Mapa mundi com símbolos de saúde

Cuidados com a saúde durante viagens

Muitos problemas podem acontecer durante uma viagem. Na verdade, muito pode dar errado até antes. E não me venha com essa ladainha de que problemas são histórias para contar, que depois você vai rir muito disso. O fato é que ninguém gosta de passar aperto, jogar dinheiro fora ou ter uma experiência de quase morte. Tá, exagerei. Ou não. Mas, enfim, um bom planejamento pode ajudar muito a minimizar as possíveis intempéries nesse momento sagrado de nossas vidas chamado férias. Aqui vão algumas dicas relacionadas à saúde.


Remédios

Uma coisa que eu faço é sempre viajar com uma verdadeira micro farmácia. Por algum motivo eu acho que os funcionários do aeroporto podem implicar com a quantidade de remédios (eu sei que, em alguns casos, é preciso viajar com a receita médica para justificar determinados medicamentos), então coloco a maior parte na bagagem despachada. Na mala de mão, levo alguns que posso precisar durante o trajeto. Por exemplo, pode ser que eu fique com dor de cabeça por qualquer motivo, coma algo e passe mal no voo, etc. Então vão na mochila uns remedinhos para dor, febre, enjoo, gases e qualquer outro desconforto. Para quem já sabe que passa mal ou tem dificuldade de dormir, também é bom pensar nisso.


Seguro de viagem

O principal uso do seguro de viagem é no caso de enfermidades ou acidentes durante as viagens. Sabemos que os custos de atendimento médico, internação e procedimentos cirúrgicos no exterior podem atingir valores absurdos. Podemos até nos virar na compra de remédios para sintomas simples como dor de cabeça ou enjoo, mas qualquer coisa mais grave irá requerer uma visita ao médico, como a compra de antibióticos ou a realização de um exame. Como o seguro de viagem é um dos itens mais baratos no orçamento de um passeio, não tem desculpa para viajar sem um.

Desconto em seguros de viagem com o cupom Viajento5

Junto à cobertura monetária, o segurado dispõe de assistência odontológica, fisioterapia, regresso sanitário, translado de corpo, orientação em caso de perda de documento ou cartão de crédito, auxílio para cobrir despesas em caso de cancelamento de viagem e um seguro em caso de invalidez permanente ou morte acidental. Mais que uma opção, o seguro de viagem é uma exigência em alguns destinos, como acontece com vários países da Europa.


Seguro também no Brasil

Algumas pessoas pensam que só é necessário fazer seguro de viagem quando estão viajando para o exterior. Acontece que grande parte dos planos de saúde que usamos possuem apenas cobertura estadual e não poderão ser utilizados quando fazemos viagens para o resto do país. Mesmo os planos com abrangência nacional podem oferecer serviços mais concentrados em determinada região. Por segurança, o ideal é contratar um seguro de viagem, que é bem mais barato para passeios dentro do Brasil e ainda possuem vantagens como: assistência no caso de extravio, roubo, furto ou destruição total da bagagem; acompanhamento de menores, caso o adulto necessite ficar internado e o menor de idade precise voltar para casa; orientação em caso de perda ou roubo de documentos; e honorários advocatícios e fiança.


Ficha de saúde

É óbvio que é preciso viajar sempre com documentos pessoais que permitam que as autoridades confirmem a sua identidade. Mas, além disso, é importante ter uma ficha com informações sobre alergias a medicamentos, tipo sanguíneo, doença crônica, uso frequente de medicamentos e outras questões relativas à saúde. Essa ficha poderá ser consultada pelos profissionais da área da saúde no caso de um atendimento de emergência, se você passar mal e não puder dar essas informações. Não se engane, nem sua mãe sabe de tudo sobre sua vida.


