Museu de Congonhas

Congonhas – Museu de Congonhas

A visita ao santuário, principal atrativo turístico de Congonhas, é imperdível para quem gosta da arquitetura e arte do período colonial, bem como aqueles que buscam o turismo religioso. Mas, para entender melhor o contexto histórico e as impressionantes obras da igreja, é recomendado visitar o Museu de Congonhas, que fica ali pertinho. Preço e horário de funcionamento podem ser consultados na página oficial.

Passeio pela história
Passeio pela história

O Santuário do Bom Jesus de Matosinhos foi construído em várias etapas ao longo dos séculos XVIII e XIX, envolvendo o trabalho de diversos artistas de destaque da época, como o pintor Manoel da Costa Athaíde, chamado de Mestre Athaíde, e Aleijadinho, como ficou conhecido Antônio Francisco Lisboa. É desse segundo as obras mais famosas do local, esculturas em pedra-sabão que representam os doze profetas. O conjunto arquitetônico e paisagístico foi tombado pelo Iphan, em 1939, e reconhecido como Patrimônio Mundial pela Unesco em 1985.

Exposição de obras de arte
Exposição de obras de arte

A exposição do museu mostra as práticas sociais, culturais e religiosas que influenciaram a criação e o desenvolvimento do santuário. Além dos detalhes sobre a produção das estátuas, pinturas, móveis e outros, eu gostei de conhecer as lendas e milagres atribuídos ao Jesus de Matosinhos. A devoção teve início em na comunidade portuguesa de mesmo nome, onde teria aparecido uma imagem de madeira na praia. Também é mostrado o templo que teria sido usado como inspiração para o projeto em terras brasileiras.

Objetos e documentos
Objetos e documentos

Além da história da construção em si, são apontadas as conexões com outros pontos de peregrinação, a criação artística, a iconografia presente nas obras, as diversas expressões da fé, o significado dos ex-votos, as relações de trabalho, entre outros, incluindo as influências que tudo isso teve, posteriormente, na literatura, fotografia e cinema.

Passos da Paixão de Cristo
Passos da Paixão de Cristo

Muitos turistas descobrem apenas no momento da visita que há mais para conhecer no santuário que igreja e as esculturas distribuídas pela escadaria na entrada. O conjunto conta, ainda, com seis capelas e suas 64 estátuas de madeira em tamanho natural que contam cenas dos Passos da Paixão de Cristo. Para mim, que não entendo tanto sobre o assunto, foi bom ler as informações no museu para entender o que exatamente elas representavam.

Acervo particular
Acervo particular

Também há algumas exposições temáticas, como a sala dedicada à coleção de objetos e arte sacra da colecionadora Márcia de Moura Castro, composta por mais de 300 itens como ex-votos e santos de casa, que complementam o que é visto na Sala dos Milagres do santuário. Já a biblioteca conta com um grande acervo, com destaque para os livros raros e publicações reunidos por décadas por Fábio França.

Arquitetura contemporânea
Arquitetura contemporânea

Também vale a pena dar uma volta na área externa. O prédio que abriga o museu foi construído em arquitetura contemporânea, mas se harmoniza bem com a paisagem da cidade histórica. São cerca de 3.450 m2 em que estão distribuídas salas de exposição, reserva técnica, biblioteca, auditório, espaço educativo, cafeteria, anfiteatro ao ar livre e áreas administrativas. A instituição também é responsável pela avaliação do estado de conservação do patrimônio e articula redes e projetos de estudo sobre o barroco e a pedra-sabão.

Santíssimo Bistrô
Santíssimo Bistrô

Ao fim da visita, aproveitei para conhecer o Santíssimo Bistrô, que tem boas opções de cafés, quitandas tipicamente mineiras, cervejas e refeições. Como era o começo da tarde, eu aproveitei para almoçar e achei a comida bem gostosa. A vista dali também é muito bonita.

2 comentários

  1. André Candreva - Presidente do Instituto Histórico e Geográfico de Congonhas disse:

    Outra matéria bem acertada, agora sobre o Museu Congonhas – um “Museu de Sítio”. Parabéns.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s