Rua no centro de San Pedro de Atacama

San Pedro de Atacama – Senta que lá vem história

Estima-se que os primeiros habitantes da região chegaram ao extremo norte do Chile há cerca de 11.000 anos (antes mesmo do aparecimento do Raul Seixas, que nasceu há apenas dez mil anos atrás). Até então nômades, os atacameños se estabeleceram às margens do rio Loa e em vários oásis do deserto de Atacama. Eu fico pensando o que levaria essas pessoas a decidirem ficar em um local de clima tão extremo, com várias dificuldades para a sobrevivência, terremotos e vulcões ativos. Mas se for parar para analisar, até hoje a gente mora ou vai passear em lugares totalmente questionáveis, sujeitos a desastres naturais, temperaturas loucas ou seres humanos (esses são os piores). Enfim, não estou aqui para julgar.

Vale no deserto do Atacama
Vale no deserto do Atacama

O fato é que se tornaram os primeiros agricultores do país e, consequentemente, o primeiro povo a deixar o nomadismo. Como o solo da região próprio para cultivo é muito escasso, eles construíram terraços nas partes baixas dos morros, que eram regadas artificialmente e fertilizadas com esterco de lhama. Destacavam-se os cultivos de sete variedades de milho, quinua, feijão, algodão, abóbora, batata e outros. Além da agricultura, principal atividade econômica, também se dedicavam à criação de lhamas e alpacas, das quais aproveitavam a carne e a lã. Os animais também eram utilizados como meio de transporte, já que era feito intercâmbio comercial de produtos com os povos da costa.

Feira de artesanato
Feira de artesanato

Os atacameños se expressavam artisticamente na produção de cerâmica, cestos, madeira entalhada e metalurgia, especialmente com cobre e bronze. Muitos produtos que remetem a essas origens podem ser encontrados nas feirinhas de artesanato da cidade e região (misturadas com um monte de quinquilharias e artigos voltados para os turistas). Outro grande destaque de sua cultura é que acreditavam na vida após a morte e enterravam seus mortos com vestuário e alimentos para a “viagem pós vida”. Não foram encontrados templos ou oratórios, mas é sabido que tinham adoração pelas forças da natureza. Com uma sociedade organizada, cultura e comércio, os atacameños chegaram a ser o povoado pré-colombiano mais avançado do Chile.

Iglesia de San Pedro
Iglesia de San Pedro

Os habitantes locais se mostraram pacíficos com a chegada dos espanhóis que, até a metade do século XVI, passavam com suas expedições pela região. Ali os colonizadores construíram a Iglesia de San Pedro, ao redor da qual cresceu a cidade. Após a independência, a região fez parte da Bolívia, sendo conquistada pelo Chile durante a Guerra do Pacífico, o que acabou por tirar o acesso boliviano ao mar.

A conversão em destino turístico só aconteceu nas últimas décadas, quando San Pedro de Atacama se tornou o principal ponto de partida para os passeios na região. No início o local era visitado por mochileiros e viajantes em busca de experiências alternativas. Atualmente, com uma estrutura melhor, são recebidos turistas de todas as idades e dos quatro cantos do mundo, especialmente europeus atraídos pelas belezas naturais do deserto de sal.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s