Ingresso para subida na torre

Berna – Passeio pela catedral

A Berner Münster é uma catedral reformada suíça localizada no centro histórico e medieval da capital, considerado um Patrimônio da Humanidade pela UNESCO. Construída em estilo gótico a partir de 1421, só foi totalmente concluída em 1893. As informações sobre dias e horários de funcionamento podem ser acessadas na página oficial. Já falei sobre a história e arquitetura do edifício, então vou focar no passeio, que pode ter início na praça.

Münsterplatz, a praça da catedral
Münsterplatz, a praça da catedral

Nove anos após o início da construção da catedral, em 1430, os jardins foram demolidos para dar lugar à Münsterplatz. No século seguinte, em 1506, duas casas na rua Herrengasse foram demolidas para permitir a expansão da praça. O mesmo aconteceu em algum momento antes de 1528, quando três casas foram derrubadas na Münstergasse. O resultado foi uma grande área com calçamento de pedra cercada por prédios históricos (os que sobreviveram, né?) e a própria catedral.

Mosesbrunnen, fonte em frente à catedral
Mosesbrunnen, fonte em frente à catedral

O único destaque da praça em si é a Mosesbrunnen, uma das muitas fontes do centro histórico. A estátua data de 1544 e, como o próprio nome indica, representa Moisés, que aparece trazendo os dez mandamentos para as tribos de Israel. Moisés é mostrado com dois raios sendo projetados de sua cabeça, uma referência a Exodus 34:29-35, que conta que a pele de sua face ficou radiante após um encontro com Deus. A bacia foi projetada por Niklaus Sprüngli.

Escultura do Juízo Final sobre o portal
Escultura do Juízo Final sobre o portal

Da praça você pode partir para a visita à catedral em si. Construída a partir de 1421, essa igreja reflete os desenvolvimentos políticos e econômicos de Berna. Sua grandiosidade é, ao mesmo tempo, um reflexo da importância da igreja católica na época e a necessidade de evidenciar o poder do governo, que vinha conquistando os territórios adjacentes. Um dos destaques da fachada em estilo gótico é a representação do juízo final no portal principal. O trabalho é considerado uma das mais completas coleções de esculturas europeias desse estilo.

Catedral de Berna
Catedral de Berna

A parte interna é marcada pela simplicidade (se comparado a outras grandes catedrais católicas), uma vez que, em decorrência da reforma protestante, foram retirados e destruídos os símbolos iconoclastas antes presentes, como pinturas, esculturas e outras decorações. Até mesmo os órgãos foram descartados, uma vez que a música era considerada arte e nada tinha a acrescentar nos cultos. Somente 200 anos depois voltou-se a ter música na catedral, que hoje conta com três órgãos. Também se destacam os vitrais e os bancos entalhados em madeira, principalmente no coro. Para quem é religioso, é possível acompanhar as missas realizadas nos sábados, às 17h30, geralmente com o canto do coro, e aos domingos, às 10h da manhã.

Escada em espiral da torre
Escada em espiral da torre

Já a subida pela torre da igreja é paga e o ingresso deve ser adquirido no balcão de informações. Eu acho o valor baixo e sempre gosto de fazer esse tipo de passeio porque, além de conhecer melhor a estrutura da construção, é uma ótima oportunidade para chegar a um ponto bem alto e ter uma vista geral da cidade. No caso da Berner Münster, são 222 degraus em uma escada em espiral que eu considerei espaçosa quando comparada a outras igrejas. Além disso, você pode parar no meio do caminho e aproveitar a vista proporcionada pelas grandes janelas ao longo da subida.

Mais de 70.000 pessoas da Suíça e de todo o mundo visitam a torre todos os anos, desde os mais novos até pessoas da terceira idade. O importante é ter disposição, um preparo físico razoável e não sofrer muito de vertigem.

Vista da torre da catedral
Vista da torre da catedral

O esforço é recompensado com uma vista em 360° de toda a cidade e região. Em dias claros, é possível ver ao sul o panorama dos Alpes Berneses com os famosos picos dos montes Eiger, Mönch e Jungfrau. Já ao norte, fica a cordilheira de Jura.

