Fachada do Museu do Louvre vista de dentro da pirâmide

Paris – Visitando o Museu do Louvre

O Musée du Louvre é muito, muito, muito grande. Vai acompanhando: são mais de 380.000 objetos e 35.000 obras de arte divididas em oito departamentos com mais de 60.600 metros quadrados dedicados às exposições permanentes. Você poderá apreciar esculturas, objetos de arte, pinturas, desenhos e achados arqueológicos, entre outras coisas, no meio de uma multidão de dar inveja no Aniversário dos Supermercados Guanabara – cerca de 15.000 visitantes por dia, a maior parte deles composta por turistas estrangeiros. E a coisa continua a crescer como uma gosma alienígena: em 2012 foram inauguradas novas galerias voltadas para a arte islâmica, com 3.000 metros quadrados. Vai saber quantas obras a mais estarão expostas lá quando você conseguir juntar grana para viajar pra Europa?! Quer dizer, é necessário traçar alguma estratégia para sobreviver a uma visita ao Louvre.

Eu vou sentar aqui enquanto você assiste ao vídeo acima. Não, continua vendo que eu vou ali fritar um ovo. Vai, aguenta aí que eu vou tomar banho e já volto. Terminou de ver? Então, isso é a fila para entrar no Louvre num dia frio ♫ um bom lugar pra ler um livro ♪ em um dia qualquer de dezembro, no que nem é considerada a alta temporada da cidade. Ficou entediado? Pois o vídeo só tem seis minutos, essa fila representa uma espera de 3-4 horas para entrar no Louvre. Entrar. Passar no detector de metais e entrar. Lá dentro da pirâmide ainda tem filas em diversos guichês para comprar o ingresso (mas essas são bem mais rápidas). Enfim, não acho que seja assim todos os dias… mas para que arriscar ficar horas na fila ou até mesmo desistir do passeio por cansaço ou falta de tempo? E tempo é dinheiro, principalmente quando se está gastando euros para se hospedar, comer, passear… então se liga nessa ideia.

Entrada prioritária para quem comprou ingresso antecipado
Entrada prioritária para quem comprou ingresso antecipado

Como está escrito na placa – em francês, inglês e quase português, existe uma fila prioritária para pessoas que já compraram ingressos. Na verdade, nem era bem uma fila, já que não tinha praticamente ninguém nela – era só chegar e entrar. Moral da história: compre seus ingressos antecipadamente. Isso pode ser feito na página do próprio Museu do Louvre, escolhendo uma data e hora definida para o seu passeio. Enfim, como não é um passeio externo e não depende do clima, acho tranquilo reservar com antecedência. Com a data marcada, descubra como chegar lá e se planeje para não atrasar – a tolerância é de apenas trinta minutos do horário marcado no ingresso. Passou da hora, vai para o fim da fila. Sim, essa com horas de espera – reveja o vídeo lá em cima.

Bilheterias na entrada principal
Bilheterias na entrada principal

Nessa foto estão as filas para os diversos guichês na parte interna do Louvre. Também é o lugar em que você vai pegar um mapa do museu e pensará: onde eu fui amarrar meu bode? Pois é, eu falei que o Louvre era enorme e eu não minto quase nunca. As obras estão divididas em coleções temáticas como antiguidades do Egito; artes decorativas; esculturas; pinturas; e outras. Para piorar a situação, as salas são meio que labirintos e você pode acabar passando por diversas obras importantes se não prestar atenção. Meu único conselho aqui é: tenha uma noção do que você quer ver e segue o mapa, não o seu coração. Se quiser ter uma ideia dos destaques do museu, acesse essa seleção de obras-primas na página oficial.

Vênus de Milo
Vênus de Milo

Algumas das obras mais importantes estão destacadas no mapa e também há placas indicando o caminho. Você também pode observar a comoção do público, geralmente com muitos barulhinhos de máquinas e celulares tirando foto sempre que estão perto de algo famoso – sim, é permitido tirar fotos das obras, desde que não se use flash. O que mais me incomodou no Louvre foi a quantidade de pessoas, fica praticamente impossível parar na frente de uma pintura e ter paz para observar os detalhes. Depois vou fazer uma postagem específica sobre a Mona Lisa – é tão forte a procura por ela que eu posso dizer que já vivenciei um tsunami.

Pátio com esculturas
Pátio com esculturas

Se você tiver pouco tempo para visitar o museu, seja extremamente objetivo e vá atrás do que acha imperdível. Se estiver de boa na cidade, aproveite para fazer um passeio com mais tranquilidade e se prepare para gastar muitas horas nessa jornada artística. Tem algumas áreas do museu que são bem mais calmas. Esse pátio luz externa e exposição de esculturas, por exemplo, é uma ótima opção para dar aquela descansada nas pernas.

Appartements Napoléon III
Appartements Napoléon III

Já a parte dos aposentos de Napoleão III era uma coisa que eu nem sabia que tinha no Louvre. São vários ambientes com o mobiliário e objetos riquíssimos que deixam pensando em como é maravilhoso ter muito dinheiro sobrando. Pena que eu não tenho. No mais, boa noite. E boa sorte.

Porta-copos "Les attractions touristiques"

O Museu do Louvre e outros destaques de paris estão retratados nos porta-copos Les attractions touristiques, disponíveis na loja Viajento como parte da Coleção França.

Anúncios

One comment

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s