Haus Konstruktiv

Zurique – Haus Konstruktiv, Schanzengraben e Alter Botanischer Garten

O museu Haus Konstruktiv é a principal instituição da Suíça voltada para as artes construtivista, concreta e conceitual, essenciais para o desenvolvimento da paisagem modernista. O objetivo aqui é manter viva essa herança histórica da arte e relacioná-la com a contemporaneidade, demonstrando as ligações entre o legado do construtivismo/concretismo e a arte internacional – passado e presente.

O museu fica na Selnaustrasse, 25. Os dias e horários de abertura podem ser conferidos na página oficial. Eu entrei sem pagar porque no dia estava usando o Swiss Travel Pass.

Prédio da Haus Konstruktiv
Prédio da Haus Konstruktiv

Na primavera de 2001, o museu mudou para o centro de Zurique, onde ocupa o prédio que por cerca de 100 anos funcionou como subestação de energia da cidade, até ser fechado em 1998. Remodelado entre 1929 e 1932 pelo renomado arquiteto Hermann Herter, essa estrutura é agora protegida como monumento histórico. Trata-se de um dos mais expressivos exemplos da Nova Objetividade, movimento artístico surgido na Alemanha no início da década de 1920 como reação ao expressionismo, e figura como uma das mais atrativas peças da arquitetura industrial no coração de Zurique.

O espaço foi convertido em um moderno museu pelos arquitetos Roger Diener e Meier + Steinauer, que deixam transparecer o estilo industrial do passado do edifício. No térreo, junto à entrada, estão o café, a loja de souvenirs e os armários onde devem ser depositados os casacos e mochilas antes de iniciar a visita. As exposições são distribuídas em cinco andares com 1.200 metros quadrados. O sótão abriga uma das mais belas bibliotecas da cidade e um o atelier.

Rockefeller Dining Room
Rockefeller Dining Room | Fritz Glarner

A coleção permanente do museu conta com obras de Fritz Glarner, Claudia Comte, Nedko Solakov e Fraçois Morellet, entre outros. Fritz Glarner foi o responsável pelo projeto da sala de jantar de Nelson A. Rockefeller, para a qual foram criados painéis de parede e telas em óleo. Desde 2008, o Rockefeller Dining Room está exposto no Haus Konstruktiv, tendo recebido, em 2016, um novo projeto interior concebido por Alfredo Häberli. A série de pinturas Eye to Eye, de Claudia Comte, estão expostas no café do museu, com suas linhas e círculos em preto e branco. Os desenhos e frases stahldoodles do artista Nedko Solakov trazem comentários sobre a arte, o lugar do artista e o mundo em que vivemos. Já François Morellet trabalha na coleção Without Serious Reflection com instalações de luzes neon controladas randomicamente por geradores e cobriu salas inteiras com estruturas de grades e fitas adesivas pretas.

Exposição temporária
Exposição temporária | Cerith Wyn Evans

Além das obras da coleção permanente, o museu organiza de seis a nove exposições temporárias por ano. O objetivo é mostrar a ligação entre os pioneiros dos movimentos artísticos citados acima com a arte contemporânea internacional, trazendo reconhecidas, redescobertas e novas posições históricas para um diálogo atual. Esse é um museu para quem gosta de arte moderna, muitas vezes subjetiva. Eu, particularmente, achei bem interessante.

Schanzengrabenpromenade
Schanzengrabenpromenade

Apesar do conteúdo intenso, a visita é rápida e aproveitei o tempo antes de almoço para fazer uma caminhada à beira do rio pela Schanzengrabenpromenade. Bem relaxante andar por ali ouvindo o barulho das águas tranquilas do Schanzengraben, sentando de vez em quando para dar uma descansada. A construção faz parte da história da cidade, acompanhando a estrutura da fortificação criada em volta de Zurique no século XVII. Desde 1984, o Schanzengraben foi transformado em um idílico caminho para pedestres, dois metros abaixo do nível da rua e acessível por escadas.

Alter Botanischer Garten
Alter Botanischer Garten

Depois ainda aproveitei para dar uma volta no Alter Botanischer Garten, que fica em uma colina que também foi usada como defesa da cidade. Ali várias pessoas, provavelmente vindas da universidade da qual o jardim botânico faz parte, estavam almoçando com suas marmitas em meio à natureza. Destaque para o Jardim Gessner com suas mais de 50 ervas medievais medicinais, criado em homenagem ao naturalista e médico Conrad Gessner e para Casa de Palma, construída com ferro fundido e vidro que data de 1877. Atualmente, essa estrutura é usada principalmente para concertos, teatro e exposições.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s