Na natureza selvagem

Na natureza selvagem ★★★★☆

Título original: Into the wild
Ano:
1996
Autora:
Jon Krakauer

Jon Krakauer é um escritor americano que se tornou conhecido por seus numerosos artigos para revistas e por livros documentais, os mais famosos entre eles voltados para a relação do homem com a natureza em situações extremas. O interesse pelo tema faz sentido, já que o próprio autor já se aventurou a explorar sozinho, por cinco semanas, uma inóspita região do Alasca; fez uma das escaladas mais difíceis do mundo na Patagônia; e era parte do grupo em uma subida guiada no Monte Everest que acabou com os visitantes presos após uma tempestade de neve.

John Krakauer
John Krakauer

No caso desse último, quatro pessoas perderam as suas vidas e os acontecimentos, ocorridos em 1996, foram narrados em um artigo da revista Outside. Posteriormente, veio a publicação do livro No ar rarefeito, que inspirou o filme Everest, sem a aprovação do autor. Ao final da temporada, um total de dezesseis pessoas haviam morrido na tentativa de alcançar o topo somente nesse ano, um recorde que só seria ultrapassado com a avalanche de 2014 e o terremoto de 2015.

Na natureza selvagem

Na natureza selvagem também narra uma tragédia, dessa vez particular, que passou a ser conhecida mundialmente após a publicação de uma matéria bastante discutida devido a controvérsias. Enquanto muitas pessoas se sensibilizaram com a história, outras questionavam por que ela teria qualquer relevância, já que tantas pessoas morrem durante viagens todos os anos. Alguns viam o protagonista como um herói, enquanto outros o achavam um garoto mimado e irresponsável. O livro, desdobramento desse primeiro texto, logo se tornou um best-seller traduzido para dezenas de línguas.

Christopher McCandless
Christopher McCandless

O enredo não linear documenta as viagens de Christopher McCandless, um jovem que doou todo o seu dinheiro para uma causa comunitária após sua graduação na faculdade, adotou um novo nome e começou uma longa jornada pelo oeste americano. O autor faz um paralelo entre ele mesmo, o protagonista, outros aventureiros solitários que buscaram experiências semelhantes junto à natureza e pessoas que escreveram sobre o tema. O objetivo é investigar as motivações do jovem para abandonar sua família rica e um futuro promissor, rejeitando o capitalismo e buscando um sentido mais profundo para a própria vida.

Ônibus foi retirado do local
Ônibus foi retirado do local

O corpo de Christopher McCandless foi encontrado já em decomposição em setembro de 1992 no Denali National Park and Preserve, no estado do Alasca, mais especificamente em um ônibus abandonado onde ele morreu de inanição, no Stampede Trail, perto do Lago Wentitika. O veículo acabou se tornando uma atração turística, mas o crescente número de visitantes que se arriscava para chegar até lá fez com que ele fosse retirado do local. Para desvendar a misteriosa trajetória do homem que causou tanta comoção, o autor analisou fotografias, estou as cartas e cartões postais enviados, fez entrevistas com familiares e pessoas que ele encontrou pelo caminho, pesquisou as anotações escritas em livros lidos pelo jovem, etc.

Última foto do jovem
Última foto do jovem

No fim das contas, Na natureza selvagem vai muito além da curiosidade acerca da morte e dessa história particular, buscando refletir sobre os conflitos enfrentados para se adequar à sociedade, a necessidade de bens materiais, o perigo de se arriscar em ambientes selvagens, a aceitação de indivíduos com diferentes perspectivas, a busca por espiritualidade e outros tantos pontos de discussão. O livro foi adaptado para um filme de mesmo nome, lançado em 2007.

Compre o livro Na natureza selvagem

Além da versão impressa, é possível ler a obra no Kindle, dispositivo que mudou a minha relação com a leitura ao permitir carregar uma quantidade enorme de livros em um aparelho cuja bateria dura por vários dias, tem uma tela que não cansa os olhos, dá acesso imediato a dicionários de significado e tradução, marca e compila trechos e outras vantagens.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s