Cai a noite em Morro de São Paulo

Morro de São Paulo – Melhores lugares para ver o pôr-do-sol

Não há nada de especial em um evento que acontece absolutamente todos os dias, certo? Errado. O pôr-do-sol é quase sempre muito interessante, seja em uma região com montanhas, na praia, na cidade, ♪ na rua, na chuva, na fazenda ou numa casinha de sapê ♫. O fato é que, na correria do dia-a-dia, a gente não presta muita atenção, mais preocupados em chegar logo em casa depois de um dia de trabalho ou qualquer outra coisa que nos roube a vida. Mas quando estamos de férias, o ritmo muda e buscamos esses pequenos prazeres. Não é à toa que tanta gente pesquisa sobre lugares para ver cair a tarde durante uma viagem. Na praia, o espetáculo é especialmente interessante devido ao reflexo do sol e das cores do céu no mar.

No Brasil, o sol se esconde na direção do continente, então nem todo lugar tem uma vista tão boa quanto a de Morro de São Paulo. Como se trata de uma ilha, ali é possível ter esse efeito do reflexo intenso da luz sobre a água. Mas, para isso, é preciso estar em um local estratégico, já que as principais praias da vila são voltadas para o lado leste – também é bonito, mas sem a mesma força. Para fins de organização, vou comentar os lugares que eu conferi partindo do ponto mais alto até o nível do mar.

Mirante voltado para o continente
Mirante voltado para o continente

O Farol é aquele ponto que domina a paisagem de Morro de São Paulo, podendo ser visto de vários pontos da ilha devido à sua localização no alto de um morro. Falando assim, parece o Cristo Redentor mostrado nas novelas da Globo, que passam a impressão de que ele pode ser visto e está super próximo de todas as janelas de todos os prédios de todos os bairros da cidade SQN. Mas o fato é que o local ali é realmente privilegiado pela vista e o mirante do morro é uma ótima opção para quem quer ver o pôr-do-sol. Mas atenção: não é o mirante da tirolesa, que fica para o lado direito do farol. Esse que estou falando fica do lado esquerdo, passando por uma trilha também no meio da mata. Agora ficou parecendo uma aventura selvagem, mas o acesso é bem fácil.

Mesas ocupadas logo após a abertura
Mesas ocupadas logo após a abertura

Mas o local mais famoso para esse momento é a Toca do Morcego, um bar com música ambiente agradável que fica na Rua Caminho do Farol, a mesma ladeira que leva até o Farol e o mirante que eu acabei de comentar. A boa notícia é que a toca está logo no começo da subida, então não é preciso fazer muito esforço para chegar até lá. O que algumas pessoas reclamam é do fato de cobrarem entrada. Eu não vejo problema, já que o valor é baixo – se você vai pagar para a família inteira, já é outra história. Mas lá vale muito a pena para relaxar, tomar uns drinks e comer uns aperitivos. A principal dica aqui é chegar no horário marcado para abrirem, pois enche bem rápido e as mesas que ficam junto ao barranco são logo ocupadas por quem entra primeiro.

Vista do saguão do restaurante
Vista do saguão do restaurante

Se você quiser fazer um programa mais tranquilo, na mesma rua e ainda mais próximo da vila fica o Restaurante Passárgada, que tem praticamente a mesma vista que a Toca do Morcego. Lá você não precisa chegar tão cedo, já que o local é bem menos famoso e não fica cheio. Além de não ter que pagar pela entrada, você acaba gastando menos porque as coisas são mais baratas. Das vezes que eu fui, aproveitei o momento para tomar um chá da tarde – os bolos são bem gostosos, mas também têm biscoitos, misto quente e coisas assim. Outras pessoas preferem pedir uma cervejinha. Há ainda a opção de aproveitar para já ficar lá e jantar. Seja qual for o acompanhamento, dali se tem uma visão bem ampla.

Pôr-do-sol no fim do passeio
Pôr-do-sol no fim do passeio

Já no nível do mar, o pôr-do-sol pode ser visto no porto no final do passeio Volta à Ilha, que chega a Morro de São Paulo no finalzinho da tarde. Outro ponto próximo bem aproveitado pelos turistas, mas que eu não cheguei a ficar até o fim do dia, é a Fortaleza de Tapirandu ou qualquer outro ponto do caminho que margeia a ilha e leva até as ruínas históricas dos fortes construídos na época em que o Brasil ainda era uma colônia portuguesa.

No mais, existem outros pontos da ilha que oferecem um bom espetáculo. Seguindo a minha postura de relatos aqui no Viajento, eu só recomendo aquilo que experimentei e aprovei. Mas sinta-se livre para explorar Morro de São Paulo pois, certamente, há muita coisa bacana para se descobrir por lá!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s