Battery Park

Nova York – Por dentro da Estátua da Liberdade

Daí você resolve ir na Estátua da Liberdade. Se você comprou seu ingresso com antecedência pela internet ou se deixou pra comprar na hora, não importa: o passeio começa no Battery Park, bem no sul da ilha de Manhattan.

Castle Clinton, onde são comprados os ingressos da Estátua da Liberdade
Castle Clinton, onde são comprados os ingressos da Estátua da Liberdade

No século VXII o local servia como base de uma artillery battery que protegia a cidade, daí ser conhecido como Battery Park. Entre 1808 e 1811 foi construído um forte, chamado West Battery, em uma pequena ilha artificial perto da costa. Algumas décadas depois as obras de aterro na região uniram a construção – renomeada Castle Clinton – à Manhattan. Depois da Guerra de 1812, o local serviu como um jardim para passeios e, depois, como um teatro. Mas a chegada de uma grande quantidade de imigrantes europeus a partir da metade do século XIX, que se instalavam na região, tornou o local menos agradável para os clientes, causando o fechamento do teatro. A estrutura passou a ser usada como centro de imigração a partir de 1855, antes daquela criada em Ellis Island. Posteriormente, abrigou o New York Aquarium, entre 1896 e 1941. Cinco anos depois, foi declarado como patrimônio nacional. É exatamente nesse forte que são vendidos e/ou impressos os ingressos para a Estátua da Liberdade e Ellis Island, recebendo milhões de turistas todos os anos.

Setor de segurança antes de pegar o barco para a Estátua da Liberdade
Setor de segurança antes de pegar o barco para a Estátua da Liberdade

Se você deixa pra comprar o ingresso no dia, corre o risco de pegar uma fila bem grande e definitivamente não vai conseguir fazer a subida até a coroa, que tem que ser comprada pelo site com meses de antecedência. Então, se dá pra evitar pelo menos essa fila, vale a pena planejar com antecedência e já ir com o ingresso comprado. Enfim, com o ingresso em mãos, é hora de pegar o barco para ir até a Liberty Island. Mas, antes disso, é preciso passar pela segurança. E geralmente tem espera – o ingresso comprado no site também corta boa parte dessa fila. Eu to falando, compra antes!! Bom… apesar de chatinho, não tem segredo no processo da segurança: não leve nada que seja proibido em um avião (armas, explosivos, drogas); tire todos os itens metálicos do corpo, que passarão pelo raio-x; siga seu caminho. É importante destacar que não tem armários para você deixar seus itens. Se estiver com algo que não pode entrar você tem que jogar fora ou voltar pra casa. Daí você sai do outro lado do setor de segurança já onde embarca para a ilha. E… mais uma fila! Mas essa é rápida porque cabe muita gente.

Barco da Statue Cruise indo em direção à Liberty Island
Barco da Statue Cruise indo em direção à Liberty Island
Opções de passeios na Estátua da Liberdade
Opções de passeios na Estátua da Liberdade

Entrou no barco, já derruba quem estiver no seu caminho e vai para a parte de cima. A maioria das pessoas vai querer sentar, mas nem se preocupe em fazer isso porque, para ter uma boa visão e tirar seus selfies pra ostentar no instagram, você tem que ficar em pé mesmo. O melhor lugar é a parte direita, juntinho da grade do barco, pra ninguém ficar na sua frente. Dali você vai ver melhor os arranha-céus de Manhattan, a Ellis Island e vai chegar de frente para a estátua – fica a dica.

Acesso à parte interna da Estátua da Liberdade
Acesso à parte interna da Estátua da Liberdade

Se você quiser visitar a ilha e a estátua, tem que descer na primeira parada – na Liberty Island. Eu acho bobagem fazer o passeio de barco e não descer, já que pagou mesmo… mas cada um sabe de si. Desce glamourosa. Dali dá pra dar uma volta e ver a estátua de todos os ângulos possíveis, ter uma bela vista dos arredores, visitar a lojinha, parar para fazer um lanche, etc. Quando você resolver subir na estátua, tem que pegar mais uma capeta de uma fila com mais um inferno de checagem de segurança. Ali tem que inclusive mostrar um documento com foto, preferencialmente o passaporte. Desse ponto não pode subir com mochila, sacola, comida, nada. Eu levei apenas meu celular para tirar fotos, o resto deixei nesses armários de uso gratuito. Daí quem tem o ingresso para subir até a coroa recebe uma identificação, enquanto as outras pessoas só podem ir até o topo do pedestal.

Museu dentro da Estátua da Liberdade
Museu dentro da Estátua da Liberdade

Dentro da Estátua está exposta a antiga tocha, substituída nos anos 1980, com um histórico de todas as mudanças por que passou a peça desde que foi construída. Também tem um pequeno museu contando da concepção da escultura até os dias de hoje, com alguns dos moldes usados originalmente, o que é bem interessante.

Escada para o pedestal da Estátua da Liberdade
Escada para o pedestal da Estátua da Liberdade
Escada que dá acesso à coroa da Estátua da Liberdade
Escada que dá acesso à coroa da Estátua da Liberdade

A escada até o pedestal é larga e tranquila de subir. No caso da coroa é um pouco mais complicado porque a escada é mais íngreme, estreita e em sentido único, então se você começou a subir, mas pode mudar de ideia e descer – a escada de descida é outra.

As janelinhas da coroa da Estátua da Liberdade
As janelinhas da coroa da Estátua da Liberdade
Tabula Rasa na mão esquerda da Estátua da Liberdade
Tabula Rasa na mão esquerda da Estátua da Liberdade

A coroa da Estátua é, obviamente, um espaço muito pequeno e que comporta poucas pessoas ao mesmo tempo. Não há muito o que se fazer lá em cima além de observar a paisagem pelas janelas e visualizar detalhes que você não teria como ver de outro espaço. Eu achei super interessante a subida, ver a estrutura interna do monumento, a vista lá de cima. Mas, para algumas pessoas, pode ser uma subida muito pesada pois são, ao todo, 377 degraus da entrada até a coroa. Há um elevador no pedestal, mas a partir dali até a coroa não tem opção: só de escada. O passeio não é recomendado para pessoas com problemas respiratórios, limitação de mobilidade, claustrofobia, acrofobia ou vertigem.

Lanche comprado na Liberty Island
Lanche comprado na Liberty Island

Infelizmente não deixam os turistas irem até a tocha, que tem um espaço ainda mais estreito com a subida pelo braço direito da estátua. Mas o passeio todo já é bem satisfatório. No mais, a Liberty Island é bem pequena, mas é um lugar agradável para dar uma volta completa, sentar um pouco pra curtir o clima, etc. A lanchonete tem opções de sanduíches, sushis e saladas prontos, bem como hamburgueres e pizzas feitos na hora e os preços não são absurdos. Das vezes que eu fui eu parei ali pra fazer um lanche antes de seguir o passeio. Tem uma outra fila desgraçada no sol para pegar o barco, com opção de descer na Ellis Island ou continuar no barco e ir para Manhattan.

Anúncios

5 comments

  1. Ri muito dos seus comentários! hahahahahahah
    Adorei, valeu as dicas, acabei de comprar os ingressos online pra visitar em Novembro 😀

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s