The White Lotus

The White Lotus – 2ª temporada ★★★★★

Temporada:
Episódios: 7
Ano: 2022
Elenco: F. Murray Abraham, Jennifer Coolidge, Adam DiMarco, Meghann Fahy, Beatrice Grannò, Jon Gries, Tom Hollander, Sabrina Impacciatore, Michael Imperioli, Theo James, Aubrey Plaza, Haley Lu Richardson, Will Sharpe, Simona Tabasco, Leo Woodall, Frederico Ferrante, Eleonora Romandini, Frederico Scabrini Rossi, Francesco Zecca, Paolo Camilli e Bruno Gouery.

The White Lotus é uma série antológica, o que significa que você pode assistir a segunda temporada sem ter visto a primeira, gravada no Havaí. Na verdade, dois personagens seguem de uma para a outra e, embora não seja necessário, eu recomendaria ver tudo do começo pela qualidade do material e para entender ainda melhor as suas motivações.

Chegada na Sicília
Chegada na Sicília

Também se mantém a visão crítica sobre a sociedade e os relacionamentos interpessoais, com o desenrolar de conflitos pelo período de uma semana em um resort de luxo e o anúncio de que um crime vai acontecer na conclusão da história. O que mora é que, agora, o foco principal não é mais nas relações de poder, mas sim na sexualidade. São tratados temas como desejo, dependência emocional, traição, homossexualidade, casamento, família, prostituição e outros.

Ilha de Sicília
Ilha de Sicília

Outra mudança é na locação. Dessa vez a história se passa na Sicília, a maior ilha do Mar Mediterrâneo. É fácil localizá-la no mapa porque fica quase colada à ponta da bota da Itália. Com mais liberdade para a gravação, passada a época de restrições dos piores anos da pandemia, essa temporada explora bem a região. São imagens lindíssimas, que fazem os espectadores quererem viajar para o local, que inclui praias paradisíacas e construções antigas.


Taormina

San Domenico Palace
San Domenico Palace

Mais uma vez, é possível se hospedar no mesmo hotel usado pelos personagens, já que foi usada uma locação real. Nesse caso, foi escolhido o San Domenico Palace, que faz parte do grupo Four Seasons e é composto por dois edifícios históricos. O primeiro era um convento do século XV e pode ser facilmente identificado pelas cenas que se passam no claustro. A parte mais nova foi adicionada em 1896.

Monte Etna
Monte Etna

O hotel, que fica na cidade de Taormina, conta com terraços com vista para o mar e para o vulcão, bar e restaurante da gastronomia tradicional siciliana, piscina na área externa, área fitness e espaço de beleza. O Monte Etna atinge a altitude de 3357 metros, podendo aumentar gradualmente devido às frequentes erupções. Embora seja um dos mais ativos do mundo, ele não tem trazido grandes riscos à população que vive nas localidades próximas.

Quarto amplo
Quarto amplo

Como se pode imaginar, o preço é bastante salgado, sendo necessário desembolsar alguns milhares de reais pela diária em quartos que acomodam de duas pessoas a famílias inteiras. Para se ter uma ideia, o aposento mais glamoroso é do tamanho de um bom apartamento e conta com um terraço e piscina particulares.

Teatro Antico di Taormina
Teatro Antico di Taormina

Um dos principais atrativos locais é o Teatro Antico di Taormina, estrutura do Império Romano datada de uns 2300 anos atrás. Nesse período, eram realizadas lutas de gladiadores e animais ferozes no local. Atualmente, é usado para performances musicais e teatrais, além de eventos locais diversos, como o festival de cinema da cidade. A maior parte dos assentos originais desapareceu, mas a estrutura em frente ao palco encontra-se bem conservada, além de parte de um templo.

Ristorante Baronessa e Porta di Mezzo
Ristorante Baronessa e Porta di Mezzo

Outro ponto da cidade que pode ser conferido pelos turistas é o Ristorante Baronessa, que funciona em um palácio com três ambientes internos e um terraço com vista em 360° do centro da cidade. Na mesma cena é possível ver a torre com relógio da Porta di Mezzo, que fica na Piazza IX Aprile. A praça aparece em diversos momentos da trama e possui outros pontos turísticos, incluindo igrejas e edifício antigos.

Unahotels Capotaormina
Unahotels Capotaormina

A segunda hospedagem na cidade que pode ser reservada pelos fãs da série é o Unahotels Capotaormina, cujo restaurante foi usado para as gravações de um beach club. O preço é bem mais acessível que do hotel citado anteriormente e eles possuem três restaurantes, praia privativa e piscina de água salgada – nunca vi isso na vida.

