Ladrão

Como evitar roubos em viagens

As viagens de lazer têm o objetivo de nos tirar da realidade do cotidiano e proporcionar momentos de divertimento, distração, conhecimento, contato com a natureza, interação com pessoas conhecidas e novas, visita a outras cidades e países, relaxamento e tantas outras coisas prazerosas. Definitivamente, não é hora de estresses e chateações. Ainda assim, vejo turistas o tempo todo passando por situações complicadas, incluindo o roubo de seus pertences ou dinheiro. Algumas atitudes podem evitar ou, ao menos, minimizar bastante a chance de isso acontecer.

Mapa com destino
Mapa com destino

Eu sempre falo que um bom planejamento é eficiente para garantir uma viagem mais tranquila, já que permite prever e contornar antecipadamente a maioria dos problemas. A primeira dica é sempre pesquisar sobre o destino, pois assim é possível pegar dicas de pessoas que já passaram por lá e têm informações valiosas para compartilhar. Não é que você precise viajar preocupadíssimo porque leu o relato de apenas um fulano que foi roubado. Mas, se identificar que várias pessoas dizem o mesmo, é bom ficar esperto. Esse conhecimento através da experiência de terceiros continua durante a viagem, já que você pode sempre se informar com os moradores locais.

Globo do planeta terra
Globo do planeta terra

É comum a gente ter um certo cuidado quando estamos no nosso cotidiano, mas relaxamos muito durante passeios, principalmente nos países mais desenvolvidos, onde nos sentimos mais seguros e à vontade. A câmera fotográfica já fica pendurada no pescoço para facilitar, a bateria do celular acaba rápido de tanto que fica ligado, usamos o notebook em locais públicos, abrimos a carteira e exibimos várias notas altas já que não queremos usar o cartão de crédito e pagar IOF, a mochila vai nas costas porque precisamos levar muitas coisas nos passeios e essa é a posição mais confortável… Com isso, somos facilmente identificados como turistas e expomos nossos pertences valiosos, o que chama a atenção dos ladrões.

Prédio de hotel
Prédio de hotel

É importante verificar a segurança da região de hospedagem. Grande parte dos pontos turísticos das cidades se encontra na região central e é uma ótima ideia ficar próximo para fazer tudo a pé. O problema é que, por serem áreas mais comerciais, muitas delas ficam completamente abandonadas quando anoitece, o que diminui a segurança. O contrário também pode acontecer, com áreas afastadas e mais baratas representarem algum perigo. Eu faço as minhas reservas de hotéis no Booking.com e sempre dou uma lida nas avaliações, que incluem opiniões sobre a segurança local.

Quarto de hotel
Quarto de hotel

Os viajantes também sempre relatam situações vividas dentro das propriedades. Muitas pessoas prestam atenção quando saem para passear, mas acabam se descuidando dos pertences deixados no quarto. Eu sempre guardo os eletrônicos, dinheiro e qualquer outra coisa de valor escondidos e trancados dentro da mala, no cofre ou em armários com cadeados. No caso de hospedagens em que você está dividindo o ambiente com pessoas desconhecidas como albergues ou apartamentos compartilhados, há muito entra e sai e é ainda mais importante ter esse cuidado.

Acesso à internet durante passeios
Acesso à internet durante passeios

De qualquer maneira, tente levar apenas o necessário na viagem. É bom evitar andar com joias e acessórios caros que não vão realmente fazer diferença na sua experiência no local visitado, por exemplo. Muitas das funções dos equipamentos eletrônicos hoje em dia podem ser concentradas no celular, então dá para deixar o notebook e tablet em casa, a não ser que haja uma necessidade específica de trabalho ou coisa do tipo. Algumas pessoas também exageram na quantidade de roupas na ânsia de diversificar e usar tudo que tem de mais bonito e caro, sendo que é bem mais prático ter menos malas.

Avião e aeroporto
Avião e aeroporto

Caso você queira ou precise levar objetos de maior valor, nunca coloque os itens caros na bagagem despachada, incluindo aí roupas de marca que você não pode nem pensar em perder. Tenho a sorte de nunca ter acontecido comigo, mas diversos amigos já tiveram suas malas extraviadas e nunca encontradas, o que pode tanto ser decorrente de um problema nos aeroportos ou nas companhias aéreas, como também de roubos. Mesmo que você esteja levando somente roupas e outros objetos pessoais, o prejuízo é grande e deve ser recompensado pela empresa. Para ajudar a cobrir os gastos, também é importante ter um seguro de viagem que pague uma indenização complementar.

Cabine de trem
Cabine de trem

Também é preciso tomar cuidado durante os deslocamentos mais longos. Em um avião, ônibus ou trem, é comum as pessoas adormecerem profundamente, principalmente se for um trecho noturno. A recomendação aqui é dormir abraçado à sua bagagem de mão ou deixar ela trancada embaixo do banco ou no compartimento indicado. Em muitos trajetos que eu fiz de trem, por exemplo, as malas muito grandes precisavam ficar em uma área específica que acabava sendo longe dos assentos. Ou seja, qualquer um que desembarcasse podia simplesmente levar embora o que bem entendesse.

Mala de mão para viagem
Mala de viagem

Seja como for, cada vez que eu viajo, eu levo menos bagagem para ter pouco peso para carregar. Além disso, não sou de fazer muitas compras. Como consequência, também chamo bem menos a atenção nos estacionamentos de lojas, hospedagens e deslocamentos. Daí vem outro ponto importante: evite deixar objetos de valor nos veículos, principalmente em destinos famosos por atrair consumidores ávidos. Já vi relatos de muitas pessoas que tiveram os carros assaltados porque alguém viu que foram guardados vários volumes no porta-malas.

