Vista do vilarejo de Cumuruxatiba

Cumuruxatiba – Um lugar de sossego na Bahia

No dia 21 de abril de 1500, a esquadra portuguesa comandada por Pedro Álvares Cabral encontrou ervas marinhas nas águas que navegava, o que indicava terra nas proximidades. No dia seguinte, avistaram um monte e, por ser páscoa, o denominaram Monte Pascoal, marcando nesta data o descobrimento do Brasil.

Placa na Barra do Cahy
Placa na Barra do Cahy

Em 23 de abril, o capitão Nicolau Copérnico fez o primeiro contato com os índios pataxós, que viviam na região. Foram esses moradores originais que deram o nome ao vilarejo que hoje se encontra no local, Cumuruxatiba, devido à grande diferença entre a maré baixa e a maré alta. Habitada atualmente por cerca de 4 mil habitantes, entre eles descendentes dos índios pataxós, famílias de pescadores e outras pessoas vindas de diversas regiões do país, a vila de Cumuruxatiba mantém um ritmo de vida muito tranquilo. A economia é sustentada pela pesca extrativista praticada nos rios e no mar, principalmente de lagostas, camarões e outras espécies marinhas.

Praia com falésias, águas claras e mornas
Praia com falésias, águas claras e mornas

Localizada no sul da Bahia, as praias de águas mornas, claras e calmas atraem turistas que procuram integração com a natureza, belezas naturais, simplicidade e sossego. O acesso é feito por uma estrada de terra saindo de Prado, a cerca de 30 km de Cumuru – como o vilarejo é chamado pelos íntimos. Para quem se hospeda em Prado, é possível ir e voltar no mesmo dia, mas Cumuruxatiba conta com uma boa estrutura de pousadas e restaurantes para receber turistas que queiram passar mais tempo no local. Eu fui na segunda quinzena de dezembro e mesmo assim estava muito tranquilo. Era verão. Um sol azul, belo. (LOPES, Leila). Na verdade estava tranquilo até demais, com vários restaurantes ainda fechados esperando o começo da alta estação – pelo que os habitantes locais me disseram, a vila só fica realmente cheia uma semana antes do Natal até uma semana depois do ano novo. É chato não ter alguns dos restaurantes recomendados funcionando mas, em compensação, a praia estava tão tranquila que parecia particular. Em algumas praias a gente ficou, literalmente, sozinhos.

Um dos mirantes da vila de Cumuruxatiba
Um dos mirantes da vila de Cumuruxatiba

Embora seja possível fazer todos os passeios a pé, as praias mais bonitas ficam um pouco mais distantes da vila. Além disso, para ter uma boa vista da região é preciso subir alguns morros até algum dos mirantes, de onde se tem uma experiência privilegiada do pôr-do-sol. Como quando eu fui ainda estava muito tranquilo, era extremamente fácil achar lugar para estacionar, então eu andava mais de carro. Mas me disseram que na alta temporada – essas semanas de Natal e Reveillon – Cumuru fica muito cheia e chega a ter trânsito.

Mapa de Cumuruxatiba
Mapa de Cumuruxatiba

Cumuruxatiba é realmente bem pequena. Tem ali apenas um posto de gasolina; pousadas bem estruturadas; restaurantes muito bons, mas muitos só abrem na alta temporada; praias lindas de acesso por estrada de terra e, em alguns casos, sem nenhuma barraca; alguns supermercados e farmácias, com o comércio em geral fechando bem cedo; e uma gente simples levando sua vida pacata. Não é um lugar de badalação, é para quem quer curtir dias de sossego e belezas naturais. Eu gostei muito e pretendo voltar!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s