Reunion Tower

Dallas – Vista da cidade na Reunion Tower

Sempre que tenho oportunidade, eu faço esses passeios de subir em algum dos lugares mais altos da cidade para ter uma vista da região. Pode ser a torre de uma igreja, o mirante de uma montanha ou uma torre. Em Dallas, encontrei esse espaço na Reunion Tower, que fica no centro histórico da cidade, no endereço 300 Reunion Blvd E. Enquanto passeava pela região, era possível ver a torre de diversos pontos. Então, quando decidi ir para lá, foi só seguir o caminho olhando para o alto. A única parte que me deu um pouco de dúvida foi a hora de passar embaixo de um viaduto, já que as linhas de trem da Union Station cortam o caminho. Mas é bem tranquilo.

Reunion Tower
Reunion Tower

A Reunion Tower, também conhecida pela comunidade local como The Ball (A Bola), foi concluída em 1978 como parte de uma renovação urbana. À época, ela também abrigava a estação de rádio. A estrutura passou por uma reforma e reabriu no começo de 2009. Já o observatório ficou pronto anos depois, em 2013, a tempo das comemorações de 35 anos de aniversário da torre.

Atualmente, esse é o 15° mais alto edifício da cidade de Dallas. Os três últimos andares estão envoltos em uma esfera, a cúpula geodésica, formada por estruturas de alumínio. Cada uma das 260 interseções é coberta por círculos do mesmo material, contendo luzes no centro.

Ingressos do GeO-Deck
Ingressos do GeO-Deck

Uma das possibilidades para fazer o passeio é reservar uma mesa no restaurante Five Sixty, que fica no primeiro andar do topo da torre. Ali são servidas interpretações contemporâneas de pratos asiáticos. Obviamente, é um restaurante caro, com dress code e tudo mais (não pode jeans surrado ou bermuda, por exemplo). A outra possibilidade é pagar pela subida para os outros dois andares superiores. Os ingressos podem ser comprados antecipadamente na página oficial ou na bilheteria do local. Há diferentes opções como, por exemplo, comprar o day and night ticket, que te permite subir duas vezes, uma durante o dia e outra a noite.

Dallas CityPass
Dallas CityPass

Eu já estava com o Dallas CityPASS, que ganhei como cortesia, então só precisei chegar na bilheteria, cortar a fila e pegar o ticket. Além de ganhar tempo, outra vantagem do passe é que você economiza uma grana boa – cerca de 40% se comparado ao preço original. Resumindo bastante, o CityPASS é um bloco com ingressos de algumas das principais atrações da cidade com um valor promocional. Você pode comprar online na página oficial e trocar o voucher no primeiro local que visitar. Iniciado o uso, você tem até nove dias para ir nos outros, o que é mais que o suficiente. Eu fiz isso com folga em dois dias e meio.

reunion-tower-dallas-texas-estados-unidos-interatividade

Eu fui na Reunion Tower no fim da tarde de um sábado e estava bem tranquilo de gente. Foi no outono, durante o feriado de Ação de Graças – não sei se a procura é maior em outras estações ou datas. Tinha uma fila para tirar aquelas fotos que depois eles fazem uma montagem (que eu nunca faço questão de olhar) e um pouco mais de espera pelo elevador, mas nada muito dramático. Se possível, tente ser um dos primeiros a entrar para ficar junto à parte de vidro, pois a vista durante os 68 segundos de subida é panorâmica. Lá em cima, o primeiro atrativo são as telas interativas chamadas de Constellation. Ali você acessa informações diversas sobre a torre e a cidade.

Parte externa do GeO-Deck
Parte externa do GeO-Deck

Obviamente que o atrativo principal desse espaço, chamado GeO-Deck, está no terraço a cerca de 140 metros de altura. Apesar de poder ficar na parte interna, a vista é melhor do lado de fora. Seja como for, ela é um pouco prejudicada pela estrutura do globo, que fica iluminado a noite, e pelos arames de proteção. Não que eu ache ruim. Na verdade, é bem justificável, pois essas barreiras impedem acidentes. Depois que eu li sobre os casos de suicídios no Empire State de Nova York, eu entendi melhor essa questão.

Vista do observatório
Vista do observatório

Seja como for, dá para tirar fotos ótimas lá de cima e a vista em 360° é realmente fantástica. Só tome cuidado, ao colocar seus braços para fora, para não derrubar a câmera ou celular porque a perda é certa – não há nenhuma rede para segurar os objetos que escapulirem. Eu tinha acabado de comprar um celular novo e confesso que fiquei morrendo de medo, pois estava batendo um ventinho bom. Aliás, outra coisa que eu recomendo é dar uma olhada na previsão do tempo antes de fazer o passeio, pois fica bem mais interessante em dias mais claros ou parcialmente nublados, como foi o meu caso. No domingo já estava um céu horroroso e fazendo muito frio.

