Passarela de acesso à balsa de passageiros

Trancoso – Como chegar saindo de Porto Seguro

Há várias opções para chegar em Trancoso, na Bahia. Se você morar razoavelmente próximo ou estiver fazendo uma road trip, o caminho de carro será determinado de acordo com seu local de origem, mas algumas dicas dessa postagem também serão úteis. Além disso, existem diferentes pontos de pouso, incluindo o Aeroporto Terravista, mais próximo do distrito e ideal para chegada em voos particulares, sendo jatos executivos ou fretados de até 100 passageiros. Mas vamos combinar que essa não será a opção da maioria das pessoas que visitam a região, já que o custo é mais elevado.

Pista para embarque de passageiros
Aeroporto de Porto Seguro

O mais comum, portanto, é chegar na rodoviária ou no Aeroporto de Porto Seguro, cidade da qual tanto Trancoso quanto Arraial d’Ajuda são distritos. Ali pousam também os charters (fretados), mas o principal serviço é mesmo dos voos comerciais vindos da maioria dos estados brasileiros, incluindo trechos diretos de cidades como São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e outras capitais. Porto Seguro é dividida do destino final pelo Rio Buranhém e, comente por terra, é necessário dar uma volta enorme. Ainda não consegui entender porque não construíram uma ponte ali, mas, por hora, a melhor alternativa é fazer a travessia de balsa.

Guichês para aluguel de carros
Guichês para aluguel de carros

A primeira informação que você deve buscar é se a sua hospedagem ou seu pacote de viagem oferecem transporte gratuito. Também é possível contratar um transfer por conta própria, geralmente oferecido por agências de turismo, que pode ser particular ou compartilhado. Outra opção confortável, mas também de custo elevado é pagar um táxi até o destino final. Já se você pretende alugar um carro, há vários guichês dentro do próprio aeroporto, mas é recomendado fazer a reserva antecipadamente, principalmente em épocas de grande movimento. Além de agilizar o atendimento, isso irá garantir a disponibilidade.

Balsa de veículos
Balsa de veículos

Saindo do aeroporto ou da rodoviária, que ficam do ladinho um do outro, você precisa se dirigir até a balsa. Isso pode ser feito de ônibus, mas não recomendo porque o valor não justifica, já que é possível chamar um Uber e fica muito barato. Nesse caso, você vai até o cais e faz a travessia de pedestre, pegando outro transporte do outro lado. Se estiver de carro alugado, o caminho será o mesmo, mas o valor será um pouco mais alto porque terá que embarcar o veículo. Uma desvantagem é que pode haver uma fila, principalmente nos finais de semana, feriados e férias escolares, quando a espera ultrapassa facilmente uma hora. No mapa interativo abaixo deixei marcado onde ficam o aeroporto, a rodoviária, os portos das balsas e outras informações de transporte e pontos turísticos.

O trajeto é bem rápido, levando cerca de 10 minutos para percorrer 3 km do aeroporto até o porto, mas o tempo varia dependendo do trânsito. Já na balsa, eu não tive problemas de espera porque estava sem carro e o movimento era tranquilo. Além disso, há saídas regulares em alternância entre a embarcação maior, que sai com os veículos, e a que faz a travessia somente com passageiros. Me dirigi até a bilheteria específica para pedestres e não tinha ninguém na fila, então rapidinho comprei a minha passagem e embarquei.

Valores e horários
Valores e horários

Achei o valor dos bilhetes acessíveis para quem está fazendo um passeio. Já para quem vai pagar para uma família inteira ou pretende fazer muitas vezes a travessia, acaba ficando bem salgado. Para servir de referência, os valores acima eram os praticados no momento da minha viagem, em junho de 2019. Pelo que eu pude observar, as balsas de veículos têm saídas regulares, mas não exatas. Isso acontece por alguns motivos. Primeiro pela variedade de automóveis, motos, vans, caminhões, ônibus e o que mais for possível colocar lá, o que altera o ritmo do embarque. Além disso, eles esperam atingir a lotação para partir. Em contrapartida, quando enche mais rápido, não faz sentido ficar lá esperando sendo que não vai poder entrar mais ninguém. Outra informação importante é sobre os preços diferenciados, sendo mais em conta nos dias de semana e para moradores com comprovante de residência. Já nos domingos, feriados e nos dias de semana das 22 horas até as 6 da manhã, o valor é um pouco mais elevado.

