Volta de bicicleta pela orla da Lagoa da Pampulha

Belo Horizonte – Volta de bicicleta na Lagoa da Pampulha

Morador da capital mineira há quase duas décadas, já fiz diversos passeios pela região da Lagoa da Pampulha para ver as construções modernistas do conjunto arquitetônico, visitar algum dos museus, dar uma volta nos parques, ver o pôr-do-sol, brincar no parque de diversões ou simplesmente dar uma volta com amigos. Seja para fazer exercícios físicos, turismo ou lazer, a lagoa é um dos locais mais procurados da cidade, tanto por quem vive por aqui quanto por visitantes. Como são dezoito quilômetros de orla, uma boa alternativa para conhecer tudo é fazer o trajeto de bicicleta.

Ciclovia e pista de caminhada
Ciclovia e pista de caminhada

Eu não tenho minha própria bicicleta, mesmo porque Belo Horizonte não é uma cidade exatamente amigável para esse tipo de transporte – são muitos morros, poucas vias exclusivas e um trânsito consideravelmente caótico devido à falta de educação dos motoristas. No caso da lagoa, entretanto, é possível fazer a maior do trajeto em ciclovias. Ainda assim, elas não são lá muito largas, sendo necessário ficar desviando para fazer ultrapassagens – ou outros vão fazer isso, se você for o mais lento.

Parte da orla sem ciclovia
Parte da orla sem ciclovia

Há alguns poucos pontos em que não há ciclovia e a opção mais segura seria dividir o espaço com os pedestres. O problema é que em dias mais movimentados, como finais de semana e feriados, há muita gente fazendo caminhada por lá. A alternativa acaba sendo transitar pela rua. Eu confesso que não me sinto muito seguro, mas como o trânsito acaba diminuindo nessas ocasiões e muitos ciclistas fazem o mesmo, até que fica mais tranquilo.

Bicicleta da Bike BH
Bicicleta da Bike BH

A alternativa mais barata de aluguel de bicicleta é a Bike BH, com planos mensais ou retiradas avulsas nas quatorze estações do entorno da lagoa. A liberação é feita através do aplicativo e é necessário ser cadastrado, ter um cartão de crédito e estar conectado à internet. O problema é a alta demanda, sendo muito comum encontrar os totens vazios ou com poucas unidades nos dias e horários mais concorridos. Caso não encontre nenhuma bike disponível ou tenha outros problemas, como elas estarem avariadas, se encontrarem presas na estação, o sistema ficar fora do ar ou outra coisa do tipo, há algumas empresas ao longo da orla que oferecem o serviço de aluguel.

Bicicleta com marcha
Bicicleta alugada

Eu já peguei bicicletas em diferentes lojas da região. Em cada uma delas, é possível encontrar bicicletas diversas, com ou sem marcha, além de triciclos e também patins. Em geral, elas cobram um valor inicial de uma hora, passando para adicionais parciais acima desse tempo. Mas o preço superior não significa que elas sejam perfeitas, sendo necessário dar uma conferida na hora da retirada. Também senti falta de alguns acessórios que considero básicos nesse tipo de passeio, como um suporte para colocar a garrafinha de água, cesto para deixar bolsa ou algum outro item solto, retrovisores e campainha. Mas vale a pena mesmo assim para um passeio esporádico.

Aluguel de bicicleta
Igrejinha da Pampulha vista do Mirante Bandeirantes

É importante saber mais ou menos quanto tempo você vai gastar para definir a melhor opção de aluguel da bicicleta ou mesmo para planejar como vai ser seu passeio. Obviamente vai variar dependendo do ritmo de cada um, podendo se gastar cerca de uma hora para dar a volta completa em um ritmo médio; umas duas horas com paradas rápidas para tirar fotos e se hidratar; ou bem mais que isso se quiser ver com um pouco mais de calma os principais atrativos. Na prática, mesmo de bicicleta, a volta na lagoa pode durar até mesmo o dia inteiro.

Parada para tomar uma água de coco
Parada para tomar uma água de coco

Em alguns dos mirantes, nas próprias lojas de aluguel de bicicletas e em certas paradas, é possível encontrar pessoas vendendo lanches e bebidas. Como nem todas as bicicletas disponíveis tem suporte para levar uma garrafinha d’água e eu prefiro ir sem nada nas costas, eu costumo parar comprar algo e aproveito para descansar uns minutos. A maioria aceita cartão, mas tem também alguns lugares que só é possível pagar com dinheiro, então é bom levar uns trocados.

Esgoto a céu aberto
Esgoto a céu aberto

No geral, esse é um dos passeios mais agradáveis para se fazer na cidade, mas tem sim alguns pontos que ficam bastante aquém do esperado. O maior problema é a poluição das águas, chegando a parecer um esgoto a céu aberto em determinado ponto. Apesar do esforço de recuperação empreendido a partir dos anos 2000, ainda há córregos que abastecem a Lagoa da Pampulha com esgoto, o que impede que ela seja usada por banhistas e desportistas. Além disso, as capivaras, embora sejam muito fofas e pareçam fazer pose para as fotos, traz o problema de carrapatos que podem transmitir a febre maculosa. E pode acreditar, ali também moram alguns jacarés. Por ora, podemos dar uma volta completa pela orla, mas nem pense em entrar na água.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s