Pôr-do-sol visto da torre
Pôr-do-sol visto da torre

Eu nem considerei aquela possibilidade de subir duas vezes no mesmo dia com o ingresso dia e noite porque, na minha opinião, acaba sendo uma perda de tempo ter que voltar para o mesmo lugar duas vezes – a não ser quer você esteja hospedado muito perto ou no próprio Hyatt Regency Dallas, hotel bem chique que fica no mesmo prédio da torre.

Seja como for, fiz o passeio no fim da tarde e pude ver o pôr-do-sol lá de cima, o que recomendo. Então deu para ver o dia, entardecer e noite de uma vez só. Apenas lembre-se de conferir qual é o horário do pôr-do-sol, que varia de acordo com a estação, e adicione uma margem de segurança para o caso de ter fila.

Escada do GeO-Deck para o Cloud Nine Café
Escada do GeO-Deck para o Cloud Nine Café

Depois de brincar um pouco nas telas interativas, passear na área externa do GeO-Deck e olhar os pontos principais da cidade a olho nu e através dos telescópios de uso gratuito que ficam na plataforma, chegou a hora de continuar o passeio. Para isso, basta subir as escadas. Sim, há um outro nível que pode ser visitado com esse mesmo ingresso. Não precisa mostrar de novo o bilhete, o trânsito por esses dois andares livre e você pode subir e descer quantas vezes quiser. E é só um lance de escada mesmo, pá-pum e você chega.

Cloud Nine Café
Cloud Nine Café

Ali, no terceiro andar do topo da torre, funciona o Cloud Nine Café, um barzinho que conta com a mesma vista de 360°. O legal é que você pode se sentar em qualquer uma das mesas porque a estrutura gira. O movimento é bem lento, quase imperceptível se você não estiver prestando atenção. Você senta ali e a paisagem vai mudando aos poucos, é gostoso de acompanhar. No sábado, eles estavam servindo pratos quentes e vi várias pessoas pedindo porções de batatas, asinhas de frango e costelinhas. Já nos dias de semana, há apenas pratos frios.

Iluminação do Cloud Nine Café a noite
Iluminação do Cloud Nine Café a noite

Mas há a possibilidade de que o local esteja fechado para eventos privados, durante feriados, em dias de clima intenso ou outro motivo qualquer. Eu havia conferido antes e o café não abriria nos dias de semana de novembro em que eu estava em Dallas, o que foi um dos motivos para eu subir a Reunion Tower no sábado. Eu recomendo que você acesse a página oficial para conferir os dias e horários de funcionamento. Também tem o menu no site, então você já pode ter uma ideia dos preços e até decidir levar seu próprio lanche, se for o caso. Eu fiquei ali até anoitecer, quando o local ficou um pouco mais cheio com os turistas que subiram para ver o pôr-do-sol.

As luzes da cidade acesas
As luzes da cidade acesas

Devo dizer que eu achei que valeu muito a pena ficar até a noite. Além da iluminação interna do café, que eu achei super moderna e interessante, a vista da cidade fica linda. Desci novamente para o andar inferior do GeO-Deck e tirei mais algumas fotos da parte de fora. Na foto acima dá para ver bem a Dealey Plaza, no canto inferior esquerdo. No prédio atrás da praça funciona o The Sixth Floor Museum, de onde foram feitos os disparos que tiraram a vida do então presidente dos Estados Unidos, John F. Kennedy.

Também vale a pena, depois do passeio, dar uma olhada na cúpula, que recebe iluminações animadas a noite. As cores e temas formados pelos 259 círculos iluminados por luzes de LED variam de acordo com a ocasião. A variação de intensidade do vermelho, verde e azul permite criar todas as cores. No St. Patrick’s Day, por exemplo, elas aparecerão verdes, enquanto nos eventos patrióticos serão vermelhas, brancas e azuis. Em 26 de junho de 2015, o globo foi iluminado com as cores do arco-íris para comemorar a aprovação do casamento entre pessoas de mesmo sexo. No dia que eu visitei ela estava bem colorida também!

Loja de souvenirs
Loja de souvenirs

Eu poderia ter ficado mais um tempo no café (que mais parece um bar) tomando uns bons drinks, mas o cansaço dos passeios feitos durante o dia falou mais alto e preferi descer. Na saída, passei na loja para dar uma fuçada nos souvenirs. Eu sempre faço isso, mas raramente compro alguma coisa. Eu não costumo levar lembranças de viagem nem para mim e nem para outras pessoas porque acaba sendo um peso a mais na mala e um acúmulo de objetos em casa.

Exposição de fotografias da cidade
Exposição de fotografias da cidade

Depois ainda fiquei pirulitando um pouco ali pelo interior do prédio e encontrei essa exposição de fotografias da cidade organizada em uma linha de tempo. Uma boa oportunidade para ver como eram os prédios antigos, as roupas de época, o impacto das guerras na vida da sociedade e outros detalhes interessantes. Com isso, por fim, dei por encerrado o dia de passeios e voltei para o Best Western Dallas Inn & Suites, onde fiquei hospedado.

Anúncios

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s