Caminhada no High Line Park

Nova York – High Line Park

Em 1847, a prefeitura de Nova York autorizou a construção de uma linha férrea no nível da rua a oeste de Manhattan. Por medidas de segurança, foram contratados homens que cavalgavam pelos trilhos sacudindo bandeiras para alertar sobre a passagem dos trens mas, ainda assim, aconteciam tantos acidentes que a Tenth Avenue (Décima Avenida) ficou conhecida como Death Avenue (Avenida da Morte).

High Line Park visto das ruas de Manhattan
High Line Park visto das ruas de Manhattan

Após anos de debate, decidiu-se pela construção de uma linha suspensa no nível do terceiro andar dos prédios, com o High Line sendo inaugurado em 1934. Além de mais seguro, o novo formato tinha a vantagem de se conectar diretamente com as fábricas e armazéns, permitindo o carregamento e descarregamento de produtos dentro dos prédios. Leite, carne, produtos agrícolas e outros bens podiam ser carregados e transportados sem interferir no tráfego das ruas.

High Line na década de 1990, antes da reforma
High Line na década de 1990, antes da reforma

O aumento do tráfego de caminhões nos anos 1950 levaram a uma queda no uso de ferrovias no país, o que acarretou à demolição de metade do High Line na década seguinte. O último trem a percorreu os trilhos restantes na década de 1980, ficando abandonada desde então. Em 1999, alguns residentes da região formaram o Friends of the High Line e passaram a defender a sua readequação para um espaço de uso público inspirado no Promenade Plantée de Paris.

Passagem entre prédios de Manhattan no High Line Park
Passagem entre prédios de Manhattan no High Line Park

Campanhas de arrecadação de fundos foram realizadas e receberam o apoio da prefeitura da cidade em 2004. A arrecadação total foi de mais de $150 milhões de dólares, o equivalente a $165.449.000 em 2015. A construção foi iniciada em 2006 com projeto arquitetônico da Field Operations e dos arquitetos Diller Scofidio + Renfro, projeto de engenharia de Buro Happold, paisagismo de Philip Falcone e iluminação do L’Observatoire International. O primeiro trecho foi inaugurado em junho de 2009, época em que iniciou-se as reformas do setor central, aberto em 2011. A terceira parte, entre as ruas 30th e 34th, ficou pronta em setembro de 2014.

Uma das entradas do High Line Park
Uma das entradas do High Line Park

Atualmente, o parque suspenso tem extensão de 2.33km e pode ser acessado por 11 entradas, cinco delas com elevadores para acesso de pessoas com cadeiras de rodas. Como não é uma caminhada muito longa, sugiro começar pelo norte (entrada pela rua 34th) e ir em direção ao sul de Manhattan, onde dá pra emendar um passeio no Chelsea Market.

Vista de Manhattan a partir do High Line Park
Vista de Manhattan a partir do High Line Park

O acesso à passarela suspensa é gratuito e é possível passear entre jardins inspirados na vegetação que cresceu naturalmente na linha de trens quando estava abandonada. Em alguns trechos foram mantidos os trilhos como recordação do uso original do espaço. A caminhada permite ter belas vistas da cidade de Manhattan e do Rio Hudson, passar por dentro de prédios, utilizar bancos e espreguiçadeiras para descansar, lanchar, etc.

Exposição de produtos no High Line Park
Exposição de produtos no High Line Park

Ao longo do caminho, é possível ver grafites nas paredes dos prédios e também exposições de arte e artesanato. Informações sobre eventos podem ser encontradas na página do Friends of the High Line.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s