Eu estou pensando em acabar com tudo

Eu estou pensando em acabar com tudo ★★★★☆

Título original: I’m thinking of ending things
Ano:
2016
Autor: Iain Reid

Assim que eu tive notícias que o novo filme do Charlie Kaufman, roteirista e diretor que eu muito admiro, seria baseado em um livro e disponibilizado no Netflix, tive imediata curiosidade de conhecer o material original. Notável por suas ideias mirabolantes e imensa criatividade, eu tinha certeza que ele teria escolhido uma história diferente e intrigante.

Compre um Kindle

Além da versão impressa, é possível ler a obra no Kindle, dispositivo que mudou a minha relação com a leitura ao permitir carregar uma quantidade enorme de livros em um aparelho cuja bateria dura por vários dias, tem uma tela que não cansa os olhos, dá acesso imediato a dicionários de significado e tradução, marca e compila trechos e outras vantagens. Eu aproveitei para comprar a versão em inglês, chamada I’m thinking of ending things. Terminada a leitura, posso dizer que a minha expectativa de uma obra complexa foi plenamente satisfeita.

Iain Reid
Iain Reid

O autor Iain Reid iniciou sua carreira escrevendo artigos e colunas para revistas e jornais, incluindo o National Post e o The New Yorker, logo após se formar no colégio. Após trabalhos em que relata suas memórias, escreveu o Eu estou pensando em acabar com tudo, primeiro romance lançado lá fora em 2016 e traduzido para o português no ano seguinte. O segundo livro é Intruso, de 2018, que eu já estou pensando em ler também. Ambos investem no suspense e em referências ao terror clássico, mas também trazem elementos de drama e questões filosóficas.

Compre o livro na Amazon

A história mostra Jake e sua namorada, que narra a história, em um carro a caminho da fazenda dos pais do rapaz. Durante a longa viagem por estradas desertas e escuras, em meio a um clima gelado, ele parece empolgado com a possibilidade de apresentá-la à sua família, enquanto a garota se mostra tensa por estar recebendo ligações de um homem misterioso, relembra fatos marcantes de seu passado e pensa em encerrar o relacionamento. Curto e denso, o livro trabalha bem o medo provocado pela sensação de uma tragédia iminente.

Viagem para conhecer os pais do namorado
Viagem para conhecer os pais do namorado

Embora tenha uma premissa simples e poucos acontecimentos, a escrita primorosa consegue envolver o leitor desde o começo ao criar uma tensão crescente. O que eu mais gostei foi justamente a ambientação e o clima de suspense que me levaram a terminar a história em pouco tempo, pois não conseguia parar de ler de tanta curiosidade. Desde o começo você sente que tem algo estranho com o casal, uma ameaça de que eles talvez não se deveriam estar juntos em um ambiente potencialmente hostil. O sentimento é consequência não apenas dos fatos narrados, mas também da escrita, que parece conter erros e inconsistências. Na verdade, tudo é intencional justamente para causar estranheza.

O ambiente hostil tem grande importância na trama
O ambiente hostil tem grande importância na trama

Embora seja focado nos dois personagens principais, é dada grande importância aos poucos cenários, aos objetos, aos animais, ao clima e outros elementos. Tudo parece estar ligado e afeta profundamente o casal, sendo interessante até mesmo fazer uma segunda leitura para entender melhor como cada peça desse mistério formado por pequenos detalhes se encaixam para fazer com que o final faça todo o sentido.

Atenção aos detalhes do cenário
Atenção aos detalhes do cenário

Assim como em muitos livros do gênero, a narrativa é construída de forma a surpreender o leitor, embora pistas sejam deixadas ao longo de toda a narrativa. No fim das contas, não é difícil entender o que acontece, mas há extensas discussões pelos fóruns da internet para esmiuçar cada aspecto da narrativa e os acontecimentos. Infelizmente, não é possível falar mais sem estragar a experiência da leitura. Por isso, deixo o alerta de spoilers a partir do próximo parágrafo. Recomento parar por aqui caso você ainda não tenha lido o livro.

Spoilers a partir desse ponto
Spoilers a partir desse ponto

As únicas passagens definitivamente reais do livro são os comentários escritos em itálico ao final de cada capítulo, que trazem a impressão das pessoas sobre a morte de um zelador que trabalhava na escola por mais de trinta anos. O velho solitário, sem amigos ou família, perdeu os pais há muito tempo atrás, provavelmente quando era novo e foi morar com uma mulher que considerava cruel. Ele era muito tímido e introvertido, mas excepcionalmente inteligente. Devido às suas fobias sociais, abandonou uma carreira promissora como professor para trabalhar a noite com a limpeza do local, quando todos os alunos e outros profissionais já tinham ido para suas casas.

Casal de protagonistas
Casal de protagonistas

De resto, tudo se passa na cabeça de Jake, que parece ter problemas psicológicos que envolvam múltiplas personalidades que o ajudam a lidar com diferentes aspectos de sua vida. Ao longo do livro, são distribuídas diversas pistas, seja por fatos ou pela variação da escrita, que varia de pessoas e flutua entre o singular e o plural.  Ele nunca chegou a passar seu telefone para uma mulher no bar, eles nunca namoraram. Ela e outros personagens são versões dele mesmo, tanto que dividem características em comum, como a intolerância a lactose, erupções cutâneas, uso de implantes auditivos, características físicas e traços emocionais.

Como lidar com as emoções
Como lidar com as emoções

Agora já mais velho, ele precisa lidar com a possibilidade de continuar sendo um homem solitário para o resto da vida. No final, as diferentes vertentes de sua mente concordam que o melhor é acabar com tudo, não no sentindo do fim de um relacionamento como é sugerido no começo, mas sim o suicídio. Outras questões são passíveis de diferentes interpretações, como a possibilidade de ele ter outras doenças, já que é acometido de fortes dores de cabeças, tem sangramento no nariz, suas mãos tremem, sente cheiro de produtos químicos e gosto metálico na boca.

Compre o livro na Amazon

Também não se sabe quais elementos são baseados em fatos reais de seu passado e quais são totalmente imaginados. Ele seria o homem na janela observando a criança ou se sentiu ameaçado e criou essa imagem? Qual o significado da roupa dela com sangue? E os animais mortos? É possível que ele tenha matado os próprios pais? Nesse sentido, tudo o que eu posso dizer é que recomendo a leitura atenta da obra para que você tire suas próprias conclusões.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s