Pessoa com ideias
Não se esqueça dos seus pertences

Também há a possibilidade de deixar algo no porta-luvas ou embaixo dos bancos e devolver o veículo alugado. Quando você se lembra e entra em contato com a companhia, eles podem ter guardado, mas também acontece de algum funcionário ou o próximo cliente se aproveitarem da situação. Já vi o mesmo rolar em quartos de hotel e outros estabelecimentos. Eu já larguei para trás uma câmera fotográfica depois de um passeio de barco, mas dei sorte de uma boa alma ter encontrado. Uma dica para não esquecer nada é contar quantos volumes está carregando, incluindo mochilas e sacolas, e conferir de vez em quando.

Atenção ao aviso
Atenção ao aviso

Comentei ali para cima sobre contar os volumes e lembrei que é preciso ter cuidado em locais movimentados como aeroportos, estações de metrô e outros espaços muito buscados por oportunistas, muitas vezes agindo em grupo. Enquanto você está distraído, alguém abre a sua bolsa, enfia a mão no bolso do casaco ou algo do tipo e você nem percebe, mesmo porque pode ser alguém que só trombou contigo, pediu desculpas e seguiu. Não é à toa que ouvimos com frequência avisos sobre assaltos nos alto-falantes ou os vemos escritos em cartazes. Uma dica é sempre usar os bolsos da frente nas roupas e não andar com a mochila nas costas.

Dinheiro para viagem
Dinheiro para viagem

Ainda há outras modalidades de roubo que acontecem sem que a gente se dê conta de imediato. É preciso estar atento ao troco quando fizer um pagamento, já que pode ser devolvido um valor menor ou até mesmo notas falsas. Também é importante conferir a conta de restaurantes e outros estabelecimentos, já que erros são comuns. Gosto de acreditar que a maioria seja realmente um deslize dos funcionários, mas a frequência com que isso acontece em alguns lugares não deixa dúvidas de que se trata de uma prática intencional. Também é imprescindível conferir o valor digitado nas máquinas de débito/crédito.

Carimbos no passaporte
Carimbos no passaporte

No caso de dinheiro e passaporte, é recomendado usar uma doleira dessas que ficam embaixo da roupa. Geralmente, eu só ando com a quantia total que estou levando na viagem quando faço deslocamentos sem volta. No dia a dia, ao sair para passear, o recomendado é calcular o que vai gastar e levar só um pouco de extra, deixando a maior parte trancada em um cofre ou dentro da mala na hospedagem. Assim, caso você seja assaltado, não vai perder tudo o que programou de gastar nas férias inteiras e o prejuízo é bem menor.

Doação de moeda
Doação de moeda

Outra forma de perder dinheiro é cair em golpes aplicados nas ruas. Muitos deles vêm pessoas que estão fingindo ser oficiais, pedindo informação, oferecendo ajuda ou vendendo produtos, mas acabam por intimidar o turista a dar dinheiro, comprar algo, ir para algum lugar mais isolado onde praticam o assalto mesmo. Também há os que dizem representar uma instituição para pedir doações, contando com a inocência do viajante. Infelizmente, a melhor postura é não fazer contato visual com estranhos e, se perceber que está caindo em uma armadilha, ter a atitude de sair andando e até mesmo pedir ajuda a quem quer que esteja próximo.

Carro na rua da cidade
Carro na rua da cidade

Obviamente que pessoas andando em grupo estão menos suscetíveis a esse tipo de abordagem. Eu sou totalmente a favor da liberdade de cair no mundo por conta própria e ser feliz, mas não se pode negar que evitar andar sozinho é bastante efetivo para se sentir e estar efetivamente mais seguro. Nesses casos, é bom fazer amizades com outros viajantes e formar pequenos grupos ou se deslocar com carro, por exemplo. Além disso, alguns lugares são melhor aproveitados com o serviço de um guia, que saberá por onde andar. Dê preferência para passeios fechados com antecedência e pela internet, plataforma que permite ler as avaliações de pessoas que já utilizaram o serviço. Eu uso sempre a página do Civitatis para fazer pesquisas e reservas.

Taxi amarelo
Taxi amarelo

Falando nisso, já vi pessoas se darem mal com guias, taxistas e outros profissionais por não combinar antecipadamente o valor. Em muitos lugares não há taxímetro e a profissão de guia turístico não é regularizada. Eles aproveitam isso para oferecer o serviço e, no final, cobrar um preço muito acima do esperado. Como você já usufruiu do serviço, fica meio sem ter como escapar. Também é recomendado perguntar na sua hospedagem ou para alguém que mora na cidade qual é o valor justo para determinados deslocamentos ou passeios, assim você vai ter uma ideia para negociar.

Informações digitais
Informações digitais

Também não esqueça dos crimes virtuais. As informações que a gente digita nos computadores usados durante uma viagem podem ficar gravadas e serem utilizadas para pegar dados da identidade, cartão de crédito ou outras informações usadas para compras online e outros golpes. Evite o uso e, caso seja realmente necessário, acesse com uma janela anônima no navegador, nunca clique em salvar senha e sempre desconecte todas as suas contas.

Sinais de positivo e negativo
Sinais de positivo e negativo

Essas foram as situações de roubos e golpes que eu já passei, presenciei ou ouvi relatos de pessoas próximas e pela internet. Se você tiver mais dicas, deixe nos comentários. No mais, se organize para fazer das suas férias a experiência mais positiva possível e boa viagem!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s