Seguro viagem

Razões para contratar um seguro de viagem

Um bom planejamento de viagem tem como objetivo principal proporcionar férias agradáveis e até mesmo realizar o sonho de conhecer aquele lugar que você sempre quis visitar, minimizando qualquer situação desconfortável que possa surgir durante o período. Vamos analisar aqui as vantagens de uma viagem com assistência.


Custo x benefício

O fato é que o custo de um seguro de viagem é pequeno, principalmente se comparado com os gastos de passagens, hotéis, alimentação, entradas para atrações e tantas outras coisas. É verdade que em muitas viagens você vai acabar não tendo que usar o seguro, o que pode te dar a sensação de que está jogando dinheiro fora. Não pense assim. Eu considero a contratação desse tipo de serviço um investimento na segurança.

Infográfico com custos médicos no exterior

Mesmo com todos os planejamentos, imprevistos acontecem e a melhor maneira de lidar com eles é estar preparado. Um seguro de viagem com uma boa cobertura pode te salvar de diversos gastos extras. Eu já tive que fazer uso do seguro em mais de uma ocasião. Em uma delas, fiquei internado em um hospital na Bélgica. A conta: mais de cinco mil euros. O que eu havia pago pelo seguro: uns trezentos reais. Ficou claro porque vale a pena?

Até em casos simples a economia já é grande. Se você tem uma sinusite, por exemplo, uma consulta ao médico ou ida à clínica a fim de conseguir uma receita para comprar antibióticos já passa o preço que você teria pago no seguro.


Facilidade na contratação

É absurdamente fácil contratar um seguro de viagem. O Viajento sempre usa e recomenda a Seguros Promo, sistema que permite fazer uma busca por empresas diversas, comparando seus preços e coberturas. Você entra na página, seleciona o seu destino e informa as datas de início e fim da viagem e clica em compare. Pronto, ele te dá uma lista com diversas opções que você pode organizar por melhor custo-benefício, menor preço ou filtrar por seguradora. Daí basta selecionar a proposta que melhor te atende, clicar em comprar e completar seus dados. Em pouco tempo chega a confirmação em seu e-mail, que é tudo o que você precisa para utilizar os serviços.

Desconto em seguros de viagem com o cupom Viajento5

Como aqui nós não brincamos em serviço, você ainda recebe um desconto de 5% utilizando o cupom VIAJENTO5, que já é aplicado automaticamente quando você clica em um dos links disponibilizados no blog. Se fizer o pagamento com boleto bancário, tem mais desconto ainda! É importante lembrar que a data de início da viagem deve ser o dia que você sai de casa, não o dia que chega ao destino. A mesma coisa vale para a volta. Isso porque o seguro de viagem cobre mais do que atendimentos médicos.


Viagens frequentes

Pessoas que fazem pelo menos duas viagens internacionais por ano podem economizar bastante ao optar por contratar um seguro anual. Essa opção traz a facilidade de você não precisar fazer um seguro para cada viagem (com duração de 30 a 60 dias), possui cobertura global (América Latina, Europa, Ásia ou onde quer que você vá) e renovação com desconto do mesmo plano ou qualquer outro.


Casos especiais

Se você vai praticar esportes durante sua viagem, o risco de se acidentar é maior do que caminhando pela calçada e respeitando as faixas de pedestres. Nesse caso, é ainda mais importante estar segurado. Também existem planos específicos para mulheres grávidas.


Cobertura ampla

Muita gente pensa no seguro de viagem apenas como um meio de economizar em casos de enfermidade, mas as empresas oferecem bem mais que isso. É claro que ninguém quer morrer durante uma viagem, mas estão previstos auxílios para cobrir despesas em casos muito comuns, como o cancelamento de um voo. Junto a cobertura monetária das despesas contratadas, o segurado dispõe de toda assistência às coberturas, como assistência odontológica, fisioterapia, regresso sanitário, translado de corpo, orientação em caso de perda de documento ou cartão de crédito, auxílio para cobrir despesas em caso de cancelamento de viagem e um seguro em caso de invalidez permanente ou morte acidental.


Extravio de mala

Aconteceu com um amigo meu um caso bizarro. A mãe dele estava transportando joias na mala despachada e, ao chegar ao destino, a mala dela simplesmente não apareceu. Ela ficou desesperada, fez um escândalo e conseguiu entrar numa sala do aeroporto onde ficam as malas perdidas e encontrou a dela. Ao chegar em casa, achou dentro da mala não apenas as joias, mas também coisas de outros viajantes! Ou seja, acredita-se que algum funcionário do aeroporto abriu várias malas, concentrou tudo em uma só e se preparou para o roubo.

Infográfico sobre extravio de bagagem

Ou seja, o extravio de mala pode acontecer na troca das bagagens de um avião para o outro, erro de carregamento, problemas na etiqueta ou questões de segurança, mas também pela ação de bandidos especializados nesse tipo de roubo. Nunca aconteceu comigo, mas todo mundo conhece alguém que teve a sua mala extraviada por alguns dias ou até mesmo que nunca mais foi encontrada. E, mesmo que a gente não transporte nada de valor elevado, só de perder as suas roupas, objetos pessoais e compras feitas durante uma viagem já é uma grande perda. A mala em si já é uma coisa cara, não é mesmo? O seguro de viagem completa ou complementa o valor pago em caso de extravio.


Seguro obrigatório

Para alguns destinos, o seguro de viagem é obrigatório. O Tratado de Schengen, um acordo firmado entre 26 países europeus, visa estabelecer a livre circulação dos visitantes aos países participantes e estabelece a obrigatoriedade da contratação de seguro de viagem com valor mínimo de € 30.000 euros para todos os turistas. O objetivo dessa regra é garantir que o visitante possa pagar as possíveis despesas médicas surgidas durante a viagem, inclusive em caso de óbito. Caso não tenha um comprovante dessa contratação, você pode ser impedido de entrar no país. Participam do tratado: Alemanha, Áustria, Bélgica, Dinamarca, Eslováquia, Eslovênia, Espanha, Estônia, Finlândia, França, Grécia, Holanda, Hungria, Islândia, Itália, Letônia, Lituânia, Luxemburgo, Malta, Noruega, Polônia, Portugal, República Tcheca, Suécia, Suíça, Liechtenstein e Chipre. Os únicos países europeus que não participam do tratado atualmente são: Reino Unido, Irlanda, Croácia, Romênia e Bulgária.


Relaxar e gozar

No fim das contas, o que queremos durante as nossas viagens é que corra tudo bem. Saber que estamos amparados por uma empresa que irá cobrir os custos médicos e dar assistência em diversos problemas que podem surgir durante esse período sagrado de nossas vidas dá uma tranquilidade imensa. É só relaxar e gozar.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s