Isola Bella
Isola Bella

Dali é possível ver a Isola Bella, uma ilhota cuja lenda contada por um dos personagens foi totalmente inventada para a trama. O local é também conhecido como a Pérola do Mar Jônico chegou a ser uma propriedade privada até 1990, quando foi comprada de volta pelo governo e transformada em uma reserva natural. Ela é ligada à ilha principal por um caminho estreito e, com diversas cavernas cavadas pelo mar em suas encostas rochosas, é um famoso destino para banhistas.


Fiumefreddo di Sicilia

Castello degli Schiavi
Castello degli Schiavi

Indo para outras cidades, tanto os amantes da série quanto do cinema vão querer conhecer o Castello degli Schiavi, que também foi usado como cenário nos dois primeiros filmes de O Poderoso Chefão e chegou a ganhar o apelido de Villa Corleone. Para visitar a vila, que mantém o visual barroco rural siciliano do século XVII em Fiumefreddo di Sicilia, é preciso fazer uma reserva prévia e ir acompanhado de um guia local. O castelo é uma propriedade privada e está disponível para realização de eventos e casamentos


Noto

Cathedrale di San Nicolo
Cathedrale di San Nicolo

Conhecida como jardim de pedra dourada, Noto teve sua parte medieval bastante danificada com um terremoto no ano de 1693, que matou cerca de mil pessoas apenas na cidade. A reconstrução seguiu o estilo barroco, incluindo uma monumental escadaria que leva à Cattedrale di San Nicolò e dezenas de outras igrejas e palácios, que podem ser visitados em poucas horas de passeio.

Testa dell'Acqua
Testa dell’Acqua

Faz parte dela o pequeno povoado de Testa dell’Acqua, de onde vinha a água que alimentava o aqueduto, também foi destruído pelo terremoto. Como em todo lugarzinho do interior, o destaque ali é uma praça com a igreja, mas também vale a pena observar os prédios em art nouveau da rua principal e a fonte onde o gado matava a sede e as mulheres lavavam roupas. Atualmente, é visitada durante o verão por ter um clima mais ameno e ser menos lotada de turistas.

Villa Elena
Villa Elena

Na série, a Villa Elena aparece como sendo em Palermo, mas na verdade fica próxima a Noto, na parte sul da ilha. Trata-se de um antigo monastério barroco do século XVII que foi reformado pelo designer de interiores francês Jacques Garcia. O lugar é de uma extravagância absurda, com salões repletos de obras de arte em uma explosão visual que chega a cansar as vistas.


Palermo

Villa Tasca
Villa Tasca

Outro palácio mostrado na série que também é particular e pode ser alugado para esse tipo de festas é a Villa Tasca. Construída no século XVIII, a luxuosa casa tem estilo neoclássico e paredes e teto cobertos de azulejos e afrescos com temas campestres. A propriedade fica em um parque com oito hectares, com pomares de frutas cítricas, árvores centenárias e jardins românticos, que podem ser visitados. Aqui fizeram o contrário, já que ela aparece na trama como sendo em Noto, mas fica mesmo em Parlemo, do outro lado da ilha.

Teatro Massimo Vittorio Emanuele
Teatro Massimo Vittorio Emanuele

Também é mostrado com destaque o Teatro Massimo Vittorio Emanuele, uma das maiores casas de ópera do continente, inaugurado em 1897.  Essa é mais uma locação que aparece em O Poderoso Chefão, nesse caso, no último filme da trilogia (que não é lá muito bom). Enquanto isso, outros personagens jantavam na Dal Pompiere, um típico restaurante familiar italiano que pode ser uma ótima opção para quem não quer gastar muito.


Cefalù

Praia de Cefalù
Praia de Cefalù

Também temos Cefalù, considerada uma das mais bonitas cidades do mundo pelo seu centro histórico e a grande rocha que fica atrás da catedral. É possível fazer trilhas para o alto do morro, onde ficam algumas ruínas e mirantes com vistas privilegiadas. Na praia da cidade foi filmada a primeira cena da série, quando um corpo aparece boiando na água. 

Um corpo é resgatado
Um corpo é resgatado

Inclusive, achei a misteriosa morte dessa temporada bem mais interessante que na primeira. Mais uma vez, quem morreu, quem matou ou quais foram as circunstâncias só são revelados no último episódio. É interessante porque surgem tantos conflitos entre os personagens que a gente quase esquece que no fim vai ter algo trágico e, no fim das contas, não é realmente o fator mais relevante da história.


Catania

Aeroporto di Catania
Aeroporto di Catania

Enfim, nos despedimos dos personagens no Aeroporto di Catania, ponto de chegadas e partidas para os turistas que visitam a parte leste da Sicília, onde foi gravada a maior parte da série. Eu achei essa temporada melhor do que a primeira porque trata as situações com um pouco mais de sutileza, fazendo críticas sem parecer tão panfletário. Além disso, o fato de ter explorado mais áreas externas deu muita vontade de viajar novamente para a Itália, já que ainda não tive oportunidade de conhecer essa região. Agora é esperar pela terceira temporada.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s