Landesmuseum Zürich

Zurique – Museu Nacional Suíço – Landesmuseum Zürich

Quando comecei a pesquisar quais museus eu iria querer visitar na Suíça, já que a maioria deles estava inclusa no Swiss Travel Pass, fiquei um pouco confuso com as informações relativas a esse Museu Nacional Suíço, que tinha preços, dias e horários de funcionamento diversos. Desvendei o mistério depois que me dei conta de que ele era, na verdade, um conjunto de três museus distintos: Landesmuseum Zürich, Château de Prangins e Forum Schweizer Gerchichte Schwyz, além do Sammlungszentrum in Affoltern am Albis. Desses, apenas o primeiro fica em Zurique.

O Landesmuseum Zürich está localizado no coração da cidade, em um grande e elegante prédio histórico, exatamente atrás da estação de trens Zürich Hauptbahnhof. O museu foi construído em 1898 sob o comando do arquiteto Gustav Gull, que se inspirou em diversos elementos do fim da Idade Média até a era moderna. Uma extensão construída com o projeto dos arquitetos suíços Christ & Gatenbein, contendo grandes e flexíveis espaços para exposições, uma moderna livraria e um auditório para eventos, foi inaugurada em 2016.

landesmuseum-zurique-suica-predio

Atualmente, há três coleções permanentes no museu:

  • Arqueologia na Suíça – conta com aproximadamente 1.400 achados arqueológicos dos moradores do lago, celtas, romanos e alamanni, como representações figurativas iniciais, obras-primas dos primeiros ouvires, ferramentas de caça de pedra, madeira e osso, e objetos cotidianos que remontam aos tempos pré-históricos. Também é explorada a domesticação de animais e plantas na área da Suíça atual.
Arqueologia na Suíça
Arqueologia na Suíça
  • História da Suíça – cerca de 800 objetos são distribuídos em três áreas temáticas: migração, política e confissão religiosa e economia. Um dos destaques é o primeiro mapa topográfico cobrindo toda a área do país feito há 150 anos atrás, considerado uma obra de arte da cartografia. A exposição narra os fatos que levaram a Suíça a ser o que é hoje.
  • Galeria de coleções – aqui o foco é nos objetos, como foram feitos, seus significados e histórias espalhados em 20 seções. A exposição conta desde os trabalhos de artistas e artesão da Idade Média, como peças de altar, esculturas e tapeçarias, até registros do começo da fotografia, a história dos calçados e joias no século XX. Um dos destaques são os famosos relógios suíços.
Galeria de coleções
Galeria de coleções

Quando eu fui, a exposição temporária era A revolução de 1917 – Rússia e Suíça, marcando os cem anos de aniversário desse evento histórico e contando as histórias que ligaram os dois países, com enfoque na evolução política e cultural da Rússia durante esse período. Gastei a maior parte do meu tempo no museu lendo todos os detalhes desse acontecimento, do qual sabemos tão pouco. Muito interessante.

Para obter informações sobre as exposições temporárias atuais, eventos, preços, dias e horários de funcionamento, acesse a página oficial, disponível em várias línguas. Uma dica: o museu conta com armários gratuitos – você só precisa depositar um franco, mas é resgatado quando você destranca para pegar de volta seus pertences.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s