The Texas Ranger Museum

San Antonio – The Texas Ranger Museum

Em 2006, o Buckhorn Saloon & Museum foi expandido e ganhou um museu adicional, The Texas Ranger Museum. Essa nova área possui centenas de artefatos autênticos, incluindo pistolas automáticas, espingardas, distintivos e muito mais. A coleção começou a se formar em 1936 com a criação do Memorial Hall do Witte Museum que retratava a chegada dos pioneiros (colonizadores) no estado, as viagens por antigas trilhas e o trabalho da guarda local. Esses objetos, fotografias, documentos e histórias foram transferidos para o Buckhorn, que fica no endereço 318 E. Houston Street, na região central e turística de San Antonio. Para conferir os dias e horários de funcionamento, bem como os preços atuais, recomendo acessar a página oficial.

The Texas Rangers
The Texas Rangers

A história dos Texas Rangers anda junto com a do próprio estado. Em 1820, Stephen F. Austin pediu e recebeu autorização do governo mexicano para a entrada de 300 famílias no território onde hoje se encontra o Texas e, à época, era parte do México. Em poucos anos, a necessidade de criar uma força de ordem que oferecesse proteção para esses pioneiros já era evidente. Os trabalhos começaram com dez voluntários para proteger a fronteira, observando a movimentação dos povos indígenas. Não se tratavam de soldados, nem mesmo uma milícia. Eram pessoas comuns que faziam esse serviço não remunerado e, na ausência de qualquer perigo, voltavam para suas famílias e terras.

Fotografias, relatos e objetos em exposição
Fotografias, relatos e objetos em exposição

A Texas Ranger Division, como foi oficialmente denominada após 1835, ganhou proporções maiores com o passar do tempo, sendo responsável pela investigação de crimes e corrupção política, controle de motins e outros. A organização esteve envolvida em diversos eventos importantes como ao impedir o assassinato dos presidentes William Howard Taft e Porfirio Díaz em El Paso, além de casos de criminosos famosos como o matador John Wesley Hardin, o ladrão de bancos Sam Bass e os fora-da-lei Bonnie e Clyde. Essas histórias são contadas através de fotografias, textos e objetos no espaço de exposição. Assim como o Buckhorn Museum, entretanto, seria interessante uma atualização do espaço e da didática, uma vez que tudo soa bastante datado. Os textos são muito longos, não há nenhuma interatividade, as fotos poderiam ser melhoradas… em resumo, o mesmo conteúdo poderia ser apresentado de maneira bem mais interessante.

Armas em exposição
Armas em exposição

Ainda assim, a visita pode ser bastante interessante para quem gosta de armas de fogo, por exemplo. Ali estão expostos os mais variados revólveres, espingardas e outras coisas do tipo. Até eu mesmo que sou bem chato com isso fiquei encantado com a beleza estética de algumas delas, com acabamentos luxuosos. Fora que a parte histórica me interessa bastante. Também tem outros objetos como as balas, relógios, distintivos de delegados, esporas e celas, enfim.

Reprodução da cidade no início do século XX
Reprodução da cidade no início do século XX

O museu também apresenta uma recriação de San Antonio na virada do século, uma área chamada Ranger Town separada da exposição principal. A cidade inclui uma réplica do Buckhorn Saloon original, a delegacia com uma cela de prisão, o espaço de trabalho do ferreiro e por aí vai. O legal é que você pode passear por toda a estrutura, o que rende boas fotos. Com vários móveis e objetos espalhados pelos ambientes em tamanho real, é possível ter uma boa ideia de como se organizavam e o estilo de vida das comunidades no início do século XX. Nesse caso era para tudo parecer antigo mesmo, então eu curti.

Réplica do carro usado por Bonnie & Clyde
Réplica do carro usado por Bonnie & Clyde

Também chama a atenção uma réplica do Ford V8 Deluxe de 1934 – o famoso carro de fuga Bonnie & Clyde. O casal era procurado por diversos roubos e assassinatos realizados pela região central dos Estados Unidos durante a Grande Depressão. Além do veículo, é possível ver reproduções de jornais da época, incluindo cartazes que os classificavam como procurados. Mais uma vez, uma história com grande potencial que poderia ser mais bem explorada pelo museu, uma vez que os Texas Rangers tiveram participação nas perseguições que levaram ao desfecho trágico do caso.

Investigação sobre Bonnie & Clyde
Investigação sobre Bonnie & Clyde

Embora eu não considere um passeio imperdível, acho que vale a pena dar uma conferida se o assunto for de seu interesse. A entrada do bar, loja e fliperamas é gratuita – falei um pouco sobre eles na postagem The Buckhorn Saloon & Museum. No caso das exposições, é preciso adquirir um ingresso que dá acesso a ambos os museus.

Anúncios

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s