último, é preciso definir quantos bilhetes você quer comprar. No meu caso, cada pessoa pagou separadamente pelo seu. Se você está comprando para várias pessoas e quer pagar tudo junto, basta selecionar o número de acordo com a quantidade de adultos e crianças – menores de seis anos não pagam quando acompanhadas por outra pessoa maior de 12 anos (até quatro menores) ou 16 anos (até oito menores) com um bilhete válido; menores de seis anos desacompanhados ou pessoas entre seis e dezesseis anos pagam metade; além de outros descontos que não se aplicam para a maioria dos brasileiros, mas vale a pena pesquisar seu caso especificamente.

Confirme os dados e faça o pagamento
Confirme os dados e faça o pagamento

Terminada toda a configuração, reveja as informações que constam na coluna da esquerda para confirmar de que você não fez merda fez tudo certo e proceda para o pagamento. Nessa tela consta o valor total devido e as opções de pagamento: cartões de crédito das mais diversas bandeiras, notas de francos suíços e outras moedas, além de moedas de francos, que você provavelmente não vai ter porque acabou de desembarcar no país. O bilhete impresso e o troco saem nas partes de baixo, marcadas pelo símbolo de uma mão.

Acesso às plataformas dos trens
Acesso às plataformas dos trens

Com o bilhete comprado, basta descer para a pista de acesso. No painel, é possível verificar os próximos trens, os horários que chegam, seu destino final e por onde passam. Reparem que eu poderia pegar qualquer um desses trens, já que todos iriam parar no Zürich HB. Mais uma vez usei o Google Maps para verificar qual era a melhor opção, pois um trem que passa antes pode fazer muitas paradas e chegar ao destino mais tarde, enquanto o trem que vai direto pode acabar sendo mais vantajoso.

Interior do trem
Interior do trem

Em poucos minutos você estará embarcando, pois essa estação é bastante movimentada. Se você ainda estiver inseguro, pode perguntar para qualquer pessoa se esse trem para no Zürich HB. Caso você não se sinta à vontade em falar outro idioma ou gosta de resolver as coisas por conta própria, verifique o painel dentro do trem assim que embarcar – ali estão indicadas as próximas paradas e o horário que elas vão acontecer. Daí basta seguir a evolução desses dados e desembarcar na estação desejada.

Tram na estação Banhofplatz/HB
Tram na estação Banhofplatz/HB

Se você ainda precisar pegar um outro transporte para chegar ao seu destino final, como foi o meu caso, basta sair da estação, atravessar a rua e pegar um tram, observando o número e o sentido que ele está indo (cuidado para não pegar do lado errado e parar do outro lado da cidade). Mais uma vez o Google Maps é uma santa ajuda, então reforço a importância de ter internet sempre disponível no celular e não ficar dependendo de lugares com wi-fi (você pode baixar também mapas off-line, mas não é a mesma coisa). O bilhete que você comprou para ir do aeroporto até a estação central de Zurique também vale para esse transporte pelo tempo que você determinou.

Anúncios

4 comments

  1. Bom dia,
    Li neste blog que é possível pegar um trem na estação de trem do Aeroporto de Zurich direto para algumas cidades, inclusive Lucern, que é o meu interesse; No entanto quando vou consultar na Rail Europe e coloco origem Flughafen Zurich ou Floten Airport e destino Lucern, recebo a resposta : Local de origem ” desconhecido ” ;
    Quando consulto este trajeto no google maps, só aparece opção de carro;
    Onde posso verificar, com certeza, se realmente existe trem partindo da estação do Aeroporto de Zurich e indo direto para Lucern ?
    Preciso consultar os horários pois o vôo da TAP chega no Aeroporto à noite e estarei sozinha; Estou insegura e preciso desta certeza;

    Serei muito grata pela informação;

    Atc, ,Tania Menezes

    Curtido por 1 pessoa

    1. Olá, bom dia! Olhe pelo site https://www.sbb.ch/en, que é o oficial de transporte na Suíça. Fiz uma pesquisa rápida aqui e há trens saindo a cada meia hora até 00:43, a maioria deles com baldeação na estação central de Zurique. Mas tem até uma opção de trem direto às 20:47, quem sabe não dá tempo de você pegar esse?

      Curtir

  2. Ola amigo gostei das suas dicas …estou indo pra portugal com escala em zurich..eu nao sei falar nenhuma lingua estrangeira somente o nosso portugues mesmo..sera que vai ser dificil de me entenderem na imigraçao ….gostaria de uma ajuda eu viajo dia 22de novembro ..obrigado pela atençao amigo..

    Curtido por 1 pessoa

    1. A Suíça tem como línguas oficiais o alemão, francês e italiano… eu não falo nenhuma delas, mas me virei lá com o inglês. Em alguns lugares tinha portugueses, mas não sei como vai ser na imigração (eu falei inglês mesmo). Nesse caso aí não vou saber te ajudar :-/

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s