Travessia de balsa entre Porto Seguro e Arraial d'Ajuda

Arraial d’Ajuda – Como chegar saindo de Porto Seguro

Quando eu era mais novo, eu ia bastante com minha família para o sul da Bahia de carro. Agora, já morando em Belo Horizonte, a melhor opção foi pegar um avião até o Aeroporto Internacional de Porto Seguro, já que a viagem dura pouco mais de uma hora. Ali trabalham as principais empresas de aviação brasileiras, com voos diretos das principais capitais e internacionais com conexão no Rio de Janeiro ou em São Paulo. Mas a novidade me gerou algumas dúvidas, incluindo como ir do aeroporto – o mesmo vale para a rodoviária, que fica ao lado – ao meu destino final, em Arraial d’Ajuda. As duas localidades são divididas pelo Rio Buranhém e, por terra, é necessário dar uma volta enorme. A melhor alternativa, portanto, é fazer a travessia de balsa.

Pista para embarque de passageiros
Aeroporto Internacional de Porto Seguro

A primeira informação que você deve buscar é se a sua hospedagem ou seu pacote de viagem oferecem transporte gratuito. Se tiver isso, ótimo. Você pode deixar agendado de te buscarem e terá alguém te esperando quando você desembarcar – acho muito chique. Também é possível contratar um transfer por conta própria, geralmente oferecido por agências de turismo, que pode ser particular ou compartilhado. Mas vamos combinar, embora seja confortável e inclua todo o traslado, não é lá muito barato.

Embarque e desembarque de passageiros
Embarque e desembarque de passageiros

Outra opção confortável, mas também de custo elevado é pagar um táxi até o destino final. Como o trajeto inclui a balsa, os motoristas costumam cobrar um preço fechado e bastante elevado. Além disso, deve-se considerar a fila para fazer a travessia do rio com um veículo. Para contornar o problema da espera pela balsa, pode-se de fazer trechos divididos, ou seja, ir de táxi somente do aeroporto até o porto, fazer a travessia como pedestre e pegar outro táxi já em Arraial d’Ajuda. Relevante lembrar que fica mais caro a noite e nos finais de semana, quando é adotada a bandeira 2. Também dá para fazer esses trechos de ônibus, mas é mais demorado e menos confortável, principalmente para quem está com malas. Sinceramente, não acho que a economia justifique.

Guichês para aluguel de carros
Guichês para aluguel de carros

Se você pretende alugar um carro, há vários guichês dentro do próprio aeroporto, mas é recomendado fazer a reserva antecipadamente, principalmente em épocas de grande movimento. Além de agilizar o atendimento, isso irá garantir a disponibilidade. Também é importante decidir qual será a melhor rota – o uso da balsa para atravessar o rio encurta bastante o caminho, mas pode ser demorado na alta temporada devido ao volume de veículos. Também é importante ressaltar que será cobrado um valor pelo carro e mais um adicional por cada passageiro. Como eu cheguei sozinho e a minha intenção nessa viagem era ficar mais tranquilo em casa, ir para a praia somente quando desse vontade e descansar bastante, não achei que seria interessante alugar um carro. Mas cada caso é um caso e, obviamente, o aluguel faz sentido se você for utilizar o carro para passeios e fica mais em conta se for um grupo maior de pessoas. Só lembre que pode ser necessário pagar estacionamento em muitas praias.

No mapa interativo acima deixei marcado onde ficam o aeroporto, a rodoviária, os portos das balsas e outras informações de transporte e pontos turísticos. O que eu fiz para ficar bem mais barato foi chamar um Uber e esperar o motorista na pista de embarque e desembarque. Não gosto de colocar valores aqui porque logo fica desatualizado e também varia de acordo com a demanda, mas você pode fazer a simulação pelo aplicativo. Para mim, ficou menos da metade do preço do táxi. O trajeto do aeroporto para a balsa é bem rápido, levando cerca de 10 minutos para percorrer 3 km, mas o tempo varia dependendo do trânsito.

Fila de carros para entrar na balsa
Fila de carros para entrar na balsa

Assim que desci do Uber, vi que havia uma fila de carros esperando para embarcar e imaginei que seria um pouco demorado. Em dias mais críticos, que incluem não somente os meses de verão, mas também as férias do meio do ano e feriados prolongados, a espera pode ultrapassar uma hora. Mas acabou que não tive problemas porque estava tranquilo e há saídas regulares em alternância entre essa embarcação maior, que sai com os carros, e a que eu peguei, que faz a travessia somente com passageiros.

Valores e horários
Valores e horários

Me dirigi até a bilheteria específica para pedestres e não tinha ninguém na fila, então rapidinho comprei a minha passagem. Achei o valor do bilhete acessível para quem está fazendo um passeio. Já para quem vai pagar para uma família inteira ou pretende fazer muitas vezes a travessia, acaba ficando bem salgado. Para servir de referência, os valores acima eram os praticados no momento da minha viagem, em junho de 2019. Obviamente que eles podem sofrer alterações, então já deixo aqui avisado para não me xingarem depois.

Balsa de veículos
Balsa de veículos

Pelo que eu pude observar, as balsas de veículos têm saídas regulares, mas não exatas. Isso acontece por alguns motivos. Primeiro pela variedade automóveis, motos, vans, caminhões, ônibus e o que mais for possível colocar lá, o que altera o ritmo do embarque. Além disso, eles esperam atingir a lotação para partir. Em contrapartida, quando enche mais rápido, não faz sentido ficar lá esperando sendo que não vai poder entrar mais ninguém. Outra informação importante é sobre os preços diferenciados, sendo mais em conta nos dias de semana e para moradores com comprovante de residência. Já nos domingos, feriados e nos dias de semana das 22 horas até as 6 da manhã, o valor é um pouco mais elevado.