Conhecer o destino

É importante pesquisar sobre o seu destino antes mesmo de fazer a viagem, pois alguns passeios envolvem riscos específicos que podem ser evitados ou amenizados. Quando vamos a um lugar de altitude elevada, por exemplo, estamos submetendo nossos corpos a condições muito diferentes das quais estamos acostumados. Nesses casos, é comum o aparecimento dos sintomas do mal de altitude, que causa dores de cabeça, falta de ar, enjoos e outros males para muitas pessoas. Já um passeio de barco pode causar a cinetose, que gera tontura, enjoos e outros perrengues. Algumas atividades exigem um bom preparo físico, enquanto outras não são recomendadas para gestantes, pessoas com problemas cardíacos e outros. Várias atividades exigem uma idade ou altura mínimas. Outro detalhe importante é descobrir se é necessário ou recomendado tomar alguma vacina – muitas vezes isso precisa ser feito semanas antes de viajar. É sempre bom se informar com antecedência para não entrar numa fria ou causar frustrações.

Destinos de viagem


Cuidados com a higiene

A alimentação pode ser um problema em alguns lugares. É comum lermos depoimentos sobre a qualidade duvidosa da água, as frequentes infecções intestinais causadas por alimentos contaminados ou doenças comuns de determinados países. Não é que desgraças irão acontecer com todos que passarem por tal lugar, mas é uma possibilidade e não custa muito tomar alguns cuidados. A dica é priorizar a ingestão de água mineral, sempre conferindo o lacre da garrafa, comer em locais que parecem ser asseados e andar com um vidrinho de álcool gel para higienizar as mãos. Não sou a pessoa mais desesperada por limpeza, mas acredito na máxima de que onde há fumaça, há fogo. Se li um número considerável de opiniões que alertam sobre tal lugar, não tenho por que me arriscar além do necessário.


Roupas e calçados adequados

Ao pesquisar sobre os locais a visitar e as atividades que se pretende realizar durante a viagem, também podemos nos preparar melhor e arrumar uma mala com itens adequados. O uso de sapatos fechados e próprios para caminhada é muito importante, priorizando a saúde e o conforto. A escolha das roupas também deve ser cuidadosa. Recomendo não exagerar e levar coisas desnecessárias, pois o peso e o tamanho da bagagem podem ser um problema. Algumas hospedagens não possuem elevador, por exemplo, e você precisa ficar subindo escada com peso. Fora os eventuais deslocamentos na rua ou quando você vai passar por várias cidades. E não adianta contar com a ajuda do coleguinha mais jovem e forte: ele já tem que carregar as suas próprias coisas. Tenha bom senso! A cada viagem que eu faço eu viajo mais leve.

Roupas de viagem


Equipamentos de segurança

Se você vai praticar algum esporte ou atividade radical, se informe sobre os equipamentos de segurança (exigidos ou sugeridos) e providencie que eles estejam disponíveis para seu uso (levando os seus ou alugando no local). É importante lembrar que os seguros de viagem não costumam cobrir acidentes ocorridos durante a prática dessas loucuras, sendo necessário contratar um seguro específico e, é claro, um pouco mais caro. Destaco a importância de respeitar os procedimentos de segurança também em atividades corriqueiras, como usar o cinto de segurança em viagens de ônibus ou mesmo no banco traseiro dos automóveis. Também não é uma boa ideia ultrapassar aquela barreira de segurança para tirar um selfie na beira do penhasco – volta e meia sai a notícia de algum turista que morreu assim.


Pesquisar sobre o clima

Recomendo uma pesquisa sobre o clima e dicas do que levar para cuidar de sua saúde. Na minha viagem para o Deserto do Atacama, encontrei uma menina durante um passeio que estava com a boca toda rachada – sangrando mesmo. Ela simplesmente não pensou em levar um protetor/hidratante labial, então doei para ela um que tinha sobrando. Já eu, tinha me esquecido de levar um soro para o nariz e, como o clima é muito seco, tive que comprar um na farmácia da cidade. Outro exemplo: algumas pessoas acham que não vão precisar de protetores solares e óculos de sol quando viajam para cidades de clima muito frio, mas esses itens são essenciais para vários destinos com neve. Fique também atendo ao que as outras pessoas costumam usar, assim você pode ter ideias sobre como ter mais conforto, segurança e saúde nas suas próximas viagens. Eu mesmo vou comprar agora essas roupas fininhas com proteção UV que tenho visto o pessoal usar na praia, pois sou muito branquinho. O clima tem relação direta com a saúde, então considero essa pesquisa prévia essencial.

