Estação do tram

Zurique – Como é o transporte público

Nos dias que passei em Zurique, fiquei hospedado no HITrental Bandernestrasse Apartments, que fica um pouco afastado dos pontos turísticos da cidade – cerca de 2km. É uma cidade muito fácil de percorrer a pé, mas para otimizar o tempo e cansar menos as pernas, já que geralmente ficamos passeando a maior parte do dia, usei o transporte público da cidade todos os dias, seja comprando o passe diário, seja utilizando o Swiss Travel Pass.

Como tudo mais na Suíça, o transporte público funciona muito bem. No caso de Zurique, ele é feito principalmente no tram, que é um trem de superfície – na prática, um bondinho elétrico moderno. O mesmo bilhete é válido para todos os transportes públicos (trem, bonde, ônibus e barco), desde que seu trajeto esteja dentro das zonas definidas no momento da compra. Quanto mais zonas você percorre, mais caro fica o bilhete. Nessa postagem vou falar somente do tram.

Não vi no país nenhum lugar em que eu tivesse que passar por uma catraca para entrar nos meios de transporte. As conferências são raras, mas existem, principalmente nas viagens de trem entre uma cidade e outra (que exigem bilhetes específicos). Isso pode te dar a sensação de que você pode andar de graça nos transportes públicos da Suíça, mas saiba que existe um risco de ser flagrado e isso irá gerar uma multa e sabe-se lá mais quais consequências. Na boa, não dê uma de espertinho.

Máquina de autoatendimento
Máquina de autoatendimento

Os bilhetes podem ser comprados nos guichês de algumas estações, nas máquinas de autoatendimento, como essa da foto, ou pelo aplicativo do celular. Os idiomas disponíveis são alemão, francês, italiano e inglês. Não vou entrar em detalhes sobre todas as opções disponíveis, mas você pode comprar o single ticket, bilhete único com duração de uma hora, ou o day pass, que vale por 24 horas contadas a partir do momento de compra (se você compra ao meio dia, ele vale até o mesmo horário do dia seguinte). De qualquer maneira, saiba que o transporte na Suíça não é barato para a gente, que costuma fazer conversões para o real.

Na dúvida, escreva o nome do destino
Na dúvida, escreva o nome do destino

O preço dos bilhetes varia de acordo com quantas zonas você vai percorrer, o que pode ser um pouco confuso para nós que não conhecemos bem a região.  A questão é que quando você compra um bilhete, você precisa ter isso definido. Se tiver dúvida, escolha a opção other destinations (outros destinos) e comece a digitar o nome do destino – quando eu fui fazer o passeio no monte Uetliberg, por exemplo, eu só coloquei “Uet” e já apareceu o lugar que eu queria na lista. Ao selecionar a opção desejada, ele já irá te apresentar o bilhete correto.

Bilhete para zona 110
Bilhete para zona 110

Se você comprou um bilhete que vale apenas para a parte central da cidade (zona 110) e depois resolveu que quer fazer um passeio para outro local mais distante, você pode clicar na opção zone upgrades e pagar apenas a diferença do valor.

Para os turistas, uma outra possibilidade é comprar o ZürichCARD com duração de 24 ou 72 horas. Esse cartão permite o uso ilimitado do transporte urbano (ônibus, trem e bonde) dentro da cidade e imediações, desconto nos passeios de barco, entrada gratuita ou reduzida em vários museus e outras vantagens. O uso vale à pena dependendo de seu local de hospedagem e programação pessoal. No meu caso não era negócio, pois eu já tinha o Swiss Travel Pass, que vale para todo o país.

Quadro com horários e mapa
Quadro com horários e mapa

Para saber em que estação embarcar, qual linha do tram pegar e onde descer para chegar em determinado destino, eu usava o Google Maps, já que eu havia comprado um chip pré-pago com internet ilimitada da Salt. Ele informava direitinho até o horário da saída dos trens. Também é recomendado baixar o aplicativo da ZVV para smartphones. Se você não tiver essa facilidade, há quadros de horários e mapas em todas as estações. Para facilitar o entendimento, saiba identificar os dias da semana: Montag-Fretag (segunda a sexta), Samstag (sábado) e Sonn- und Feiertag (domingos e feriados). Já os mapas são bem parecidos com os de metrô, com cada linha identificada com uma cor e a separação das zonas. Bem fácil de entender depois que você pega o jeito.

Espaço interno do veículo
Espaço interno do veículo

Os trams são veículos longos e, como não tem roleta ou cobrador, você pode ficar com seu bilhete guardado e entrar em qualquer uma das portas. No geral eles andam em uma velocidade baixa e não há perigo de cair com uma freada brusca. De qualquer maneira, é bom usar as barras para se segurar, principalmente quando estiver se locomovendo lá dentro, pois nessas partes que ligam um vagão ao outro (onde está aquela sanfona de cor metálica) o piso se move nas curvas.

Painel com paradas e conexões
Painel com paradas e conexões

Para se orientar quando ao seu percurso, você pode acompanhar os painéis. Ali estão todas as informações necessárias: a linha em que você se encontra (2 vermelha), a lista com as próximas paradas, o tempo de chegada a cada uma delas e o destino final. Repare que algumas estações, como a Paradeplatz, que aparece na foto, possui diversos ícones abaixo do nome para indicar quais linhas fazem conexão nessa parada. Isso significa que, ao descer nessa estação, você pode pegar outro tram com outro destino. Também podem aparecer ícones de trem, barco e ônibus.

Botão para abrir a porta
Botão para abrir a porta

Pode parecer bobagem falar isso, mas algumas pessoas que nunca utilizaram esse tipo de transporte podem ficar na dúvida, então não custa nada postar. Volta e meia eu encontrava turistas que ficavam esperando a porta abrir sozinha, sem saber o que fazer. Quando for entrar ou sair do veículo, aperte o botão de luz verde para abrir a porta. Para descer na estação desejada, dê sinal como nos ônibus aqui do Brasil.

Anúncios

2 comments

  1. Excelente blog, o post, o mais completo que encontrei sobre o transporte público em Zurich, explica tudo, até o detalhe da porta, adorei, considero isso muito importante sim. Excelente, também, o post sobre como ir do aeroporto ao centro. Parabéns. Agradeço sua generosidade em nos ajudar com informações tão valiosas para quem viaja sozinho.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s