Viagens extraordinárias

Viagens extraordinárias ★★★★☆

Ano: 1864-1874
Autor: Jules Verne

Jules Gabriel Verne, conhecido como Júlio Verne nos países de língua portuguesa, é um escritor francês considerado por muitos como o pai da ficção científica no campo literário, tendo usado os avanços tecnológicos da sua época como inspiração para a criação de histórias que envolviam viagens no fundo do mar, no centro do globo terrestre e até para fora do nosso planeta.

Viagens extraordinárias

A trajetória do autor inclui a infância com três irmãs e um irmão em Nantes e na casa de verão da família, na França. Crescer junto ao porto certamente serviu de grande estímulo para a sua imaginação, já que viria a escrever diversas obras sobre a vida no oceano e viagens a terras distantes. Seguindo a carreira do pai, se formou em direito, mas tinha mesmo vocação para a literatura. Entre as suas obras mais famosas, estão as reunidas no box Viagens extraordinárias: Viagem ao centro da Terra, 20 mil léguas submarinas, A volta do mundo em 80 dias e A ilha misteriosa.

Viagem ao centro da Terra

Viagem ao centro da Terra (1864) nos apresenta ao renomado professor Otto Lidenbrock, geólogo e mineralogista, que descobre uma mensagem cifrada descrevendo uma viagem pelo interior do planeta. É o bastante para que ele saia imediatamente em busca de aventura e conhecimento, levando consigo o seu sobrinho, colega de profissão e defensor de diferentes teorias científicas, e um guia local que se mostrará indispensável na empreitada. Com rios de lava, mares subterrâneos, fauna e flora pré-históricas, múmias de homens primitivos e situações fantásticas, esse é o livro mais imaginativo da coleção, na minha opinião.

Versão ilustrada do livro

20 mil léguas submarinas (1870) também traz uma viagem para um mundo desconhecido e igualmente surpreendente. Eu já fiz mergulho de poucos metros de profundidade usando cilindro de oxigênio no mar e a sensação já foi de ser transportado para outra realidade, com cores e movimentos particulares, então fiquei bem envolvido com as descrições subaquáticas. Considerada a obra-prima do autor, esse livro mostra a busca por um misterioso monstro marinho responsável pelo naufrágio de navios de diversas nacionalidades. A missão de captura, no entanto, dá errado e leva à exploração do fundo do mar com criaturas que nem imaginamos existir, verdadeiras florestas submergidas e emoções conflituosas entre o interesse de fazer novas descobertas e de reconquistar a liberdade.

A volta do mundo em 80 dias

Volta ao mundo em 80 dias (1872) foi o que mais me agradou, já que conta com uma viagem por países de culturas bastante particulares e um sentimento de urgência em cumprir o objetivo. É o mais realista entre os livros, o que pode ser considerado por muitos como um defeito quando comparado aos outros, mas o que me pegou mesmo foi o ritmo mais acelerado e envolvente. Acompanhamos Phileas Fogg, um inglês que aposta com seus colegas de clube que os meios de transporte da época permitiriam dar uma volta completa no globo nesse período de tempo. Acompanhado do seu empregado recém-contratado, o francês Jean Passepartout, o gentleman enfrenta diversas dificuldades como tempestades, diferenças culturais, atrasos, problemas com a justiça, sabotagens e desastres naturais na tentativa de manter sua fortuna.

A ilha miteriosa

A ilha misteriosa (1874) conta a fuga de prisioneiros durante a guerra civil americana, quando o norte do país lutava contra o sul pela abolição da escravatura. Arrastados em seu balão por um furacão, os cinco personagens centrais acabam em uma ilha deserta no meio do oceano, passando a refazer a longa trajetória da civilização ao buscar dominar o fogo, produzir cerâmicas rudimentares, praticar a agricultura e a pecuária, instalar um elevador, alterar o curso natural da água, construir estruturas que facilitem o trabalho, desenvolver um telégrafo e outros. Mas, além dos problemas práticos, o local ainda esconde outros perigos e mistérios.

Box com as obras mais famosas

Eu recomendo ler as obras na ordem de lançamento, já que duas delas se relacionam diretamente – não vou dizer quais para evitar spoilers. Os quatro livros possuem conteúdo completo (algumas versões antigas eram editadas/alteradas), tradução revisada, comentários e informações que complementam o texto, acabamento luxuoso com capa dura e ilustrações originais. Vale muito a pena ler os quatro, que são obras essenciais do Jules Verne.

Comprar o box Viagens extraordinárias

Além da versão impressa, também é possível ler no Kindle, dispositivo que mudou a minha relação com a leitura ao permitir carregar uma quantidade enorme de livros em um aparelho cuja bateria dura por vários dias, tem uma tela que não cansa os olhos, dá acesso imediato a dicionários de significado e tradução, marca e compila trechos e outras vantagens.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s