Retrospectiva das séries vistas em 2020

Retrospectiva 2020 – Séries

Geralmente, eu não assisto um grande número de séries porque demanda muita dedicação – não sei como alguns dos meus amigos conseguem acompanhar tantas produções. Mas, como esse foi um ano totalmente atípico, com bastante tempo de sobra passado em casa e o cancelamento de muitos filmes que iriam estrear no cinema, acabei vendo bem mais do que o costume. Como sempre, vou falar resumidamente das que gostei mais e apenas listar as restantes, tudo em ordem de preferência.


Contos do Loop

Contos do Loop

A trama se baseia em Tales from the Loop, livro de arte do sueco Simon Stålenhag. Através de imagens que misturam uma pequena cidade nos anos oitenta, máquinas estranhas, edifícios modernos e acontecimentos que desafiam nossos conhecimentos científicos, acompanhamos diferentes histórias em um povoado suburbano onde o governo ordenou a construção do maior acelerador de partículas do mundo, concluído em 1969. Organizada em uma antologia, a primeira temporada tem oito contos de quase uma hora e está disponível na Amazon Prime Video. Embora sejam independentes, os episódios estão conectados uns aos outros, devendo ser assistidos na sequência.


Alta fidelidade

Alta Fidelidade

Eu já havia lido e gostado muito do livro Alta fidelidade, escrito por Nick Hornby, quando fizeram uma adaptação cinematográfica que fez a história ficar famosa. A série, mais recente, inverte o sexo do protagonista e trabalha com mais tempo o enredo do fim do namoro da jovem proprietária de uma loja de música que passa a rever várias esferas de sua vida, como relacionamentos amorosos, amizades, família e profissão. Também me chamou a atenção a trilha sonora, que inclui tanto sucessos quanto músicas que eu nunca tinha ouvido.


Sex education (2ª temporada)

Sex Education

Eu fiquei apaixonado com essa série na primeira temporada, que mostra um adolescente dando conselhos sexuais para os colegas de escola, apesar de ainda não ter perdido a virgindade e viver uma série de inseguranças e desafios na própria vida. No segundo ano, a trama se tornou mais sérios, com novos personagens e discussões bastante atuais, mas sem deixar de lado o humor. O mais interessante é que o roteiro consegue tratar temas considerados grandes tabus da sexualidade, relacionamentos amorosos, amizade e família, de forma objetiva e engraçada.


Fleabag (1ª e 2ª temporadas)

Fleabag
Fleabag

Embora estivesse no meu radar há bastante tempo, eu acabei assistindo essa série só quando assinei a Amazon Prime Video. O humor inteligente e irônico tipicamente britânico é o meu estilo preferido de comédia e aqui é empregado com primazia para contar a história de uma jovem em constante embate com sua família e, principalmente, consigo mesma, já que vive em conflito com sua necessidade de trabalho, o vício em sexo e a dificuldade de se relacionar seriamente. O único defeito é que acaba rapidinho, já que os episódios são poucos e curtos.


The politician (1ª e 2ª temporadas)

The Politician

Misturando comédia e drama em um ambiente escolar com adolescentes disputando as eleições para representante do corpo estudantil, essa série faz referência às corridas presidenciais do país e suas particularidades, como a formação de alianças, as pesquisas eleitorais, a conquista de votos de determinados grupos, a investigação sobre pontos fracos do concorrente, os escândalos e o uso da mídia. Já a segunda temporada leva os personagens a disputas na esfera política, ampliando ainda mais as discussões. Em todo o momento, é possível traçar paralelos entre o que é mostrado e a vida real.


Euphoria (1ª temporada)

Euphoria

Livremente baseada em uma série israelense de mesmo nome, essa série mostra um grupo de estudantes vivendo experiências e dramas familiares que envolvem a sexualidade, o uso de drogas, a formação dos indivíduos, as amizades, os relacionamentos amorosos, os dramas familiares e outros. Eu confesso que a parte que menos me interessou foi a história da protagonista, mas os outros personagens, a trilha sonora e diversos aspectos técnicos me conquistaram e mal posso esperar pela continuação da história – já tive um gostinho com o fantástico episódio especial de fim de ano.


Undone (1ª temporada)

Undone

Algumas pessoas acham que animações são voltadas para o público infantil, mas existem muitas produções que tratam temas adultos, como é o caso dessa série da Amazon Prime Video. O enredo gira em torno de uma mulher que sobrevive a um grave acidente de carro, descobrindo uma nova relação com o tempo/espaço e desenvolvendo habilidades extraordinárias que a permitem investigar a morte do pai, ocorrida na sua infância. A técnica de rotoscopia empregada é ideal para a criação de imagens fantásticas que se assemelham a sonhos.


Também assisti

The crown (2ª temporada)
The undoing
O gambito da rainha
What we do in the shadows (2ª temporada)
The boys (1ª temporada)
Pose (1ª temporada)
Please like me (1ª temporada)
The witcher (1ª temporada)
Don’t f**k with cats: Uma caçada online
A maldição da mansão Bly
O mundo sombrio de Sabrina (2ª temporada)
Pequenos incêndios por toda parte


Não me agradou tanto

Westworld (3ª temporada)
Locke & key
Freud
Expresso do Amanhã
Ratched
Elite (2ª temporada)


Revi algumas séries

Big little lies (1ª temporada)
A maldição da residência Hill
Mr. Robot (1ª temporada)

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s