Balsa para passageiros
Balsa para passageiros

Eu estava a pé, puxando minha mala de rodinha, e podia ir em qualquer embarcação. Acabou coincidindo de a próxima ser a balsa de passageiros. Como ainda não eram férias e cheguei em dia de semana, fora do horário de pico, a maioria das cadeiras estava desocupada, tendo só a companhia de alguns turistas e moradores locais. As partidas são feitas 24 horas por dia e acontecem mais ou menos a cada 30 minutos – um pouco menos frequentes de madrugada. Cerca de 5 minutos depois de deixar Porto Seguro, já cheguei no porto da balsa do outro lado, já em Arraial d’Ajuda.

Serviço de vans no porto da balsa
Serviço de vans no porto da balsa

Para quem está a pé, as opções para ir até o destino final são táxi, ônibus ou van. Achei o táxi bem caro considerando que eu estava sozinho, mas o preço pode ser negociado com o motorista. Se você estiver viajando em grupo, o valor dividido pode valer a pena. Já os coletivos têm saídas regulares a cada 30 minutos e vão até Trancoso, te deixando na parte central onde fica a maioria das pousadas e hotéis, daí você vai até eles caminhando. Já para quem vai se hospedar nos mais afastados, pode ser necessário pegar mais um taxi. Como vai variar muito de cada caso, é bom calcular bem quanto fica cada opção, principalmente se forem várias pessoas, e levar em conta também o conforto.

Estrada de terra
Estrada de terra

Se você estiver de carro próprio ou alugado, recomendo traçar o trajeto em algum aplicativo de GPS no celular – eu gosto de usar Google Maps ou Waze. Basicamente há duas estradas para sair do local da balsa e ir em direção a Trancoso. O caminho antigo é uma estrada de terra, mas essa opção só é indicada caso a sua hospedagem fique nesse trajeto. Na verdade, eu fiquei em uma casa de temporada em Arraial d’Ajuda, mas fui passear um dia por lá e peguei essa estrada na ida para experimentar. Na minha opinião, ela não ofereceu nenhum atrativo, já que não tinha vista para o mar ou qualquer coisa do tipo.

Estrada de asfalto
Estrada de asfalto

A outra alternativa é ir pelo asfalto, bem mais tranquilo, mas possivelmente esburacado, dependendo da manutenção atual da estrada. Seja como for, você deve gastar menos de uma hora para percorrer cerca de 30 km da balsa até o centro de Trancoso. Muita gente opta por ir de carro para ter mais liberdade de visitar as praias mais distantes da região, que são bem famosas e um atrativo a parte. De qualquer maneira, as praias próximas da cidade também são muito bonitas e possuem ótima estrutura de barracas. Nesse passeio, foram essas que eu visitei.

Estacionamento da Praia dos Nativos
Estacionamento da Praia dos Nativos

Uma coisa importante de notar é que Trancoso é uma cidade bem pequena e existe o problema de conseguir um lugar para deixar o carro quando se visita os atrativos turísticos como o Quadrado ou as praias. As ruas não são largas e não comportam a quantidade de visitantes. Por isso mesmo, há cobrança em estacionamentos particulares e, muitas vezes, até nas vias públicas, assim como acontece em grandes cidades. Para quem vai de carro particular ou alugado, é bom considerar esse custo no planejamento da viagem.

Trevo dos Búfalos
Trevo dos Búfalos

Nessa viagem, o meu objetivo era menos turístico e fiquei a maior parte dos dias indo para a Praia do Mucugê, que fica na parte central de Arraial d’Ajuda e para onde eu ia a pé. Eu só fui para Trancoso uma vez quando a família chegou com o carro, então não nos importamos com o custo do estacionamento. Estar motorizado também tem a vantagem de dar mais liberdade nos passeios. Na volta, por exemplo, paramos no Trevo dos Búfalos, que fica praticamente no encontro dessa estrada de asfalto com a rodovia BA-986.

Mozzarella Giannini
Mozzarella Giannini

Ali é produzida e vendida a Mozzarela Giannini, com várias opções de formatos como trança, palito, bolinhas para salada ou tira-gosto, temperados, burratas e outros. O pessoal foi super simpático e compramos algumas peças, tudo muito fresco e de alta qualidade. Recomendo demais e certamente voltarei lá se fizer novamente o trajeto de carro.

Anúncios

3 comentários

    1. Olá, tudo bom! Em termos de clima a Bahia é sempre agradável e quente, então dá para ir durante todo o ano. Eu evitaria os meses de verão e feriados prolongados porque o local fica muito cheio de turistas e tudo fica mais caro.

      Curtir

      1. Noossa, muito obrigado pela dica Viajento! E na verdade faz muito sentido evitar aquelas épocas de férias… porque eu não gosto muito de praia lotada. Muito obrigado mesmo, um grande abraço!!

        Curtido por 1 pessoa

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s