Retrospectiva dos artistas e músicas mais ouvidos em 2017

Retrospectiva 2017 – Músicas

A minha relação com a música mudou muito ao longo dos anos. Quando eu era criança, o que eu ouvia era bastante ditado pelo gosto musical da minha família (por isso gosto tanto de MPB), pelo que tocava na novela (o sucesso era garantido), por qualquer porcaria gravada pelos apresentadores de programas infantis (que marcaram tanto a minha vida que eu ainda amo mesmo assim), pelo que passava nas rádios (e eu tinha que ficar atento para tentar gravar em uma fita k7 para reproduzir quando bem entendesse), etc. Depois passei a comprar meus próprios discos e, posteriormente, CDs. Gastar dinheiro com isso perdeu muito o sentido quando surgiu a possibilidade de baixar MP3, que podiam ser armazenados em iPods, selecionados, classificados e tal. Hoje em dia eu basicamente não compro ou baixo música, pois estou totalmente adaptado ao serviço de streaming – no caso, Spotify.

Dados estatísticos das músicas de 2017
Dados estatísticos das músicas de 2017

O legal é que eles fazem uma compilação com várias informações sobre o que você ouviu ao longo do ano. Algumas coisas são realmente surpreendentes. Por exemplo, eu jamais chutaria que eu teria ouvido músicas de exatos 463 artistas diferentes! Antigamente a gente tinha menos acesso a essa diversidade, então o número, provavelmente, era muito menor. Em compensação, sinto que eu tinha uma relação mais íntima com algumas músicas… eu costumava pegar o último lançamento de determinado artista e ficar completamente viciado naquilo por semanas, decorava as letras e tudo mais. Tenho a impressão de que, hoje em dia, a coisa ficou mais efêmera. Enfim, vamos ao top desse ano de artistas mais escutados.


Lana del Rey

Provavelmente ela esteve em algum lugar dos mais ouvidos nos últimos anos. Desde o primeiro CD eu tenho acompanhado a carreira dela, escuto os CDs, assisto os clipes e já fui em um show que teve aqui em Belo Horizonte. Não me considero um fã dela ou de qualquer outro cantor/a/banda, já que não tenho essa relação de adoração por ídolos, não acompanho a vida particular de ninguém e não fico focado mesmo em só um artista. Mas gosto mesmo, não nego e não me surpreende ela ter ficado em primeiro lugar, já que lançou um álbum novo bem delicinha esse ano. Também me agrada o estilo dos vídeos, com visual retrô e cheios de filtro à laInstagram. O clipe de Lust for Love ainda se passa no famoso letreiro de Hollywood, então junta várias das minhas paixões: viagem, cinema e música.


Lorde

Outra que voltou com tudo esse ano e eu ouvi muito Melodrama, o segundo álbum, lançado quatro anos depois do primeiro. Considerado por muitos como um dos melhores discos de 2017, realmente é bem gostoso e fácil de escutar. Além disso, representou uma evolução na carreira da cantora – eu gosto quando o álbum tem uma identidade própria, mostrando as novas influências, o que acontece principalmente com os trabalhos autorais. Ouvi muito Green Light na academia, dá aquele gás para correr na esteira (embora eu não faça isso e esteja só pagando de fitness aqui).


Chico Buarque

Eu sempre escuto bastante Chico Buarque, mas ele provavelmente subiu algumas posições nos últimos meses porque lançou o Caravanas e eu fui no show agora em dezembro. Sempre que vou em alguma apresentação ao vivo eu gosto de conhecer bem o último lançamento, senão fico com aquela sensação de estar desconectado do que está sendo mostrado. Nesse ano, a música de trabalho, Tua Cantiga, teve uma micro polêmica com um texto que foi publicado e compartilhado nas redes sociais em que a autora dizia que não se sentia representada por esse amor retratado pelo Chico Buarque, já que a letra fala de “largar mulher e filhos” para ficar com a mulher amada. Sinceramente, achei uma grande bobagem. A música em questão fala de dois amantes (a moça também trai o namorado/marido) e retrata uma situação que acontece na vida real. Muito mi-mi-mi para ganhar curtidas, na minha opinião.


Tribalistas

Eu ouvi incansavelmente o primeiro disco que trazia a união de Arnaldo Antunes, Marisa Monte e Carlinhos Brown, provavelmente sei cantarolar todas as músicas. Esse novo trabalho ainda não me pegou com todas as forças, mas todos os elementos estão lá. Dos três, só não sou muito ligado no trabalho solo do Carlinhos Brown, que vejo mais como compositor e instrumentista do que como cantor. Mas enfim, eles anunciaram que vão sair em turnê em 2018, então é muito provável que eu ouça muito o álbum nos próximos meses. A música Um Só funciona como uma apresentação da diversidade que representam como grupo, mas também pode ser entendida em um contexto mais amplo da sociedade brasileira.


Lianne La Havas

Fechando a lista dos cinco artistas mais ouvidos por mim, aparece a única que não lançou um trabalho novo esse ano. De fato, o último álbum foi em 2015. Bem menos conhecida que os anteriores, vale a pena conferir alguns vídeos e músicas da moça. Ela canta muito, compõe as próprias canções, toca e ainda é linda. Sou doido para ver ela ao vivo… quem sabe coincide com alguma das próximas viagens? Vou postar aqui o clipe mais recente, que é da música Tokyo e traz imagens dessa cidade que eu sou louco para conhecer.


Músicas mais escutadas

A título de curiosidade, vou postar aqui também as músicas mais escutadas, já que a maioria não foi dos artistas citados acima.

  • Rolling in the deep (The Aretha Version) – Aretha Franklin
  • Tomorrow never came – Lana del Rey
  • We can’t stop – Miley Cyrus
  • Ao Senhor do Fogo Azul – Virgínia Rodrigues
  • My favourite faded fantasy – Damien Rice
Anúncios

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s