Entrada da estação de metrô de Paris | Foto: Steve Cadman

Paris – Dicas para usar o metrô

Eu moro em Belo Horizonte, uma capital que está entre as maiores cidades do Brasil e tem um de metrô que, costumamos dizer por aqui, liga nada a lugar nenhum. Mesmo morando em uma cidade com essa opção, muitas pessoas nunca o utilizaram – quem dirá quem mora no interior. Mas quando a gente viaja para outro lugar, o metrô pode ser a melhor opção de locomoção, principalmente para o turista que quer visitar vários pontos turísticos da cidade no mesmo dia. O sistema tem estações definidas, evita tempo perdido no trânsito e é mais barato que ficar rodando de taxi para cima e para baixo. Mas pode ser confuso para quem não tem costume de usar o serviço, então é interessante se informar sobre o seu funcionamento para não ficar perdido. Já postei sobre o Métro de Paris, então agora vamos para informações mais práticas.

Paris, Metrô aplicativo
Aplicativo para turistas

Para começo de conversa, você deve ter algum meio para se orientar nas ruas de uma cidade que você ainda não conhece. Um mapa ou um guia impresso são legais, mas os aplicativos de celular oferecem funcionalidades que podem facilitar bastante a vida do turista – GPS, estou falando de você. A empresa que administra o transporte coletivo de Paris tem dois aplicativos muito bons, o RATP e o NextStopParis (na foto acima). Esse último tem a vantagem de ser mais voltado para o turista, é todo em português e mais simples de usar. Importante: como muitas pessoas não usam pacote de dados quando estão viajando no exterior, é possível baixar o mapa off-line dentro do próprio aplicativo. Faça isso antes de viajar ou usando o wi-fi do hotel em que estiver hospedado.

Mapa das estações de metrô
Mapa das estações de metrô

Se o pior acontecer (sua bateria do celular acabar), há mapas espalhados pela parte central de Paris que destacam os pontos de interesse e as estações de metrô próximas. Também tem mapas dentro das estações de metrô, então você pode dar uma olhada para ter uma ideia das ruas onde você vai sair.

Entrada de uma das estações
Entrada de uma das estações

Ainda nas ruas, é fácil identificar as entradas estações de metrô. A sinalização pode variar de estilo como a foto de capa da postagem, em que está escrito Metropolitain em verde, a foto acima, em que está escrito Metro em um fundo vermelho, ou apenas um “M” luminoso. Parecem coisas diferentes, mas são todos parte do mesmo sistema, pode entrar sem medo.

Os bilhetes e passes podem ser comprados diretamente no caixa com um vendedor (em francês, porque eles não são obrigados), em um dos terminais de autoatendimento (em várias línguas, com moedas de euros ou cartão de crédito com chip) e nos balcões de informação turística dos aeroportos. Nenhum deles tem muito segredo quanto à utilização. O mais importante é você saber que tipo de ticket você precisa. Já fiz uma postagem sobre os bilhetes e passes do metrô de Paris aqui no Viajento com as informações necessárias.

Para acessar as plataformas dos trens você precisa passar pelas roletas (menos as indicadas com um x vermelho). Se você estiver com um bilhete, deverá inseri-lo no local indicado à sua direita com a fita magnética voltada para baixo. Se tudo der certo, você vai ouvir um bipe e sua passagem será liberada. Dependendo da catraca, ele vai ser cuspido e será exibida a mensagem “Reprenez votre ticket”. Você tem que pegá-lo novamente e levá-lo consigo para o caso de ser abordado por algum agente dentro do metrô. Em algumas estações tem gente que pula a catraca para andar de graça ou então além da zona permitida pelo ticket que compraram. Não faça isso: vai dar merda. Já os cartões que não precisam ser inseridos, você só passa na luz indicada e espera uns segundos que a entrada é liberada. Nesses casos, você pode observar a data de validade do seu passe no painel.

Placa com as estações da linha 4
Placa com as estações da linha 4

Como uma mesma estação pode servir de acesso para várias linhas, você precisa observar em que plataforma deve ir. Como pode ser observado na foto acima, uma mesma estação pode concentrar várias linhas do metrô. Ou misturar metrô com RER com trem, etc. Quanto maior a estação, mais atenção você tem que ter. Na verdade, mesmo que seja só para uma linha, você precisa verificar a plataforma que vai para a direção certa. Não tem muito segredo, é só procurar o nome do lugar que você quer ir e seguir as setas.

Outros serviços das estações
Outros serviços das estações

Você deve reparar nas placas e nos mapas a palavra Gare – são estações de trem que também estão ligadas às estações do metrô, geralmente usadas para viagens para outras cidades e para o RER. Algumas das estações que servem aos três tipos de transporte são Gare St. Lazare, Gare du Nord, Gare de l’Est, Gare de Lyon, Gare d’Austerlitz e Gare Montparnasse. Se você tem a intenção de chegar em algum lugar em horário determinado (abertura do parque da Disney, viagem para outro lugar, hora de visitação pré-definida na Torre Eiffel, etc), é bom se programar para sair mais cedo porque algumas dessas estações são realmente muito grandes. Além disso, muitas estações não têm escadas rolantes ou elevadores, o que é um problema para deficientes físicos ou quem está carregando muitas malas. Os trens de viagem podem ser indicados por Grandes Lignes, enquanto os RER aparecem como Trains Île-de-France.

Já na plataforma, a maioria dos trens do metrô exigem que você opere uma pequena maçaneta ou botão para abrir a porta. Além disso, há outras dicas importantes. Nos horários de maior movimentação ou quando o vagão estiver cheio de gente, você não deve usar os assentos dobráveis. Nesses momentos, também é importante tirar a mochila das costas para abrir espaço – na verdade é bom fazer isso sempre para evitar ser furtado. Quando estiver perto da estação em que vai descer, já vai para perto da porta e, se preciso, sai falando excusez-moi e pardon para todo mundo no seu caminho.

Placas indicando as saídas do metrô
Placas indicando as saídas do metrô

Para sair da parte paga do metrô, você irá passar novamente por alguma catraca com luz verde ou portas com sensores infravermelhos que se abrem automaticamente. Nas esteiras ou escadas, fique do lado esquerdo se você está com pressa e quer ganhar tempo. Se quiser ficar paradinho ou andar mais lentamente, mantenha-se do lado direito.

Como as estações de metrô são bem grandes, é bom observar a indicação da melhor saída para chegar aos pontos turísticos. No caso da foto acima, a sortie 1 sai na Avenue des Champs-Élysées e é a melhor opção para ir para o Arc de Triomphe. Repare também que eles indicam que o RER A leva até o Parc Disneyland. Ou seja, vai seguindo as placas que você chega a algum lugar.

Cadernos "Métro de Paris"

Os cadernos Métro de Paris estão disponíveis na loja Viajento como parte da Coleção França.

Foto de capa: Entrada da estação Abesses projetada por Hector Guimard | Foto: Steve Cadman

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s