Casa de Piedra Hotel Boutique

La Paz – Casa de Piedra Hotel Boutique

É comum ouvir falar da falta de estrutura da Bolívia, do cuidado que se deve ter com os alimentos para não ter uma infecção intestinal (só pode tomar água mineral, nem aceita se oferecerem gelo) e coisas assim. Então, uma das preocupações nessa parte da viagem, que também incluiu passagens pelo Chile e pelo Peru, foi em procurar hotéis melhores, ainda que fossem mais caros do que se hospedar em albergues. Bom, posso dizer que não tive nenhum problema com alimentos durante a viagem e, embora o país seja realmente mais pobre, tampouco passei qualquer aperto. Fiz as minhas pesquisas pelo Booking.com e acho importante dar uma avaliação das hospedagens nas viagens que eu faço. Em La Paz, fiquei no Casa de Piedra Hotel Boutique, que fica na Calle Jenaro Sanjinez, 451.


Comodidades

Funcionando em uma casa colonial construída em 1832 (provavelmente de alguém rico, já que é bem extensa), esse hotel manteve bem a estética da época. O ambiente é bem aconchegante, parecendo mesmo uma dessas casas de fazenda com muitos detalhes em pedra, madeira e móveis antigos.

Sala de estar
Sala de estar

Como nós chegamos razoavelmente cedo, ainda não tinha dado a hora do check-in e nosso quarto ainda estava sendo preparado. Após finalizar aquelas formalidades de entrada, como preenchimento de ficha com os dados do hóspede e coisas assim, ficamos esperando nessa charmosa sala, já com acesso à internet. De qualquer maneira, foram poucos minutos.

O local conta também com um restaurante para o público externo, mas só comemos lá no café da manhã, já incluso na diária, e estava gostoso. Eles já deixam o nome dos hospedes na mesa, então você fica com seu lugar reservado – embora eu nem ache que fosse necessário naqueles dias que passei lá, pois o hotel não parecia estar muito cheio. A comida é simples, mas gostosa. Aquelas coisas clássicas de café da manhã de hotel: pães, queijo, presunto, frutas, sucos naturais, etc.

Café da manhã do Casa de Piedra
Café da manhã do Casa de Piedra

Conforto

Reservamos um quarto de casal, para mim e meu namorado. Achamos bem confortável e grande, com móveis de madeira e decoração de bom gosto. Além da cama de casal, ainda tínhamos armário, mesinhas de cabeceira, uma mesa para fazer lanche no quarto e um segundo andar, desses de teto mais baixo, com um sofá e uma cama de solteiro.

Ainda tinha alguns mimos, como dois bombons e garrafinhas de água de cortesia – o que é ótimo para quem acaba de chegar na cidade. Em um dos dias, pedimos um jantar do restaurante para ser servido no quarto e achamos gostoso.

Quarto de casal
Quarto de casal

O banheiro também era bom, mas a água não descia tão rápido pelo ralo do chuveiro, então assim que começava a tomar banho já formava aquela piscina nos pés. Não chegava a fazer pelo banheiro, mas também não é muito confortável. E impossibilita a pessoa de tomar um longo banho relaxante. Fora isso, nenhuma reclamação.


Wi-Fi gratuito

A internet funcionava nosso quarto, mas as vezes ficava bem lenta. Tudo bem quanto a isso, uma vez que a reserva deixava claro que a internet estaria disponível nas áreas comuns. A conexão é melhor na sala de estar. Quanto ao wi-fi, devo esclarecer que a internet é uma tristeza na Bolívia, em geral. Talvez esse seja o momento ideal para se desligar do mundo ou, pelo menos, diminuir o acesso a coisas inúteis.


Limpeza

Assim como a maioria das pousadas e hotéis, ali é feita a arrumação diária dos quartos. Eu, na verdade, nem faço tanta questão – muitas vezes deixo na porta aquele aviso de “não perturbe” para que não entrem no quarto. As áreas comuns também estavam sempre bem limpinhas, apesar da construção ser mais antiga.


Localização

O hotel fica na Calle Jenaro Sanjinez, 451. O local foi escolhido estrategicamente pela sua localização, já que fica bem no centro, onde estão as praças, igrejas, museus e outros pontos turísticos que estavam na programação. São apenas duas quadras da praça principal da cidade, a Plaza Murillo, e a duas quadras da Iglesia San Francisco e do Mercado Lanza. Além disso, é possível ir caminhando até a Calle Sagarnaga e o Mercado de las Brujas, além de outros lugares.


Funcionários

Fomos muito bem atendidos pelos funcionários que passaram pela recepção nos dias em que ficamos hospedados na Casa de Piedra. Recebemos um mapa turístico e orientações sobre onde estávamos e sugestões de itinerários para chegar até onde gostaríamos de ir.

Também utilizamos serviço de lavanderia – a cobrança é feita pelo peso. As roupas voltaram cheirosas e dobradas. Como o atendimento gerou confiança, fizemos com o pessoal da recepção a reserva do transporte que nos levaria para Copabacana, próximo destino da viagem. Deu tudo certo com esse agendamento e, como sairíamos de viagem bem cedo, eles ainda prepararam uma marmita de café da manhã para levarmos na viagem. Pensa se eu gostei?!


Custo-benefício

Havia opções mais caras e mais baratas na cidade – eu sempre busco analisar o custo-benefício e procuro uma estadia que esteja bem avaliada nos sites especializados. Como eu estava vindo de uma travessia pelo deserto, saindo de San Pedro de Atacama até Uyuni, achei que valia à pena pagar um pouco mais caro pelo conforto de noite bem dormidas em La Paz e não me arrependi.


Reservar hotel


Resumo

+ Quarto espaçoso
+ Limpeza
+ Vários pontos turísticos próximos
+ Atendimento
– Wi-fi fraco no quarto
– Banheiro com problema de vazão de água

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s