Balsa para passageiros
Balsa para passageiros

Eu estava a pé, puxando minha mala de rodinha, e podia ir em qualquer embarcação. Acabou coincidindo de a próxima ser a balsa de passageiros. Como ainda não eram férias e cheguei em dia de semana, fora do horário de pico, a maioria das cadeiras estava desocupada, tendo só a companhia de alguns turistas e moradores locais. As partidas são feitas 24 horas por dia e acontecem mais ou menos a cada 30 minutos – um pouco menos frequentes de madrugada. Eu vi algumas reclamações na internet, mas, na minha experiência, os funcionários foram educados e foi respeitada a programação. Também achei a travessia bem rápida. Cerca de 5 minutos depois de deixar Porto Seguro, já cheguei no porto da balsa do outro lado.

Ônibus no porto de Arraial d'Ajuda
Ônibus no porto de Arraial d’Ajuda

Quando eu entrei no aplicativo do Uber, não havia nenhum motorista em Arraial d’Ajuda. As opções eram seguir até o destino final de táxi, ônibus ou van. Achei o táxi bem caro considerando que eu estava sozinho e o trecho que teria que andar era consideravelmente curto, mas o preço pode ser negociado com o motorista. Para se ter uma ideia, queriam cobrar cerca de R$ 35 reais sem taxímetro – obviamente eles sabem quem tem jeito de turista, com aquele olhar meio perdido, com bagagem, etc. Também vi que tinha ônibus já parado no ponto que cobrava barato, mas eu estava com mala e acaba sendo uma opção menos confortável. Além disso, não tinha pesquisado previamente se tinha algum que passava onde eu queria ir e fiquei com preguiça de perguntar.

Serviço de vans no porto da balsa
Serviço de vans no porto da balsa

Obviamente que o caminho vai depender da localização da sua pousada ou hotel em Arraial d’Ajuda  – tem algumas ali mesmo junto à balsa que dá para ir a pé. No outro espectro, tem pessoas que seguem viagem até Trancoso, onde também se tem muitas opções de hospedagem. Seja como for, quando você chega no porto já vêm umas pessoas oferecendo serviços para diferentes destinos. Eu ia para perto da Praia do Mucugê, então peguei a van das praias. Recomendo perguntar o preço antes de embarcar, só para evitar surpresas, mas achei bem baratinho. Também é bom confirmar com o motorista o local de parada mais próximo do seu destino final – eu desci em frente ao Banco do Brasil e fui caminhando o resto. Achei as ruas e calçadas bem esburacadas para puxar mala, mas valeu a pena pela economia.

Relaxando na Praia do Mucugê
Relaxando na Praia do Mucugê

Essa região do estado tem praias lindas e com águas de temperatura agradável. Eu fiz essa viagem em junho e estava quente o suficiente para aproveitar bem o mar. O legal de pegar uma hospedagem na cidade é que você tem acesso às praias mais próximas e ao Arraial d’Ajuda Eco Park a pé, mas também pode viajar para o outro lado em direção a Trancoso, que fica a apenas 40 minutos de carro, e tem a oportunidade de fazer a travessia de volta para visitar os atrativos de Porto Seguro. Na maioria dos dias, eu acabei ficando mais na Praia do Mucugê mesmo, já que a ideia era descansar.

Dinheiro para a volta de táxi
Dinheiro para a volta de táxi

Depois de vários dias curtindo o sul da Bahia, chegou o fim das férias. Para a volta, eu fiz basicamente o mesmo caminho, mas com algumas particularidades. Como eu tinha uma hora específica para chegar no Aeroporto Internacional de Porto Seguro, estava com mala, a previsão era de chuva e precisaria caminhar até o ponto onde pega a van, sem saber exatamente o horário que ela passaria, eu preferi chamar um táxi. Nesse momento já estávamos em mais pessoas e, dividindo, não achei que ficou tão caro. Fizemos contato por telefone, combinamos o preço e marcamos horário. Nesse momento, achei que valeu a pena pagar um pouco a mais pelo conforto de ter um carro só para a gente e sermos buscados na porta.

Passarela de acesso à balsa de passageiros
Passarela de acesso à balsa de passageiros

Se você estiver de carro, moto ou qualquer outra coisa, é necessário comprar um bilhete para a volta. Também é importante ter um tempo de folga, já que você pode chegar no porto e ter acabado de perder a travessia. Quando eu cheguei lá, vi carros entrando na balsa de veículos, mas eles ainda iriam esperar um pouco até ela ficar cheia para partir. Já no caso da exclusiva para pessoas, o trecho de volta é gratuito e ela ia sair naquele exato momento. Por isso, nem passei pela bilheteria e fui direto para a passarela que dá acesso à balsa de passageiros. Assim como na ida, você mesmo entra com a sua mala, arruma algum lugar para que ela fique segura e escolhe onde se sentar.

Travessia de balsa entre Porto Seguro e Arraial d'Ajuda
Travessia de balsa entre Porto Seguro e Arraial d’Ajuda

Depois de uns cinco minutos de travessia, cheguei novamente a Porto Seguro. Ali chamei um Uber, que mandou mensagem pedindo que a gente o encontrasse em um ponto específico – em frente a um laboratório, bem próximo. Daí foram só mais alguns minutinhos até o aeroporto, novamente pagando mais barato do que teria sido o táxi, e seguir viagem de volta para casa.

6 comentários

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s