Climas em viagens


Não ignore os sintomas

Se no nosso dia-a-dia costumamos adiar uma ida ao médico, imagina durante uma viagem, quando tudo o que você quer é aproveitar ao máximo os passeios? Mas é importante observar os sinais que seu corpo te dá, pois pode ser um indicativo de desidratação (muita gente esquece de tomar água, mesmo andando sob o sol durante todo o dia) ou até algo mais grave. Sem ir para o lado da hipocondria, fique atento.


Pesquisar, pesquisar, pesquisar

Em resumo, a melhor dica que eu posso dar é: pesquise muito sobre seu destino. A internet está cheia de dicas sobre os mais diversos lugares, passeios e dificuldades enfrentadas pelos viajantes. Quanto mais preparado, menos você estará sujeito a surpresas desagradáveis.

Anúncios

22 comments

  1. Ainda não peguei minha mochila para as viagens que pretendo, mas realmente o cuidado com cada plano que fazemos é fundamental para que tudo termine bem. Seguirei os conselhos desta jornada!

    Curtido por 1 pessoa

  2. Interessante sempre levar uma farmácia junto hehehehe, eu pro exemplo, tenho problema com dor de cabeça, e uso medicamento controlado. Dai preciso de receita.
    O seguro achei legal, nunca pensei em pagar um quando viajo, mas olhando num todo é muito importante ♥

    Curtido por 1 pessoa

  3. Ainda não viajei para outro estado ou país, é uma coisa que tenho muita vontade mas ainda não foi possível.
    Quando saímos da nossa terrinha tem que ter todo o cuidado mesmo, pensar em todos os imprevistos que podem acontecer é essencial. Aliás, esses cuidados servem até para uma viagem de carro mesmo.

    Curtido por 1 pessoa

  4. Também nunca saí do meu Estado e não conhecia esse seguro de viagem, mas adorei todas as dicas que você deu. Acho que todo cuidado é pouco e com viagem não é diferente.

    Abraço!

    Curtido por 1 pessoa

  5. Eu sempre faço seguro de viagem, para qualquer lugar que eu vá! Acho super importante! Mas, quem fica feliz mesmo é minha esposa. Afinal, pode ser que uma bolada caia do nada para ela. Valeu pelas dicas, ajudou muito.

    Curtido por 1 pessoa

  6. São dicas realmente essenciais pra quem viaja muito ou vai viajar pela primeira vez, muitos citados eu não tinha me dado conta do quanto é importante. Devemos fazer para que nossas experiências sejam sempre maravilhosas!

    Curtido por 1 pessoa

  7. Confesso que o que eu mais faço é exatamente igual a você sobre os medicamentos. Tenho uma necessaire só pra isso. Até ne atento para higiênie, pesquisa do local, clima… mas é mais no quesito de mala. Mas achei interessante pensar mais pelo lado saúde. São dicas maravilhosas para quem ta planejando aquela viagem boa.
    Adorei, parabéns. Beijos.

    Curtido por 1 pessoa

  8. Muito bom saber de todas essas coisas, de fato tomo cuidado extra com questões de higiene e os tipos de comida! Clima e roupa também são coisas para se preocupar… Cudiado nunca é demais!

    Abraços!

    Curtido por 1 pessoa

  9. Adorei seu blog! Não conhecia e achei as dicas ótimas! Como eu viajo bastante são dicas essenciais! Principalmente as relacionadas a saúde e a segurança!
    Bjos

    Curtido por 1 pessoa

  10. Oie, tudo bem? Ótimas dicas. Realmente quando vamos viajar precisamos cuidar de muitas coisas principalmente do trajeto e do lugar para onde vamos. Muitas pessoas ainda viajam sem se organizar ou criar um roteiro. Um abraço, Érika =^.^=

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s