Localização de Copacabana no Mapa Mundi

Copacabana – Geografia e clima

Copacabana é a principal cidade boliviana às margens do lago Titicaca e já era assim há sabe-se lá quantos anos – certamente desde antes da chegada dos espanhóis no nosso querido continente americano. Ainda assim, é até hoje uma cidade bem pequena. O Instituto Nacional de Estadística de Bolivia estimou que viveriam ali 14.931 habitantes em 2012, incluindo aí tanto a população urbana quanto a rural. Uma curiosidade é que 8.548 deles foram alfabetizados em aymara, um número maior do que aqueles que tem o espanhol como língua principal, 5.106.

Copacabana vista do Cerro Calvario
Copacabana vista do Cerro Calvario

O município fica a 155 km de La Paz, quase na fronteira com o Peru. Assim como outros destinos dessa região, é preciso estar preparado para enfrentar as adversidades da altitude, como o mal de montanha. Copacabana se encontra a uma média de 3841 metros acima do nível do mar. Ainda é possível ir mais para cima, como na caminhada que se faz até o Cerro Calvario. Dali é possível observar tanto a cidade, onde se destaca a branquíssima Basílica de Nuestra Señora de Copacabana, quanto o Lago Titicaca, com a Isla do Sol sobre as águas calmas.

Copacabana tem um clima mais friozinho, sendo considerado subtropical desértico devido à altitude em que se encontra e a influencia do clima equatorial nos seus invernos secos.

Agora vamos para uma das partes que eu mais gosto nessas postagens que é a análise do gráfico de médias de temperatura, chuvas e duração do dia, três fatores que influenciam bastante na minha escolha de quando visitar determinada cidade.

Gráfico com médias do clima
Gráfico com médias do clima

Não há uma variação muito grande de temperatura ao longo do ano em Copacabana, que tem um clima estável. Pode-se perceber que a média máxima gira em torno dos 15°C em todas as estações, enquanto as mínimas ficam próximas aos 0°C. Já com relação à precipitação, temos uma ocorrência maior de chuvas nos meses de dezembro a março. Eu amo chuva, mas para ficar em casa, emboladinho numa coberta, vendo filme ou lendo um livro. Para viagens e passeios, principalmente quando tem foco principal em ambientes externos, evito ao máximo por ser desconfortável carregar guarda-chuva, andar em locais escorregadios, ficar molhado e, muitas vezes, ser impossibilitado de realizar alguma atividade. Fora que as fotos ficam com aquele aspecto depressivo. Outro fator que é bom estar atento é a duração do dia, já que em alguns lugares o dia dura muito pouco no inverno. A variação em Copacabana não é muito dramática, então sem problemas.

Pedalinhos na praia do Lago Titicaca
Pedalinhos na praia do Lago Titicaca

Como a temperatura e a duração do dia não variam muito, podemos concluir que o único fator realmente relevante no gráfico é o índice de precipitações. Levando isso em consideração, a melhor época para visitar a região é entre abril e novembro, mas principalmente de maio a julho, meses em que quase não chove. Já vi algumas fotos do lago com o céu todo nublado e é completamente diferente, perde a cor, a vida. Os meses de chuva devem ser evitados principalmente se você pretende fazer a caminhada que corta de norte a sul a Isla del Sol ou aproveitar o lago para dar uma volta de pedalinho ou praticar algum tipo de esporte nas suas águas geladas. Eu fui no final de maio e só peguei dias de sol.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s