Mas também é possível observar detalhes da própria igreja. A primeira varanda encontra-se a 46 metros de altitude e foi construída entre 1481 e 1588 no estilo gótico tardio. Se você subir mais 90 degraus, você chega até a parte que foi adicionada entre 1889 e 1893, já em neogótico. Atualmente, a altura é de 101 metros, fazendo com que esse seja o campanário mais alto da Suíça.

Gárgulas, elementos góticos da fachada
Gárgulas, elementos góticos da fachada

Um dos elementos típicos do estilo gótico que merece ser observado de perto são as gárgulas. Trata-se de um recurso arquitetônico utilizado para escoar águas pluviais a uma certa distância da parede, muito usadas na Idade Média. O termo tem sua origem no francês gargouille, que significa gargalo ou garganta. Acredita-se que essas estranhas e figuras eram colocadas nas catedrais para indicar que o demônio nunca dormia, exigindo vigilância constante dos fiéis mesmo em locais sagrados. Elas podem ter também função apenas decorativa, não servindo de desaguadouros, situação em que são chamadas de quimeras. Mas, popularmente, o nome mais comum é mesmo gárgula. Durante o passeio pela torre, é possível ver desde as mais antigas até as adicionadas mais recentemente, como o macaco e o sapo vistos na foto acima.

Um dos sinos da torre da catedral
Um dos sinos da torre da catedral

Já no momento da descida, passa-se pelos sinos da catedral: Grosse Glocke (grande); Mittagsglocke (meio-dia); Predigtglocke (sermão); Burgerglocke (burguês); Armsünderglocke (pecador pobre); Betglocke (oração); e Silberglocke (prata). Na câmara superior é possível ver quatro deles, sendo que dois são tocados diariamente: o sino das orações, às 11 da manhã e três da tarde; e o de meio-dia, bem… ao meio-dia. Já em outro ambiente, estão outros três sinos. O chamado prata, também conhecido como Hugo, é o mais antigo da torre, datado de 1356, e tem sido usado desde antes da igreja se tornar uma catedral. Ele se encontra na câmara inferior, juntamente com o maior sino de todo o país, que pesa 10.000 kg. Do outro lado fica o burguês, completando os sete sinos da torre. Esse último só é tocado uma vez por ano pelo guardião da torre. À meia noite do dia 31 de dezembro, são dadas 12 badaladas para anunciar a chegada do novo ano. Um dia antes dos feriados mais importantes, como Páscoa, Natal e Reveillon, é possível ouvir os outros seis tocando quase juntos entre às 3h e 3h15 da tarde. Ao todo a catedral possui nove sinos, mas dois ficam no porão.

Fachada principal
Fachada principal com a torre

Aos 46 metros de altitude na torre há um apartamento de três quartos. Por séculos, os guardiões precisaram ficar ali para identificar pontos de incêndio. Antigamente, eles moravam mais abaixo na cidade e subiam para cumprir com seus deveres. A partir do final do século XVIII, um casal passou a morar permanentemente na torre. O apartamento foi modernizado em 1894 com recursos de alto nível para época, como sanitário com descarga e aquecimento central. O local foi usado como habitação até 2007. Atualmente, funciona como escritório para os trabalhos de restauração e pela guardiã atual, Marie-Therese Lauper. Suas funções não incluem mais procurar incêndios, mas sim ajudar os visitantes, responder a dúvidas, fazer visitas guiadas e substituir o guardião da igreja. Ainda não foi decidido se ele voltará a ser um local de moradia.

Münsterplatform, um parque com bela vista
Münsterplatform, um parque com bela vista

Após fazer a visita, pode-se ir ao Münsterplatform, um parque agradável que fica ao lado da catedral. O terraço foi construído durante 1334 e a metade do século XV. Durante a reforma protestante, as pinturas e estátuas dos altares da catedral foram jogados ali, onde serviram de material de preenchimento do solo. Algumas das peças foram resgatadas em trabalhos arqueológicos e estão expostas no Bernisches Historisches Museum. Durante o século XX, o local deixou de ser utilizado como um cemitério e foi transformado em uma grande praça. A plantação de limeiras e castanheiras, abertura de caminhos e reestruturação o tornaram um agradável parque com vista para a parte baixa da cidade e o rio Aare.

Anúncios

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s